Aviões com apelidos célebres

Sucatão, Mata-Sete, Brega, Maestro… Entenda o significado dos apelidos que certos aviões receberam, pelo bem ou pelo mal
Os antigos Boeing 737 de transporte oficial da FAB ficaram conhecidos como "Sucatinhas" (FAB)
Os antigos Boeing 737 de transporte oficial da FAB ficaram conhecidos como “Sucatinhas” (FAB)

O apelido é ruim ou do tipo que faz passar vergonha? Então pode ter certeza que ele vai pegar. Certos aviões que o digam. Seja com nomes carinhosos, que têm relação com as características da aeronave, ou então associados aos seus defeitos, esses apelidos acompanharam a carreira de muitos aparelhos que voaram ao redor do mundo e no Brasil, onde a criatividade parece não ter limites, seja para o bem ou para o mal. Conheça alguns deles:

Sucatão

Entre 1986 e 2005, presidentes e autoridades do Brasil eram transportados pela Força Aérea Brasileira (FAB) a bordo de um Boeing 707 ou KC-137, na designação militar. Mas esses nomes eram raramente utilizados. Durante muito tempo, espalhou-se pela imprensa brasileira que a aeronave havia sido fabricada em 1958 e, devido a tal idade, foi apelidado de “Sucatão”.

Mas o Sucatão não era tão velho assim. O modelo na realidade saiu da linha de montagem da Boeing em 1968. Como se não bastasse, outros dois jatos VC-96 (designação militar do Boeing 737 da FAB) usados por autoridades brasileiras em voos domésticos foram apelidados de “Sucatinhas”. Já o avião presidencial atual, um Airbus A319 executivo, já foi chamado de “Aerolula”.

O "Sucatão" foi adquirido durante o governo de José Sarney; o modelo foi substituído pelo "Aerolula" (FAB)
O “Sucatão” foi adquirido durante o governo de José Sarney; o modelo foi substituído pelo “Aerolula” (FAB)

Nos Estados Unidos, o Boeing 707 também tem um apelido especial: “Transformer”. Pilotos diziam que o avião taxiava usando a força de quatro motores, decolava com três e pousava com apenas dois, pois os mesmos tinham grandes chances de quebrar durante os voos…

Continua na próxima página:

Total
81
Shares
8 comments
  1. Jet Power para o B 727, quando foi adquirido pela Varig na onda da moda Black Power
    Pata Choca para o Catalina, quando pousava nos rios da Amazônia.
    Samurai para o YS-11, utilizado pela VASP e Cruzeiro

Comments are closed.

Previous Post
Embraer A-29 Super Tucano - Força Aérea de Filipinas

Força Aérea de Filipinas planeja frota com 24 aeronaves Super Tucanos

Next Post

Air Peace recebe segundo E195-E2 e confirma 737 MAX

Related Posts