Cabine de comando do A350 ganha monitores touch screen

Airbus afirma que as novas telas sensíveis ao toque melhoram a eficiência operacional dos pilotos; 20 companhias aéreas selecionaram a opção para seus novo A350
Airbus não tem manche: a cabine de comando do A350 agora é uma das mais avançadas do mundo (Airbus)

O Airbus A350 tem uma importante novidade, mas dessa vez ela é para os pilotos. A fabricante entregou nesta semana o primeiro exemplar da aeronave com monitores touch screen na cabine de comando. A primeira companhia com o equipamento é a China Eastern Airlines.

Segundo a fabricante, o sistema desenvolvido em parceria com a Thales proporciona uma série de vantagens para o tripulantes, facilitando o gerenciamento de informações do voo e a interação com a aeronave. Das seis grandes telas no cockpit do A350, três delas podem receber os comandos sensíveis ao toque: os dois monitores externos e a tela no centro inferior.

A Airbus explica que os comandos nas telas complementam o teclado físico na cabine do A350, uma para cada piloto, assim como o controle de cursor (KCCU) e a trackball no console central. A fabricante informou que 20 companhias aéreas selecionaram a opção para seus novos A350.

As novas telas do A350 foram certificadas recentemente pela EASA, o órgão regulador de aviação civil da União Europeia. O equipamento pode ser utilizado em todas as fases do voo, servindo para calcular o desempenho da aeronave ou acessar cartas de navegação, segundo a fabricante.

“A Airbus continua a definir as tendências do setor no design de cockpit de aeronaves com esses novos displays interativos com tela sensível ao toque no A350. Com nosso parceiro Thales, estamos muito orgulhosos de trazer essa tecnologia para nossos clientes, para aprimorar as operações de suas tripulações aéreas”, disse Patrick Piedrafita, diretor do programa A350 XWB da Airbus.

Os monitores touch screen são mais um toque de modernidade no A350, hoje um dos jatos comerciais mais avançados do mercado. E sua cabine em especial que o diga. Como em todo avião da Airbus, o cockpit do modelo widebody também não tem manche. Em vez disso, os pilotos comandam a aeronave com sistema fly-by-wire (controles computadorizados) por joysticks, detalhe que virou uma das principais marcas da fabricante europeia.

Veja mais: Há 10 anos, Boeing 787 decolava para mudar as viagens aéreas

 

 

Total
11
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
COSMO DONIZETTI
2 anos atrás

Isso vai dar merda!! Avião não é vídeo game! Já há dezenas de botões no cockpit e agora todos estarão lado a lado sem nenhuma separação física, podendo ser facilmente acionados por engano!!

Previous Post
Boeing 787 Dreamliner

Há 10 anos, Boeing 787 Dreamliner decolava para mudar as viagens aéreas

Next Post

Gol completa 15 anos de operações na Argentina

Related Posts