China completa primeiro voo com monomotor não-tripulado

Aeronave baseada no monomotor PAC 750XL é sugerida para ser usada como “drone de carga”
Era avião, virou drone: o AT200 pode carregar cerca de 1.500 kg de cargas (Xinhua)
Era avião, virou drone: o AT200 pode carregar cerca de 1.500 kg de cargas (Xinhua)
Era avião, virou drone: o AT200 pode carregar cerca de 1.500 kg de cargas (Xinhua)
Era avião, virou drone: o AT200 pode carregar cerca de 1.500 kg de cargas (Xinhua)

Maior e mais pesado veículo aéreo não tripulado projetado na China, o AT200 completou seu primeiro voo recentemente, na província de Shaanxi, no dia 26 de outubro, informou a agência Xinhua. A aeronave experimental foi desenvolvida em conjunto por institutos de pesquisas e empresas chinesas lideradas pela Academia Chinesa de Ciências

O voo inaugural do aparelho controlado remotamente durou cerca de 26 minutos e foi realizado com sucesso. A aeronave testada na China é baseada no monomotor P750XL, fabricado pela Pacific Aerospace, da Nova Zelândia.

O objetivo do grupo chinês é desenvolver um drone de transporte de carga para o mercado civil com capacidade para operar em regiões remotas, o que também é uma das tarefas do P750XL (mas realizada com tripulantes). Segundo os projetistas, a aeronave pode decolar com peso máximo de 3.400 kg, sendo 1.500 kg de carga útil.

A velocidade máxima e autonomia do AT200 são exatamente iguais ao do avião neozelandês que serviu de base para o projeto: 313 km/h e alcance de 2.185 km. O monomotor ainda pode voar a altitude de até 6.100 metros e desempenhar pousos e decolagens automáticas em pistas com apenas 200 metros de extensão.

O AT200 ainda não tem data para estrear no mercado, mas seus idealizadores já imaginam seu mercado de atuação e acreditam que a aeronave poderá ser utilizada no transporte de mercadorias para regiões montanhosas e ilhas.

O primeiro voo da aeronave não-tripulada durou cerca de 26 minutos (Xinhua)
O primeiro voo da aeronave não-tripulada durou cerca de 26 minutos (Xinhua)

Veja mais: Primeiro avião comercial híbrido pode estrear em 2022

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando Yamaya
Fernando Yamaya
4 anos atrás

Na verdade, eles usaram o PAC P-750 XSTOL como base desse projeto de automação, mas não criaram nenhuma aeronave nova, somente instalaram servos de comando numa aeronave já existente.

Previous Post

Estados Unidos se despedem do Boeing 747 de passageiros

Next Post

LOT passa a fazer voos charter entre Varsóvia e o Rio de Janeiro

Related Posts