Douglas DC-3

Até pouco tempo atrás, o DC-3 PP-VBN era figura frequente em festivais aéreo no Brasil (Trade a Plane)

Um raro Douglas DC-3 pintado com o tema da Varig está à venda no Brasil. O modelo com matrícula PP-VBN foi anunciada no site Trade-a-Plane, um dos classificados de compra e venda de aeronaves mais tradicionais do mercado, com ofertas de diferentes partes do mundo.

Segundo dados da Agência Brasileira de Aviação Civil (ANAC), o certificado de aeronavegabilidade da aeronave está cancelado. Portando, é um DC-3 que não pode voar. Apesar disso, de acordo com o anúncio divulgado na internet, o avião está em boas condições de conservação e recebeu um par de motores “reconstruídos”. É um avião que está sendo preparado para voltar aos céus.

“O atual proprietário desenvolveu uma especificação de construção para ambos os motores que exigiam novas peças. Novo virabrequim, novo cárter e todos os novos cilindros. Um tipo de motor que provavelmente não existia há décadas”, cita o anúncio do DC-3, destacando que o “atual proprietário investiu de forma notável no cuidado e no desenvolvimento deste exemplar”.

Os motores radiais recondicionados usados no DC-3 foram fornecidos pela Precision Engines, empresa norte-americana especializada na restauração de motores antigos de todos os tipos. O avião está atualmente localizado num aeródromo particular em Mococa (SP), de onde pode sair decolar no futuro rumo ao hangar de um novo proprietário.

Douglas DC-3

Motor “zerado”: o DC-3 tem motores radiais recondicionados por especialistas dos EUA (Trade a Plane)

A aeronave com número de série 26.921 foi fabricada nos EUA em 1943 e chegou ao Brasil dois anos depois para voar com a Força Aérea Brasileira (FAB). O avião “nasceu” com a designação militar C-47 e em seguida foi adaptado para o padrão DC-3, de uso comercial.

Aposentado da FAB em 1978, o avião seguiu na carreira civil com as empresas brasileiras de táxi aéreo VOTEC e a Royal Táxi Aéreo até o final dos anos 1980. Mais adiante, o DC-3 foi recuperado por um grupo de aeronautas do Rio Grande do Sul e customizado com o tema da Varig, embora nunca tenha voada com a empresa.

O avião também repete a matrícula PP-VBN, a mesma usada no último DC-3 da Varig, desativado em 1971.

Douglas DC-3

Homenagem a um clássico: o modelo repete a matrícula usada no último DC-3 da Varig (Trade a Plane)

O valor do avião não é divulgado no anúncio. O Airway entrou em contato com o Trade-a-Plane, mas a equipe do site ainda não enviou uma resposta.

Veja mais: Conheça o DC-3 que virou uma lanchonete McDonald’s