Algumas aeronaves da Air Koryo são bem antigas, como o IL-62 (Creative Commons)

Algumas aeronaves da Air Koryo são bem antigas, como o IL-62 (Creative Commons)

A companhia aérea estatal da Coreia do Norte não consegue cair nas graças do público. Eleita pela quarta vez consecutiva como a pior empresa desse setor no mundo, a Air Koryo obteve somente uma estrela na avaliação da consultoria britânica Sky Trax, que elabora o ranking com a colaboração de passageiros.

Das 681 companhias aéreas cadastradas no Sky Trax, a empresa norte-coreana é a única com apenas uma estrela, desbancando empresas do Leste Europeu e da África, que também têm avaliações insatisfatórias.

As reclamações sobre a companhia coreana são diversas. Passageiros criticam o conforto a bordo, atendimento de comissários, comida, salas de embarque, entre outros pontos. Mas a maior preocupação recaí sobre as aeronaves, todas antigas. A Air Koryo opera somente aviões russos, sendo alguns ainda dos tempos da extinta União Soviética, como os jatos Ilyushin Il-62 e o Tupolev Tu-134.

As principais rotas da Air Koryo ligam Pyongyang, a capital da Coreia do Norte, a cidades na China e Rússia. Europa nem pensar: a empresa foi banida em 2006 devido a precariedade de suas aeronaves e voltou a receber a autorização somente em 2011, quando adquiriu o jato Tu-204, que respeita os padrões internacionais.

Apesar do sinal positivo, a empresa não retomou as operações na Europa e focou suas operações no Oriente. Apesar da inimizade, a Air Koryo também voa para a Coreia do Sul, mas somente em voos charter.

A empresa norte-coreana ainda tem algumas restrições esdruxulas. É proibido, por exemplo, tirar fotos no interior das aeronaves ou então pela janela, principalmente quando os aviões voam sobre a Coreia do Norte. Se algum comissário flagrar um clique ele pode retirar a câmera do passageiro e deletar as imagens. Quem reclamar ou se recusar a respeitar a regra pode acabar preso quando desembarcar Pyongyang e lidar com as duras leis do país.

Os comissários de bordo da Air Koryo raramente falam outro idioma se não o coreano (Creative Commons)

Os comissários de bordo da Air Koryo raramente falam outro idioma se não o coreano (Creative Commons)

Comissários de bordo da Air Koryo também raramente dominam outro idioma se não o coreano, dificultando enormemente a comunicação com turistas. Há também relatos sobre refeições mal preparadas e frias. E não adianta reclamar, pois não há como trocar o prato.

Apesar das péssimas avaliações, a Air Koryo, fundada em 1950, registrou apenas dois acidentes, um em 1979, quando um Tu-154 caiu na Hungria, e outro em 1983, com a queda de um Il-62 na Guiné Francesa. Somente no segundo incidente incidente houve mortes (23 pessoas, entre passageiros e tripulantes).

A Air Koryo, no entanto, está trabalhando para melhorar seus índices, ao menos no quesito aeronaves. A empresa planeja substituir boa parte de sua frota atual pelos novos jatos Sukhoi Superjet, fabricados na Rússia.

Cinco estrelas

Na outra ponta do ranking, com cinco estrelas de avaliação, a Qatar Airways foi eleita a melhor companhia do mundo em 2015. A empresa do Catar é o oposto completo da Air Koryo: possui um serviço de bordo primoroso e aeronaves de última geração. Em seguida, também com o mesmo número de estrelas, vem a Singapore Airlines e a Cathay Pacific.

Companhias brasileiras

As empresas brasileiras que aparecem no ranking ocupam uma posição intermediária. Gol e Tam possuem três estrelas, enquanto a Azul ainda não tem uma pontuação determinada, pois entrou recentemente na avaliação da consultoria.

Veja mais: Boeing anuncia novo jato 777X para 2020