Dono da British Airways e Iberia fecha pedido de 50 Boeing 737 MAX

Grupo IAG adquiriu 25 737 MAX-8200 e 25 737 MAX 10, que serão usados em qualquer de uma de suas companhias aéreas a partir de 2023
Boeing 737 MAX 10 (Boeing)

O International Airlines Group (IAG), que controla várias companhias aéreas como British Airways e Iberia, anunciou um pedido firme de 50 737 MAX e mais 100 opções junto à Boeing.

Inicialmente, o acordo inclui 25 737 MAX 8-200 (versão de alta densidade) e 25 737 MAX 10, a maior variante da família, com capacidade para até 230 assentos. As aeronaves serão entregues entre 2023 e 2027 e “poderão ser utilizadas por qualquer companhia aérea do Grupo para substituição de frota”, disse a empresa em nota.

“A adição de novos Boeing 737 é uma parte importante da renovação da frota de curta distância da IAG. Essas aeronaves de última geração são mais eficientes em termos de combustível do que aquelas que irão substituir e estão alinhadas com nosso compromisso de atingir zero emissões líquidas de carbono até 2050”, disse Luis Gallego, presidente-executivo do IAG.

O IAG afirmou ainda que obteve um desconto substancial em relação aos preços de lista do 737 MAX 8-200 (US$ 120 milhões) e 737 MAX 10 (US$ 130 milhões), mas não revelou valores da negociação.

A British Airways já operou o 737 no passado (Aero Icarus)

A holding que controla a British Airways, Iberia, Aer Linus, Vueling e Level já havia assinado um compromisso de aquisição com a Boeing em junho de 2019, quando o 737 MAX já estava aterrado por problemas de segurança. O acordo ainda terá de ser aprovado pelos acionistas.

A sinalização de que o IAG conseguiu preços mais baixos pelo 737 revela que a Boeing tem aproveitado seu estoque de aeronaves para conseguir acordos mais vantajosos com clientes da Airbus.

A fabricante europeia, por outro lado, tem uma enorme fila de espera por seus jatos enquanto suas linhas de montagem estão em preparação para aumentarem o ritmo de produção.

Total
11
Shares
Previous Post

Produção do caça stealth Su-75 “Checkmate” começará em 2027, diz Rostec

Next Post

EUA apressam desenvolvimento de mísseis hipersônicos

Related Posts
Total
11
Share