Drone Heron pousando no aeroporto internacional de Ben Gurion, o maior de terminal aéreo de Israel (IAI)

Pela primeira vez, um drone militar foi operado a partir de um aeródromo comercial e integrado ao espaço aéreo junto com voos comerciais. Trata-se do veículo aéreo não tripulado (UAV) Heron da Israel Aerospace Industries (IAI), que nesta quarta-feira, 16 de setembro, pousou e decolou no terminal internacional Ben Gurion, o maior aeroporto de Israel.

“Este pouso histórico prova a maturidade e segurança do sistema operacional da IAI, que permite aos UAVs decolar e pousar automaticamente usando tecnologia de comunicação por satélite”, celebrou a IAI. Até então, drones como o Heron só haviam operado a partir de bases militares.

A aeronave decolou da base aérea de Ein Shemer, no norte de Israel, e pousou em Ben Gurion antes de retornar ao seu ponto de origem. A decolagem, o voo e o pouso foram inteiramente operados a partir da estação de controle de Ein Shemer.

“O futuro do mundo da aviação precisará permitir que veículos aéreos não tripulados pousem em aeroportos civis, e hoje isso aconteceu pela primeira vez graças ao trabalho árduo e conjunto da Autoridade de Aviação Civil de Israel e da Autoridade de Aeroportos de Israel. Esta é uma grande conquista para IAI na arena de UAV”, disse Moshe Levy, diretor do geral da divisão de aeronaves militares do grupo IAI.

Em serviço desde 2005, o Heron tem um extenso histórico operacional com as forças armadas de Israel e de outras nações, entre elas a Força Aérea Brasileira (FAB), que em junho de 2019 assumiu as operações de dois aparelhos que antes pertenciam à Policia Federal. O aparelho é projetado principalmente para missões de vigilância aérea e pode permanecer voando por até 52 horas.

Veja mais: Primeiro caça Gripen da FAB chegará ao Brasil na próxima semana