Força Aérea Brasileira assume operações de VANTs da Polícia Federal

Aeronave não tripulada de vigilância pode permanecer voando por até 45 horas
(IAI)
O Heron é impulsionado por um motor a pistão de 115 hp e realiza decolagens e pousos automáticos (IAI)

A Força Aérea Brasileira (FAB) e a Israel Aerospace Industries assinaram na última semana um acordo para restauração, treinamento de pessoal e serviços de suporte para o VANT Heron antes operado pela Polícia Federal do Brasil. O valor da negociação não foi divulgado.

O acordo prevê que a IAI preste gerência de suporte e serviços de manutenção durante três anos, treinando técnicos de sistemas, operadores de carga e pilotos de VANT da FAB. O contrato também inclui um centro de comando e controle para operar remotamente a aeronave não tripulada.

“Ver nossos sistemas em voo com a bandeira de diversas forças aéreas ao redor do globo demonstra a posição sólida que a IAI conquistou com trabalho árduo e dedicação como uma empresa líder de defesa em Israel e no mundo. O Brasil, quinta maior nação no mundo, apresenta características geográficas desafiadoras que incluem florestas cerradas, áreas vastas e uma extensa costa. O Heron responde a todos esses desafios, sendo para nós uma honra auxiliar a FAB a completar suas missões”, disse Moshe Levy, vice-presidente da IAI.

Desenvolvido no início dos anos 1990, o Heron acumula atualmente 400 mil horas de voo em serviço com mais de 20 clientes ao redor do mundo. Segundo dados da IAI, o veículo aéreo não tripulado pode permanecer voando por mais de 45 horas e alcançar até 35.000 pés de altitude (10.668 metros). A principal missão do aparelho são missões de vigilância.

Em janeiro deste ano, a Polícia Federal formalizou a cessão de dois VANTs Heron para a FAB. As aeronaves não tripuladas foram adquiridas em 2009 por R$ 27,9 milhões para atuar em missões de vigilância contra o narcotráfico, principalmente nas regiões de fronteiras.

Com a introdução do Heron, a FAB agora tem três VANTs de vigilância disponíveis na frota. Os outros modelos são o Hermes 450 (quatro unidades) e o Hermes 900 (uma unidade), ambos fornecidos pela fabricante israelense Elbit.

Os drones da FAB: Hermes 900 e Hermes 450 são fabricados pela israelense Elbit
Os drones da FAB: os modelos Hermes 900 e Hermes 450 são fabricados pela israelense Elbit

Veja mais: FAB está perto de receber seu primeiro Phenom 100

Total
6
Shares
1 comment
  1. Até onde foi noticiado estes drones foram comprados para a PF que seriam usados para combater tráficos de drogas e armas na fronteiras secas, entretanto o prodigo governo petista não pagou pélos instrumentos e software de guiagem daí terem ficados no solo.

Comments are closed.

Previous Post

Governos do Brasil e Austrália querem viabilizar voo entre São Paulo e Melbourne em 2020

Next Post
A TAP encomendou 14 jatos da nova série A330neo (Airbus)

Passageiros e tripulantes relatam indisposição em voos no jato A330neo da TAP

Related Posts