Embraer anuncia primeiro pedido para converter E-Jets em cargueiros

Empresa de leasing de aeronaves, Nordic Aviation Capital é o primeiro cliente do programa P2F da Embraer; aeronaves convertidas em cargueiros serão entregues a partir de 2024
Os E-Jets destinados a conversão virão da frota da própria NAC (Embraer)

Produto mais recente da Embraer, lançado em março deste ano, os E-Jets P2F (passenger to freight, em inglês) já tem seu primeiro cliente. A Nordic Aviation Capital (NAC), maior empresa de leasing de aeronaves regionais do mundo, confirmou nesta segunda-feira (9) um acordo com a fabricante brasileira para adquirir até 10 posições de conversão de jatos de carga E190F/E195F, com entregas a partir de 2024.

O programa de modificação de jatos de passageiros em cargueiros será realizado pela Embraer em instalações no Brasil. As primeiras aeronaves destinadas a conversão virão da frota de jatos E190/E195 da própria NAC, que possui 146 aeronaves desse tipo (além de outros 28 modelos E170 e E175, que não são contemplados no programa de conversão). O valor total que a negociação pode alcançar não foi divulgado.

“Estamos entusiasmados em trabalhar com a Embraer no desenvolvimento de uma base de operadores para os cargueiros da família de -E-Jets, pois as conversões de cargueiro são um elemento-chave de nossa estratégia para o portfólio no futuro, tendo em vista o ciclo completo de vida da aeronave”, celebrou Norman C.T. Liu, Presidente e CEO da NAC.

Para Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, o acordo com a NAC “é um forte indicador da demanda que estamos vendo para as conversões de E-Jets”. Em comunicado divulgado em março sobre o lançamento do programa E-Jets P2F, a fabricante estimou que existem 380 aeronaves E190 e 90 E195 com potencial para serem transformados em aviões de carga.

O E195F é projetado para transportar até de 12,3 toneladas (Embraer)

De acordo com a Embraer, o E190F é projetado para transportar uma carga útil de 10,7 toneladas enquanto o E195F, um total de 12,3 toneladas. Ambos receberão uma porta lateral de carga na porção dianteira esquerda da fuselagem para permitir o embarque de containers. A lista de modificações nas aeronaves de carga da Embraer ainda inclui reforços de piso, sistema de movimentação de carga na cabine, detectores de fumaça e extintores de incêndio no compartimento de carga superior.

O programa P2F coloca a Embraer num nicho atualmente sem representantes no mercado de transporte aéreo de cargas. Os modelos E190F e E195F ficarão posicionados entre os aviões turboélices de carga, como o ATR 72-600F, e os jatos narrowbody Boeing 737 e Airbus A320 convertidos em cargueiros.

Total
18
Shares
Previous Post

Embraer confirma combinação de negócios entre a Eve e a Zanite, formando a Eve Holding

Next Post

Cessna entrega primeiro SkyCourier à FedEx

Related Posts