Embraer se une à Pratt & Whitney para viabilizar uso de combustível de aviação 100% sustentável

Empresas vão adaptar os motores GTF para funcionar com 100% de SAF em um jato E195-E2 a fim de perseguir meta ambiental
A Embraer te, 166 pedidos firmes pelo E195-E2 (Embraer)

A Embraer e a Pratt & Whitney assinaram um memorand de entendimento nesta terça-feira (30) com o objetivo de viabilizar o uso de combustível de aviação 100% sustentável (SAF, na sigla em inglês).

Para isso, as duas empresas darão início a testes em solo e em voo com um jato E195-E2 equipado com motores GTF adaptados para operar com até 100% do combustível não poluente.

Segundo elas, a meta é zerar a emissão de CO2 até 2050 ao reduzir a utilização de combustível fósseis.

O SAF é obtido a partir de matérias-primas renováveis, como óleo de cozinha usado ou resíduos sólidos urbanos, e pode reduzir as emissões de CO2 em até 80% comparado ao querosene.

Atualmente, as aeronaves podem operar com até 50% de combustível sustentável misturado com o querosene de aviação.

Mootor GTF instalado em um Embraer E2 (PW)

“Temos o compromisso de aprimorar continuamente a eficiência e o desempenho de nossos produtos e, ao ampliar ainda mais sua compatibilidade com o SAF, possibilitaremos que nossos clientes operem da forma mais sustentável possível”, disse Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.

“A Pratt & Whitney atua em testes e certificação de SAF há quase duas décadas. Continuaremos estrategicamente a apoiar os testes de voo com 100% SAF para clientes importantes que expandem a aceitação do SAF, incluindo a parceria com a Embraer para testar as aeronaves E-Jets E2 com 100% SAF, como parte de sua meta de emissões líquidas zero para 2050”, disse Graham Webb, Diretor de Sustentabilidade da Pratt & Whitney.

Após adotar os motores CF-34, da General Electric, nos modelos E-Jet de primeira geração, a Embraer voltou a ampliar sua parceria com a rival Pratt & Whitney.

Além do novo turbofan, a P&W equipa os jatos executivos Phenom 300 e 100, e a aeronave de transporte militar C-390 Millennium, equipada com motores IAE V2500.

Total
37
Shares
Previous Post

Azul dá detalhes de sua proposta frustrada de assumir a LATAM

Next Post

Vídeo mostra momento em que caça F-35B britânico cai no mar

Related Posts
Total
37
Share