Enquanto LATAM Chile recebe novos aviões, LATAM Brasil vê frota envelhecer

Levantamento do Airway revela que frota de aviões da LATAM Brasil é 36% mais antiga que a chilena. Empresa também fica atrás das rivais nacionais em reclamações e espaço nas aeronaves
A LATAM Brasil não havia entrado no pedido de concordata do grupo em maio (Airbus)
Os novíssimos A350 e o A320neo: do primeiro a LATAM Brasil só tem cinco, já do segundo, nenhum (Airbus)

Uma rápida olhada nos pátios dos aeroportos no Brasil faz crer que a TAM, a companhia aérea que nas mãos do falecido comandante Rolim Amaro se transformou na líder de mercado no país, continua existindo tamanha a quantidade de aviões que ainda exibem sua pintura. Mas trata-se de uma falsa impressão desde que a fusão entre a chilena LAN e a empresa brasileira foi sacramentada em junho de 2012. E não estamos falando apenas da logomarca da antiga companhia, mas também de grande parte dos conceitos que a fizeram ser admirada por clientes.

Embora divulgada como uma união dos dois grupos familiares que as dirigiam, a nova empresa LATAM só parece ter em comum o nome, adotado em 2016. Sob vários aspectos, a LATAM cada vez mais se revela uma companhia aérea chilena com subsidiárias “coadjuvantes” em vários países da América do Sul. O mais sintomático nesse cenário é o fato de a TAM, embora muito maior que sua parceria chilena, desde então dar sinais de que sua imagem está sendo desconstruída tanto em qualidade e atenção aos passageiros quanto na modernização da sua frota, como revelam dados obtidos por Airway.

Um levantamento feito pelo site revela que a LATAM brasileira ficou em segundo plano na renovação da frota desde que passou ao controle chileno. Enquanto a média de idade da frota de aviões da LATAM Chile é de cerca de 6 anos, 3 meses e 15 dias os aviões da LATAM Brasil têm em média 8 anos, seis meses e 20 dias ou 36% a mais, segundo dados obtidos junto ao site Airfleets e com base na data do primeiro voo de cada uma dessas aeronaves.

Em contrapartida, a sucessora da LAN viu chegar mais aviões novos nesse período do que a ex-TAM (71 contra 55 aeronaves). Até mesmo aviões comprados e recebidos pelo braço brasileiro acabaram indo para o Chile, como revelou o site recentemente (os dois únicos A320neo até hoje recebidos foram remanejados para a companhia chilena).

Consultada, a LATAM afirmou que sua frota “é uma das mais modernas do mundo” e que “a diferença de idade entre as frotas da LATAM Brasil e da LATAM Chile se deve, em parte, às encomendas e situação das frotas das empresas antes da associação que deu origem ao Grupo LATAM Airlines. Soma-se a isso o fato de que legislação brasileira limita as possibilidades de transferir ao Brasil aeronaves operadas por outras filiais”, complementa.

Com exceção dos Boeing 767, a LATAM Chile “empata” ou sai melhor que a LATAM Brasil em matéria de frota de aviões

Na prática, no entanto, a LATAM Chile enviou 16 aeronaves para o Brasil contra apenas cinco aviões que tomaram o rumo contrário. Entre os aviões recebidos pela LATAM Brasil estão um A319 com 11 anos de idade e um Boeing 767 com quase 20 anos de carreira. Enquanto isso, a LATAM Chile assumiu três A320 brasileiros com apenas quatro anos de idade – sem falar nos dois A320neo. Em relação ao mais moderno jato de um corredor da Airbus, a LATAM garante que novas unidades serão incorporadas à divisão brasileira em breve.

A LATAM também lembra e com razão que a matriz chilena enviou “os mais novos (Boeing 767) da frota geral do Grupo LATAM Airlines”. O Boeing 767-300ER, hoje base das rotas internacionais da companhia brasileira, é formada na sua totalidade por aviões repassados da antiga LAN. São 14 unidades fabricadas entre 2012 e 2013 que substituíram os Airbus A330-200 então utilizados e que as colocam num estado mais recente que a frota de 19 jatos da LATAM Chile. Mas há um porém: a companhia “irmã” acabou repassando essas aeronaves enquanto estava recebendo o novíssimo Boeing 787 Dreamliner para substituí-los. Hoje são nada menos que 22 desses aviões exclusivos da frota chilena.

Prima rica, prima pobre

A justificativa até seria coerente afinal a TAM havia optado por seu rival antes da fusão, o Airbus A350. De fato, esse avião acabou sendo incorporado à frota brasileira desde 2016, porém, os dirigentes do grupo acharam por bem postergar a entrega de parte deles e ainda alugar dois dos modelos recebidos para a sócia Qatar (aviões que retornaram ao país no final do ano passado). Hoje apenas cinco exemplares compõem a frota da LATAM Brasil, um número pequeno para cobrir a necessidade de algumas rotas bastante movimentadas da companhia.

Sobre o A350, a companhia fez questão de “ressaltar que a LATAM Airlines Brasil foi a primeira companhia aérea das Américas e operar o modelo e continuará a receber novas unidades. Para 2018, está prevista a entrega de dois novos A350-900 e outros quatro chegam em 2019″, garantindo que o aparelho não está fora dos seus planos.

A situação mais emblemática, entretanto, diz respeito justamente ao jato A320, da Airbus, base da frota de ambas as companhias. Enquanto a empresa chilena possui 54 unidades (incluindo aí os dois A320neo recentemente repassados) com média de idade de somente 5 anos e meio, a companhia brasileira tem em sua frota 60 exemplares do birreator mas com média de idade duas vezes maior (11 anos e 5 meses em média). O mais novo A320 da LATAM Brasil tem quatro anos enquanto que o mais velho já voa há mais de 18 anos. Já sua irmã chilena recebeu nada menos que 33 unidades novas após a assinatura do contrato de fusão.

No caso do A321, versão maior da família da Airbus, ambas as empresas possuem frotas modernas com baixa média de idade, mas novamente o Chile leva vantagem: enquanto seus aviões têm apenas 2 anos e quatro meses de idade no Brasil os A321 possuem 4 anos e nove meses.

A respeito dessa frota, a LATAM menciona que  “A transferência de duas aeronaves Airbus modelo A320neo para o Chile, por exemplo, já estava prevista no plano de frota da companhia e foi feita para atender necessidades operacionais. O mesmo plano, aliás, já considera a chegada de novas aeronaves A320neo para a operação brasileira”.

“Necessidades operacionais” que tornam a frota da LATAM Chile não só mais nova mas também quase tão grande quanto a brasileira. São 124 aeronaves para um número de passageiros transportados no país em 2017 de 12,5 milhões entre voos locais e internacionais, de acordo com estatísticas da Junta de Aeronáutica Civil do Chile, o equivalente à ANAC. Já a LATAM Brasil, com seus 140 aviões, transportou 33,5 milhões de passageiros no ano passado, quase 170% a mais que sua irmã chilena.

Reclamações, pouco espaço e no final da lista de qualidade entre as principais companhias aéreas (clique para ampliar)

Campeã de reclamações

Há que se reconhecer que a crise econômica que o Brasil enfrentou e ainda tenta se desvencilhar afetou os planos das companhias aéreas do país, fazendo com que vários aviões novos acabassem tendo sua introdução postergada ou mesmo cancelada. Ainda assim, mesmo para o cenário nacional, a frota de aeronaves da LATAM (8,5 anos) se revela bem mais velha que a de Avianca (4,3 anos) e Azul (5,6 anos), e apenas mais recente que a da Gol (9,4 anos). Ou seja, a mesma crise teve efeitos diversos em cada uma delas.

Alguém poderia questionar que a idade de frota é um mas não o único entre vários termômetros que medem a “saúde” de uma companhia aérea. Mesmo aviões mais antigos, se bem conservados ou mesmo reformados, podem prestar um bom papel e a própria LATAM confirmou que os Boeing 777terão suas cabines  de passageiros renovadas até o fim do ano”. Porém, a idade avançada não se trata de um fator isolado na LATAM Brasil.

De um período em que era a escolha natural de passageiros corporativos e conhecida por cativar seus clientes com ações simbólicas como o tapete vermelho na entrada dos aviões ou na maneira como buscava tratar cada passageiro de forma pessoal, a TAM foi substituída por uma companhia aérea em que é comum o passageiro ter uma experiência ruim. É o que dizem alguns levantamentos e rankings de fontes variadas. Um exemplo disso está no alto número de reclamações que a empresa acumula tanto na ANAC quanto no site Reclame Aqui.

Para o órgão que administra a aviação civil no Brasil, a LATAM foi a empresa que mais recebeu reclamações no ano passado com 5.479 registros, uma taxa de 17,9 reclamações a cada 100 mil passageiros transportados, ligeiramente acima da segunda colocada, a Azul, com índice 17,8. Já para os usuários do site Reclame Aqui, a LATAM teve 46,1 reclamações para cada 100 mil passageiros transportados, contra 43,9 da Avianca, 43,7 da Azul e apenas 23,6 da Gol no ano passado.

Interior de avião da LATAM: espaço é o pior entre as companhias brasileiras, segundo ANAC (Divulgação)
Interior de avião da LATAM: espaço entre fileiras é o pior entre as companhias brasileiras, segundo ANAC (Divulgação)

Menos espaço

De acordo com o site Airhelp, especializado na defesa de usuários do transporte aéreo e divulga um ranking que leva em conta itens como pontualidade, qualidade do serviço (baseado no ranking Skytrax) e reclamações, a LATAM Brasil obteve nota 5,75 e apenas a 74ª posição numa lista com 87 companhias aéreas mundiais. Já a LATAM Chile obteve nota 7,57 e o 31º lugar, lista liderada pela Singapore Airlines com nota 8,73.

E até mesmo um aspecto em que a antiga TAM desfrutava de reconhecimento de seus clientes, o espaço interno de seus aviões, a LATAM decepciona: a empresa tem os aviões mais apertados do país, segundo a ANAC.

No levantamento mais recente da agência e enviado ao site em março, a LATAM tem 79% das suas aeronaves com nota igual ou superior a B no selo de dimensionamento da ANAC. Parece um bom número, mas quando comparado às suas três concorrentes revela que a companhia está bem atrás delas. A Gol, por exemplo, tem 86% das suas aeronaves com espaço entre fileiras superior ou igual a 73,5 cm enquanto Azul e Avianca possuem todos os seus aviões nessa categoria.

Quando se leva em conta apenas a nota A (espaço superior a 76 cm), a LATAM fica ainda mais para trás: tem apenas 26% dos aviões obedecendo a esse critério contra 46% da Azul, 71% da Gol e 100% da Avianca.

Rolim recebe o A330 em 1998
O comandante Rolim recebe o primeiro Airbus A330 em 1998: época em que a TAM dominou o mercado e era conhecida pela atenção ao cliente e a frota jovem (Airway)

Males das fusões?

Perto de completar oito anos desde seu anúncio em agosto de 2010, a fusão entre LAN e TAM não foge à regra de vários casos de grandes empresas que se uniram em busca de redução de custos e ampliação do mercado em que atuam. E quase sempre esse choque de culturas produz “vítimas” além de pender para o lado mais forte. No caso das duas companhias aéreas, embora a TAM fosse maior que a LAN pesou o fato de a empresa da família Amaro estar num momento ruim financeiramente, algo que não é surpresa diante de um mercado cheio de burocracias e dificuldades como o brasileiro.

Porém, mesmo com o constante cenário pessimista na região, os resultados financeiros do grupo LATAM recentemente divulgados revelam que ele conseguiu não só permanecer no azul como ampliar seu ganhos. Em 2017, a empresa como um todo (incluindo outras subsidiárias) teve um lucro líquido de US$ 155,3 milhões (cerca de R$ 514 milhões), o que representou um crescimento de 124% nos ganhos em relação a 2016 e perante uma receita apenas 6,7% maior que há dois anos (US$ 10,2 bilhões ou R$ 33,6 bilhões em valores atuais).

Ao menos num sentido a LATAM parece ter seguido os ensinamentos do comandante Rolim Amaro que dizia que “nada substitui o lucro”.

Atualizado às 19h30: A LATAM nos enviou uma resposta a respeito do grande número de reclamações. Segue a íntegra do texto:

A LATAM está empenhada em reduzir de forma substancial o número de reclamações. Uma das frentes de ação foi a formação de uma equipe multidisciplinar com dedicação exclusiva de profissionais de diversas áreas para atuar na causa raiz dos problemas, considerando todo o ciclo de contato do cliente com a empresa. Esta equipe reportará diretamente para a diretoria de Serviços da LATAM Airlines Brasil.

A companhia também tem fortalecido a capacitação de seus colaboradores para que possam atender e manter sempre o mesmo padrão de excelência, empenhada em prestar o melhor serviço aos seus clientes, cumprindo todas as exigências de atendimento, conforme a legislação vigente.

A empresa reforça, ainda, que mantém um canal aberto para diálogo com todos os seus clientes por meio do Fale com a Gente, serviço de atendimento disponível 24 horas por dia pelo telefone 0800 123200 e pelo site http://www.latam.com no caminho: Contato > Fale com a Gente > Envie sua mensagem.

Veja também: LATAM estreia voo entre São Paulo e Roma

Total
1
Shares
94 comments
  1. Tive duas experiências péssimas com a TAM, recentes. Uma mala despachada, que só apareceu na esteira, depois de cinquenta minutos, molhada e fedendo a querosene. Posteriormente, em outro vôo, tive um imprevisto familiar (falecimento), e tive de desistir do vôo. Ao ligar para remarcar a passagem, para minha surpresa, pediram uma cópia do atestado de óbito, para remarcar a passagem sem taxas !!!! TAM nunca mais !!!! Que vá a falência !!!! Vou de ônibus, mas não subo em um TAM.

  2. A GOL somente não passa a LATAM nos voos internacionais por insistir em somente trabalhar com 737´s, que apesar de serem adequados no quesito alcance, deixam muito a desejar em comparação a aviões de corredor duplo no quesito conforto…mesmo Azul e Avianca já possuem aeronaves de grande porte para voos de longo alcance.
    Voltando à LATAM…realmente lastimável os quadro apresentado pela reportagem (muito bem, por sinal, excelente matéria), o número de passageiros transportados deveria ser o grande balizador na hora de decidir onde e como investir, mas pelo jeito, o grupo chileno não pensa dessa maneira…visão estranha.

  3. fiz recentemente uma viagem terrivel para Miami, a desordem é total nos guiches da TAM , que comprovadamente está incapacitada de operar com um publico que antes estava acostumado com o bom atendimento e serviços da TAM. Uma pena que esteja tao decacente. Espero que surjam novas cias pois qualquer portaria que surgir será melhor do que o que temos hoje!

  4. Quem ainda acredita que a LATAM Brasileira ainda têm um resquício da TAM deve constatar que a Família Rolim acabou com a empresa, sucatearam e venderam sem dó.
    Não se deve relacionar a LATAM Brasil com a empresa exemplar erguida pelo Comandante Rolim Amaro, infelizmente, ele morreu em um acidente de helicóptero e, na ocasião, não havia preparado seus herdeiros para tocar a empresa. ROLIM era um empresário ímpar, que acordava cedo para receber seus passageiros no pé da escada da Aeronave. Lamentável a empresa sobrar para “herdeiros” mercenários e despreparados, que venderam o controle da empresa na primeira oportunidade. Temos que lembrar da História da TAM e exaltar ROLIM AMARO, seus herdeiros não mereceram a empresa modelo que herdaram.

  5. A matéria é primorosa, com uma redação mais cuidada que o habitual, mas peca por um quesito. A LAN que (na prática) comprou a TAM não foi apenas a matriz LAN Chile.

    No momento da compra da TAM, a LAN era uma multinacional que compensava a limitação de um mercado menor que a população da Grande São Paulo (o Chile tem 18 milhões de habitantes e um único grande aeroporto internacional) com um projeto de expansão internacional, criando a LAN Argentina, a LAN Peru, a LAN Colombia, a LAN Equador e a LAN Paraguay. Juntas, elas atuam em um mercado de quase 170 milhões de pessoas. Quase um Brasil inteiro.

    A joia da coroa seria a criação de uma LAN Brasil, óbvio, mas como sabemos a legislação brasileira impõe dificuldades para isso, então eles inventaram essa “fusão” fake com a gigante e combalida TAM, que na verdade havia perdido a razão de existir com a morte do Rolim. A família não estava muito a fim de tocar a coisa com a agressividade e o empenho necessário. E se venderam para os chilenos.

    O governo federal deveria ter intervindo e manobrado para que um grupo nacional assumisse a TAM, de preferência com um projeto de montar uma verdadeira companhia aérea internacional, da qual o Brasil carece desde a falência da Varig. Mas não fez e hoje os chilenos é que decidem sobre nossa ligação aérea com o mundo. Triste situação.

  6. Na verdade hoje só existe um dono e esse dono é o grupo LAN, só existe está LATAM para burlar as altoridades Brasilerias ( que na verdade sabem do negócio ). É uma vergonha isso acontecer e sermos obrigados a ficar calados porque aqui tudo pode. FIM DA PARCERIA QUE NÃO EXISTE.

  7. Fui para o Chile em janeiro e tive a impressao de estar em um trem da ZL. Poltronas mal cuidadas, banheiro sujo e coisas velhas por todo aviao. Ja o aviao chile NZ tudo novo arrumadinho, bonito, ou seja, pros brazucas SUCATA.

  8. Não entendi porque a frota chilena da LATAM é quase do tamanho da frota brasileira se o número de passageiros transportados no Brasil é quase 3 vezes maior. Fica aí a LATAM devendo uma explicação.

    Estive em fevereiro de 2018 no Chile. Voei pela LATAM de São Paulo até Santiago e depois de Santiago até Punta Arenas. A aeronave do vôo de ida para Santiago era bem nova e possuia 2 corredores. Já a aeronave do vôo de volta era antiga com um único corredor… achei estranho.

    Quero relatar que tive um problema no aeroporto de Santigado com o vôo de volta. A LATAM cancelou o vôo e mandou aviso por e-mail. Só que nos 15 dias que fiquei no Chile com minha esposa quase não tive tempo de acessar e-mails. Assim, chegamos ao aeroporto de madrugada e fui surpreendido com o cancelamento do vôo que era as 08:00hs. Queriam nos alojar num hotel para pegar um vôo às 19:00hs…Depois de muito pedir, consegui que nos alojassem num vôo até mais cedo, às 07:00hs. Menos mal, LATAM.

    Se me perguntarem se voarei novamente com a LATAM, responderei: sim, vou pelo preço, pois problemas com atendimento qualquer cia pode cometer.

  9. Latam só teve lucro no Brasil porque entrou a administração do Chile, muito mais organizado e eficiente! Brasil pode ter virado o primo pobre pela situação econômica atual e justamente bjs anos em que a fusão ocorreu. Dias melhores virão !

  10. No último voo que fiz para o Rio de Janeiro (ponte aerea) o braço que fica entre os bancos, simplesmente estava sem a almofada superior, a temperatura baixíssima e somente água no serviço de bordo. Como faz tempo que não voava pela antiga TAM, estranhei bastante, mas está aí a explicação. Lamentável!.

  11. Tenho status Black na Latam, mas tenho optado pelos vôos da Gol pelo melhor espaço entre as poltronas, tomadas para recarga de eletrônicos em todas as poltronas e acesso à Internet de dentro das aeronaves.
    O sucateamento da Latam não é só no Brasil: na Argentina e no Equador também o sucateamento é visível. Até a Aerolíneas Argentinas está muito melhor que a Latam. A gestão centrada no Chile está destruindo a imagem da empresa e destruindo valor para os acionistas.

  12. Bem, contaram pra gente que a TAM era maior que a LanChile. Bem, em tempos de Eike Batista provou que não tinha um puto no bolso que fosse ganho honestamente, não sei não se a LanChile comprou a TAM e fizeram como o Itaú fez com o Unibanco: “fusão”. Ahãn, cara-pálida, ahãn…

  13. Não a sei o que o o ocorre com alguns comissários da Latam nos voos da ponte aérea. Antes tinham que servir lanche e bebida. Agora só estão lá por segurança e estão mais mal educados que antes. Parece que a gente está pegando carona, recebendo um favor. Educação e cordialidade passam longe. Mal sabem que podemos escolher outras cias aéreas. Prefiro Avianca ou até mesmo Azul Paraná voo nacional e qualquer outra cia estrangeira para voo internacional. Voo todo ano para a Espanha e prefiro Air China de 789 e comissários educados que voar de “carona” na Latam.

  14. Em julho de 2014, chegando no Brasil via Paris. A mala da minha filha nao chegou. Reclamamos no aeroporto de BH e recebemos a resposta que viria no dia seguinte. Reclamei que era um absurdo pois normalmente as malas da executiva possuem uma etiqueta proridade. No momento deram 120 reais p as necessidades basicas.
    A mala ficou perdida por 29 dias. Complicadissimo na epoca telefonar ou receber infos. Depois tentei reaver o valor das compras de roupas q foram feitas NADA. Por nao morar no Brasil, acabei abandonando.
    Em 2016, chegando por SP via Frankfurt uma mala Samsonite que estava intacta em SP, chegou rachada de um lado a outro inteiramente. No aeroporto, queriam me dar uma mala de imitação, nao aceitei. Depois pediram o recibo da mala, como tinha era relativamente nova, enviei e recebi uma quase igual da marca. Hoje, procuro voos que cheguem no Brasil e nao facam correspondencia com a Latam. Que saudades dos bons tempos que voar c a TAM e Varig era um prazer!

  15. As empresas aéreas reclamam muito de que a crise afeta seus negócios mas se tratassem os passageiros como gente, igual se tratava na década de 60 e 70, e não pior do que gado ia ter muito mais gente fazendo esforço financeiro para viajar de avião. Se é para ser tratado como gado as pessoas só viajam de avião quando é extremamente necessário.

  16. Recentemente a LATAM disponibilizou vôos promocionais de cidades brasileiras para Auckland NZ. Pois bem…ao tentar finalizar a compra do ticket, a site simplesmente parava de funcionar. As reclamações no site melhoresdestinos.com foram inúmeras. Após despender horas tentando efetivar a compra, desisti de vez de voar numa cia. aérea com tamanha falta de respeito e seriedade, Digo isso porque, ao tentar efetuar a compra de ticket dos mesmos vôos, porém com upgrade, e portanto mais caros, bimba !! O site funcionou perfeitamente. Voei muito de TAM ( a trabalho) durante os anos 90, tempos maravilhoso do CmDE. Rolim. Latam nunca mais! Fico no aguardo que se torne uma cia. aérea adulta, séria, sem essa política tosca de enganar os viajantes com preços baixos cuja compra não se efetiva. Uma pena.

  17. Voei 10 anos na TAM. Fui comandante lá.Um bando de pilotos cagões, time desunido. Comissárias que reportam comandantes, despachantes que intimidam pilotos, todo mundo tem medo de perder emprego. Tem medo de levar um pouco mais de Combustível , do que aquele que vem na Navegação estipulada pelo DOV. Enfim um ambiente hostil . E cheia de acidentes graves que já vitimou muita gente . Graças a TAM hoje deixei de voar e vi que existe vida fora da aviaçâo.

  18. Excelente artigo.
    TAM acabou. Sobrou uma subsidiária de uma empresa de mente pequena, destratando o mercado brasileiro com seus velhos 767 e Airbus mais antigos.
    Assim para usar uma aérea estrangeira melhor uma europeia, meio oriente ou mesmo americana que a Latam Brasil.

  19. Infelizmente a LATAM no Brasil está parada no tempo e consegue ser pior que todas as outras na américa latina.
    Se vai para os EUA não tem como comparar com os American e United mais novos, se vai para a Colombia ou Peru a Avianca da um banho com cabines novinhas, se vai para o Mexico a Aeromexico agora tem 787 zerado enquanto a TAM tem um museu no ar.
    Voos para Europa, não há comparação com a British nem com a Lufthansa indo para Londres ou Alemanha.
    Infelizmente é a unica que consigo acumular pontos pra nao ter que ir cada viagem em uma mas que voo JJ é sinonimo de aeronave desatualizada é.
    Quem opina aqui é alguem que sempre chega no status maximo do cartao de milhas desde 2009 de tanto que tem que viajar a trabalho.
    Espero que leiam a reportagem e vejam que ficaram para trás.

  20. O correto seria aproximadamente 170% ao invés de 270%.

    Alguém disse que a Tam morreu junto com o Comandante Rolim. Sim, isso é verdadeiro. A alma da companhia se foi junto com ele.

  21. Não dou 10 anos pra LATAM cair pra terceiro no mercado doméstico e internacional. Brasil é de longe o maior mercado da América Latina, perdem uma oportunidade de ouro de consolidar a Companhia no continente.

  22. Viajei com a Tam Londres para Sao Paulo, Acreditem o banheiro estava com as portas do armario quebradas e coladas com fitas adesivas, se a manutencao interior estava assim, imagina a manutencao dos motores.

  23. Sim, por só um bobo não percebe que a Latam é um empresa Chilena, burlando a lei que limita a participação de empresas estrangeiras em empresas brasileiras. No papel, contratos está tudo bonitinho, mas na pratica nos por menores negativo.

  24. Pois é… O mundo da voltas!

    Quem diria que a Gol da barrinha de cereal e 737-300 sairia pra uma frota jovem de basicamente 737-800? Que teria Wi-Fi, tv ao vivo e sistema de entretenimento para o cliente usar no seu próprio aparelho? Que teria uma frota com a maior parte de selos A da anac? Adiantamento de voos, geolocalização, bebidas a vontade incluindo café….sala vips, lounge no galeão, voos pra Miami e Orlando.. Menor número de reclamação,,,,Quem diria!

    A latam ainda é uma ótima cia, eu dou preferência por ela quando viajo pra fora, mas no doméstico ou ainda aqui na América do Sul a Gol me atende melhor!

    Sobre a Azul, é a que mais tem marketing enganoso,querem ser a nova Varig, copiaram desde o tom do Azul a barriga da aeronave no mesmo formato de pintura, mas é fato que ainda é um bebê, tem funcionários extremamente jovens e falta muita maturidade na cia e no grupo, esconde um monte de pepino que vira e mexe acontece, nunca chega nada na imprensa sobre a Azul, já repararam nisso?

    A Avianca tem feito um bom trabalho, mas é uma cia altamente absorvivel por outra maior.

    Sobre os passageiros… Temos umas coisas que não da pra entender, passageiros cada vez mais exigentes, Brasileiro em geral não aceita regras, faz de tudo pra se dar bem e o outro que se ferre, a gente vê isso no check-in, ve isso na fila do embarque, ve isso jo avião quando ligam seu aparelho sem fone de ouvido, quando pisam no avião e já vão direto pro banheiro quando havia banheiro no terminal, sempre fazem aquela algazarra etc!!!!

    Bons voos a todos!

  25. E LAMENTAVEL E QUE ESTA SENDO FEITI COM A TAM , ESTOU EVITANDO USAR A COMPONIA PELA DEGRADAÇAO QUE ESTA SOFRENDO.E LAMENTAVEL

  26. Sou cliente Black Signature, e viajava ao menos 2 voos internacionais por mês. Fora os nacionais. Digo isso pra informar que tenho uma grande lista de voos no histórico.
    Há um ano deixei de voar LATAM. A qualidade da empresa caiu muito. Muitos servições não funcionam. Tive problemas pra comprar passagens no site e app, problemas nos voos, problemas infinitos. A maioria nunca foi resolvida. Essa ultima resposta da LATAM é balela. Pura mentira!!! Basta acompanhar no Twitter e Facebook da companhia. Eles simplesmente não se importam. Que fechem as portas..!

  27. O nível de exigência do chileno é diferente do brasileiro. Quem viaja e já viajou em trechos operados pela LAN percebe a diferença de qualidade em relação a TAM. Moro na Europa e no último voo feito a Santiago para participar de um Congresso deu pra notar nitidamente tanto no serviço como no padrão da Aeronave. Os trechos operados pela TAM, salvo raras excessões, são aeronaves com boa pintura por fora e por dentro caindo aos pedaços, partes das poltronas se desprendendo etc. O que preocupa é o estado daquilo que não é visível.

  28. Vejamos; Chile é um país desenvolvido. O Brasil está em franco subdesenvolvimento (isso mesmo, acho que você atamos andando pra trás). Deve terça ver.

  29. Sem contar o preço q subiu muito de 2017 p 2018 e o plano fidelidade q cortaram benefícios. Uma pena. Brasil precisava de uma empresa grande 100% nacional.

  30. Para mim eu sempre tive como verdade que a Lan comprou a TAM, então funciona assim mesmo, a “comprada”, acaba sendo colocada de escanteio. De qualquer forma quando fui para Miami em um 777 da LATAM, achei boa a experiência, o serviço de bordo estava adequado, os espaços das poltronas também, e a variedade de entretenimento idem. Estes itens por ex, eram melhor que o da Iberia que já voei, e por isso não entendi a colocação destas duas empresas no ranking acima.

  31. Ou seja, como venho dizendo desde a notícia: a TAM foi ~comprada~ pela LAN. Essa história de fusão é só pra acalmar acionista.

  32. Bela matéria. Reflete exatamente o que sinto com relação à LATAM. No último ano fiz aproximadamente 200 trechos, e a LATAM é sempre a minha última opção de escolha (GOl > Azul > Avianca > Onibus > ……Latam).

  33. Concordo a Latam ta deixando muito a desejar, no passado dava gosto voar pela TAM, mas agora tá dificil, e ainda tem a assalto na cobrança de transportes de bagagens

  34. Infelizmente a TAM ou LATAM BRASIL só definha, os números de voos dela diminui com o passar dos anos, enquanto outras empresas como a GOL, a AZUL a AVIANCA estão nadando de braçadas.
    Quando CGH abriu o limite de distâncias, a GOL fez questão de dar aos clientes a oportunidade de chegar em SP de quase todas as capitais naquele aeroporto, ou seja, foi pioneira e consegue cada vez mais clientes.
    A GOL só não amplia e cresce porque fica com essa limitação de só usar 737’s.

  35. Se posso escolher, nunca escolho a LATAM. Sou a favor da abertura do mercado brasileiro para operação de companhias internacionais. Capitalismo na veia já.

  36. Muito triste ver todo o trabalho duro e o empenho do comandante Rolim serem destruídos por uma gestão desastrosa e desconectada da cultura brasileira. Saíram o tapete vermelho, a cortesia, o cuidado, a simpatia, a flexibilidade, o entusiamo, o prazer em servir e inovação. Entraram o mau humor, a mesquinhez, a hostilidade, o despreparo, o descuido, o sucateamento, a cultura estanha ao brasileiro e o lucro a qualquer custo.
    Brasileiros, não precisamos nos submeter a isso!
    Há tempos tenho evitado a todo custo essa porcaria chamada Latam.
    Vamos viajar de Avianca (lembra os melhores momentos da TAM), Gol (está incrementando o lanche grátis) e Azul. Essa tem de ser nossa resposta.
    Ou a LATAM muda ou estará fadada à decadência no Brasil.

  37. Eu entendo que a TAM precisou se reinventar ao longo dos anos e perdeu aquela identidade que tinha do Cmte Rolim, desde o simples bombom na hora da decolagem até os sanduiches em voos mais longos. Por outro lado, todos precisam entender uma realidade importante: a TAM é uma empresa e como qualquer empresa, precisa dar lucro. Por n fatores, isto não estava ocorrendo nos ultimos anos, mesmo depois da fusão com a LAN e para reverter este quadro, ações precisam ser tomadas. Quanto a idade dos aviões, isto também não pode ser um fator de análise em si: se você pegar as 4 maiores Cias norte americanas, eles possuem médias de idade altissimas e muitos aviões com mais de 25 anos de idade, inclusive escalados em voos regulares para o Brasil. Então, a questão da idade em si não deveria ser um problema, mas sim outros pontos como renovação da cabine, equipamentos funcionando, etc. Eu pelo menos, por questão de preço e melhores horários eu preferencialmente vöo TAM, mas não quero dizer com isso que ela não tenha problemas e nem que as outras são ruins.

  38. Eu e minha família fizemos uma viagem de Fortaleza para S.Paulo em 22,03,18. O voo estava marcado para 15:26. Para nossa surpresa na hora da decolagem fomos informados que os pilotos tinham sumido. Depois de várias remarcação saímos às 20:00 horas. Formou-se uma bagunça e ninguém da cia. sabia informar sobre o assunto. O comandante nos pediu desculpas antes e depois da decolagem. Latam jamais.

  39. Sem falar no pouco caso que fazem com os viajantes brasileiros. já tiraram-me duas vezes de poltronas já pagas e confirmadas sem o menor pudor e sem o minimo de satisfaço no check in no Brasil e o descaso total no exterior , sendo visível a diferença de tratamento entre brasileiros e nossos vizinhos latinos

  40. Isso já era previsto quando a compra da TAM pela LAN foi concretizada unido a isso vem a falta de qualidade nos serviços prestados não lembrando nem de longe os bons serviços da época do comandante Rolim. Agora faça uma pesquisa sobre as demissões que foram realizadas.

  41. Hoje em dia, temos que apostar nossas fichas na Azul, empresa aérea que foi concebida com o intuito de ser a companha flagship do Brasil, fundada pelo excelente e mito Gianfranco “Panda” Beting e pelo visionário David Neeleman, ambos brasileiros. A companhia já é pioneira nas suas rotas regionais com o ATR e em breve receberá novíssimos Airbus A330 e E-jets de segunda geração da brasileira Embraer.

  42. Fui ao Chile recentemente pela LATAM. Além de voar numa sucata (certeza de que o avião tinha mais de 10 anos), o espaço entre as poltronas era muito apertado. O meu joelho encostava na poltrona da frente. E para fechar com chave de ouro, tanto na ida como na volta, extraviaram minha mala. Só fui receber 2 dias depois. Além de que abriram e reviraram toda. No aeroporto no Brasil, muita gente reclamando de roubo.

    O povo chileno, é egoísta por natureza. Percebe-se tanto no trânsito (não há gentileza, parecem chineses dirigindo) como na convivência no dia a dia com eles. É de se esperar que eles vão sucatear a frota da TAM e modernizar a frota chilena.

  43. Além de todo o declínio mencionado na reportagem, o que chama a atenção na Latam é a falta de profissionalismo da equipe de bordo. Detalhe: quando os integrantes são chilenos o quesito educação e gentileza no atendimento piora ainda mais. Tive duas experiências internacionais péssimas com a LATAM… definitivamente, não vou mais repetir. Espero q a GOL saiba aproveitar o momento e substituir a antiga TAM no quesito qualidade.

  44. Fui a Ushuaia, 3,5h de Buenos Aires, pela LATAM, partindo de Guarulhos.
    Para conseguir sentar na janela, tive que sentar na poltrona do corredor e escorregar até lá. Também tive dor nos joelhos de tão apertado. Tenho 1,85m, peso 80kg.
    Se em um voo nacional de uma hora de duração não é fácil ficar tão apertado, imagine o caos que foi essa viagem.
    Lamentável alguém achar que atende bem o cliente com esse tipo de comportamento.

  45. A questão também é a segurança nos voos desses aviões envelhecidos da frota brasileira. Não tem meio termo. Quanto mais envelhecido, mais riscos de pane e, consequentemente, acidentes.
    As empresas nacionais deveriam aproveitar essa oportunidade e investir em aviões novos e modernos. E com capacidade de voos internacionais.
    Qualidade dos serviços de voo da TAM Brasil caíram muito.

  46. Azul eh pessima tanto com os funcionarios internos quanto com os passageiros também. Nao entendi a citacao de outras cias. Acho que quem ta criticando deveria comprar cia aerea e gerenciar pra ver como é. Brasileiro eh tudo hipocrita mesmo. Nao sabem gerenciar nem suas casa direito e vem criticar gestão de outras pessoas. Nessa crise querem que sirvam caviar? Ahahaha oi ne queridos se enxerguem..

  47. TRABALHEI LÁ, NA DIRETORIA, POR DEZ ANOS. SE JUNTARMOS TODOS OS COMENTÁRIOS, PODEMOS DIZER EM RESUMO QUE:
    OS FILHOS NÃO ESTAVAM PREPARADOS PARA MANTER O LEGADO DO ROLIM, ISTO É FATO.
    A TAM ERA SIM MAIOR QUE A LAN NA HORA DA ‘FUSÃO’, MAS O CHILE ESTAVA MELHOR ECONOMICAMENTE, E ISTO PESOU NA HORA DE SENTAR E COMPARAR O VALOR DAS EMPRESAS.
    A LAN TEM A FROTA MAIS NOVA SIM MAS ATENDE TODO O RESTO DA AMERICA LATINA E A COSTA OESTA AMERICANA. A TAM PRIORIZAVA COSTA LESTE.
    EM RESUMO, OS FILHOS QUERIAM SE LIVRAR DO NEGÓCIO, ESTAVAM COM MEDO E FOI UMA SAÍDA RÁPIDA. O RESTO É O QUE VOCES ESTÃO VENDO, SOMOS O RABO DO CACHORRO.

  48. 1) Ano passado fui para a Alemanha. Só tem poltronas de três lugares! Sem outra escolha.

    Pior. As poltronas são pequenas ao máximo. Foram 11 horas de desconforto e desespero.

    2) A resposta da companhia revela que a situação não mudará. Formou uma equipe multidisciplinar para quê? Voo internacional exige o máximo de poltronas de dois lugares. E poltronas com mais espaço. É óbvio.

    3) Eu nunca mais coloco os pés num avião deles. Isso é certo.

  49. 5 anos passados lá, no período da fusão: os chilenos mandam, e ainda acham que serão uma das 3 primeiras dos mundo… O serviço é tocado de qualquer maneira, funcionários desmotivados, chefia que só privilegia puxa sacos e delatores. A Tam foi enterrada junto com o Rolim, infelizmente.

  50. Acho que os bunitos que estao reclamando de assentos e servicos de bordo aqui são uns babacas que não sabem nem ler …. as tarifas aéreas brasileiras sao as mais caras do mundo. La fora nem serviço de bordo existe direito. Quem reclama que foi pra fora em assento apertado podia ir de carroça… tipico de brasileiros querendo ver os outros se dando mal. Por isso tudo quebra nesse lixo. Viva os outros países. Alias vao lavar uma louça e deixem de querer que os outros quebrem bando de mal amados…

  51. O SERVIÇO ATUAL DA LATAM É PÉSSIMO. EU SOU BLACK. MEU ATUAL. ARTSO TEM VALIDADE ARÉ ESSE FINAL DE MÊS. NÃO SRRA RENOVADO PÔQUER, PRATICAMENTE, NÃO VIAJEI ESSE ÚLTIMO ANO PELA LATAM. TUDO -IOROU MUITO: O ATENDIMENTO A BORDO, EM TERRA, PELOS CANAIS DE SOLUÇÃO DE PROBLEMAS. TRRRIVEL. ESTOU COM DUAS CAUSAS NA JUSTIÇA CONTRA A LATAM PELA IMPOSSIBILIDADE DELES RESOLVEREM OS PROBLEMAS. UMA EMPRESA QUE TRABALH EM UM MERCADO COMO O BRASILEIRO CHEGAR AO PONTO DE ATENDER OSVLIENTES SÓ EM ESPANHOL É A PROVA FINAL DE DESRESPEITO E ARRIGANVIA!

  52. Acredito que a Silvia deve trabalhar com mídias sociais para uma empresa aérea. A resposta, cretina na essência, estúpida no formato, foge ao cerne da questão.

    Não é ônibus em transporte intermunicipal. As poltronas precisam ser maiores, com mais espaços para os pé e jamais três poltronas coladas – para todos!

    Os casais em viagem para o exterior (grande porcentagem do perfil da de consumidores em viagens ao exterior) têm privacidade zero, conforto idem.

    Silvia, eu não vou viajar de carroça. Mas, se você faz questão, pode puxar uma.

  53. Concordo plenamente que o serviço prestado pela LATAM está piorando, fiz os trechos Vix -Guarulhos – Paris e depois o retorno em janeiro de 2018, me surpreendi com o serviço de bordo do trecho intercontinental, achei pouco a quantidade de comida tanto no jantar como no café da manhã e com opções bem estranhas no menu.Nosso retorno foi em um 777 bem desgastado. Topo voar novamente apenas se o preço for muito bom!

  54. A chamada CHILENIZACAO… Transformou a TAM em Latão.
    O site, agora chileno, é uma merda.
    O serviço agora chileno, uma merda.
    So quem saiu ganhando foi o chile, porque sucatearam a maior cia aerea brasileira. Que tinha um dos melhores serviços. Ate o Tam fidelidade conseguiram destruir. Hoje falta ate etiqueta de fragil e prioridade pra mala de quem é fidelidade.
    As placas das filas seguem a logica chilena “preferencial” “prioridade”. Os idosos se confundem com os clientes fidelidade ha mais de um ano e eles nao mudam.
    Comecaram a cobrar lanche pelo mercado latam ano passado. Um misto quente de peru e queijo com uma bebida quente custava 16,00 hoje, menos de um ano depois custa 22,00 quaae 40% de aumento em um ano, enquanto a inflaçao do periodo foi de menos de 3%

  55. Fui pra china ano passado via madrid. O aviao que saiu de guarulhos foi pessimo. Só melhorou em madrid, colocaram um aviao maravilhoso pros europeus, enquanto no brasil a gente so ganha estrume e paga 2x mais caro que europeu por uma passagem. Embora eu esteja reclamando da Latam até guarulhos. A volta de FRANKFURT pra GUARULHOS pela LUFTHANSA foi 20000x pior… Que companhia merda, um aperto infernal. Era melhor tirar logo as poltronas e deixar a gente viajar a pe… Isso que a lufthansa tem fama de ser otima. A que surpreendeu mesmo foi a air china da china pra tailandia. Nenhuma reclamaçao. Espaco maravilhoso, cortesia e respeito pelos passageiros.

  56. Eu acho que a exigência dos brasileiros fica muito maior quando avaliam empresas nativas. Eu concordo que a Latam Brasil não tem um serviço top, mas se comparar com a maioria das empresas do setor eu considero, no mínimo, do mesmo nível. Comparem o serviço da Latam com o das empresas americanas (American, Delta e United). Nessas ai os funcionários parecem que estão fazendo favor em te atender. Fiz um voo recentemente pela American e o comissário respondeu um palavrão pra uma senhora na maior cara de pau!! E a TAP? Ave Maria!! Além do avião que faz o voo de Brasília ser uma sucata, os comissários fingem que não tão escutando pra não te atenderem. Até na Etihad eu já fui mal atendido (recebi até desculpas da chefe de cabine). Isso sem contar que em voos internos nos outros países não tem essa colher da chá de sanduíche grátis que nem a Latam aqui não. E ainda vi gente comentando que nunca mais voa de Latam… Se eu fosse radicalizar assim, nunca mais a gente viajava!! Mesma coisa vale pra as avaliações de hoteis no exterior. Lá fora um hotel cheio de pulga sem café é “bom”. Aqui um limpinho e com café simples é classificado como “regular”. Assim fica difícil neh!

  57. Acho que esse Laerton que fica reclamando tanto de assento e atacou a silvia deveria comprar executiva ne? Se faz tanta questao de assento largo pare de reclamar e compre classe executiva meu querido. Parabens silvia pela resposta merece ir de carroça sim. E a NOVA CLASSE EXECUTIVA da LATAM esta mais espaçosa do que era e muito acima das outras cias aereas. Ah eh a azul que começou a voar ontem? Kkkkk

  58. 1) Marcos, não estamos comparando empresas. Os relatos são baseados na experiência de consumo. É o suficiente. Ou não?!

    2) Dizer que não voa mais com a Latam não é radicalizar como você exagera. É uma opção salutar de mercado.

    3) A Latam, sim, radicalizou ao escolher competir no mercado com o menor custo possível, em detrimento da qualidade. Um nicho de mercado nada viável para viagens acima de quatro horas.

    4) E não é verdade que riscar a Latam “nunca mais a gente viajava”. Já comprei minhas passagens desse ano para a Europa. Tão simples. A concorrência existe.

    5) E hotel cheio de pulga sem café é ruim em qualquer lugar. Os consumidores avaliam na internet, os agentes de viagem alertam e o consumidor procura o que melhor houver, de acordo com seu bolso.

    6) Não exagere, nem deturpe. Fica parecendo assessoria de imprensa nas mídias sociais.

    Vamos ver o que diz o próximo avatar.

  59. Laerton eh de outra empresa deve ser da laranja ou da azulzinha pra ta tao defendendo a concorrência../ hehhee espertinho

  60. Laerton,

    Talvez não tenha me colocado de forma tão clara.

    1) De fato vcs não estão comparando empresa. Quem fez a comparação fui eu. Foi só pra tentar deixar mais claro que o nível de serviço oferecido pela Latam não é mto diferente das concorrentes. Até porque a avaliação tb tem que levar em conta o que é oferecido no mercado.

    2) Dizer que não voa mais na latam é fácil. Quero ver voar na concorrente quando os preços tiverem maiores e/ou os horários incompatíveis com as suas necessidades.

    3) A escolha pelo menor custo possível é aplicável a 90% das empresas aéreas. Foi justamente o que eu quis dizer fazendo a comparação. Se vc está se referindo aos 10% restantes não devia de fato incluir a Latam como objeto do seu comentário.

    4) Claro que a concorrência existe. Meu ponto é que elas não estão em um nível tão acima da Latam como os comentários aqui podem deixar parecer.
    4.1) Boa viagem!

    5) Meu comentário foi justamente a respeito dessas avaliações. Na minha opinião, os brasileiros de modo geral são mais exigentes que pessoas de outros países. Isso acaba por distorcer as avaliações. Basta entrar lá no tripadvisor e conferir.

    6) Que estranho. Em resumo, o meu comentário tinha a ideia de mostrar que vcs é que tão exagerando com a Latam.

    Enfim, cada um tem sua opinião. Mantenho a minha de que a Latam não oferece um serviço de primeira classe, até porque hoje em dia isso está cada vez mais difícil de encontrar, mas oferece um serviço dentro do padrão do mercado (aceitável).

    Abs

  61. Marcos,

    1) Marcos, as pessoas estão escrevendo aqui que os serviços da Latam são diferentes das outras, para pior. Ou seja, levando em consideração o que é oferecido pelo mercado.

    2) Paguei mais que na Latam na passagem que acabo de comprar. E viajo de Classe Econômica- dinheiro é importante para mim.

    Mas, não dá para ficar 11 horas seguidas encalacrado para ir, mais 11 horas para voltar.

    3) Não é verdade que 90% das empresas optaram pelo nicho de menor custo. Isso é um jogo de palavras.

    As empresas buscam reduzir custos o que é diferente de se direcionar ao mercado exclusivamente com esse fator.

    4) As concorrentes estão melhores que a Latam. Por que os comentários não são válidos? Para que serve a opinião do consumidor? Qual é sua competência para dizer que esses comentários não correspondem à realidade?

    5) Os brasileiros são mais exigentes que os consumidores de outros países? Pode provar cientificamente?

    Que conversa estranha esse sobre os brasileiros, hein?!

    Outra coisa. Os comentários mostram que havia satisfação dos brasileiros com a TAM, que não existe mais!

    Atenção “equipe multidisciplinar Latam”: o que mudou para pior? Por que mudou?

    Afinal, quem deve mudar? A Latam ou a exigência do consumidor?

    6) Seu intento não foi alcançado. A Latam tem prestado um péssimo serviço, as pessoas estão reclamando e a empresa precisa tomar uma atitude. Não será “argumentando” em caixa de comentários que a Latam vai sair do problema que se meteu.

    Por isso estranhei seu empenho. E qual é ele? Que o consumidor aceite o que ele não quer, não gosta e, por fim, “aguente” as deficiências da empresa.

    7) A Latam não está oferecendo um padrão aceitável. Ao menos é o que lemos nas opiniões dos internautas.

    Cada um tem uma opinião. Mas muitas opiniões convergentes adquirem outro significado e valor. Ou não?

  62. Esse laerton deve ser ou da Gol ou da azul para estar tao metendo o pau na LATAM. Que coisa feia so pq a concorrência nao tem numeros de voos e frequencia que eles… tsc tsc tsc… pelo menos eles se esforçam e estão voando pra varios destinos internacionais enquanto as outras. Tem que ter grana pra bancar aviação internacional o que nao eh pra qualquer cia aérea. Antes de vir dar opinião aqui deveria ler sobre aviação e estudar o assunto. #ficaadica

  63. Péssima companhia aérea. Fiz em dezembro passado viagem para Orlando com a Latam. O avião era uma sucata. Não funcionava o monitor. Poltronas estragadas, sujas e espaço mínimo.

  64. Vou ser direto e objetivo.
    Marcos, você é funcionário da TAM.
    Ao invés de monitorar os comentários e corrigir seus problemas, contratam fakes para tumultuar o debate.
    Tem mais que falir mesmo…
    Empresinha. Foi isto que ela virou.
    Ah…Para registro
    Sou exigente mesmo e crítico. O meu dinheiro, ganhei Trabalhando, e por isto, tenho direito de exigir o melhor.
    Não ganho passagem cortesia.
    Eu compro e pago.
    Avatar Fake…

  65. Excelente reportagem! Parabéns!
    Como é triste ver que TAM morreu, e em seu lugar essa Latam nesses estado de submição perante a uma empresa do CHILE !!!!
    Um absurdo as praticas praticadas pela cia para com seus clientes , é torce pra azul tomar a fatia de mercada dessa empresa irreconhecível .

  66. Rafael, vi na Revista Aero Magazine que há um A350 em Confins da LATAM aguardando nacionalização, será que seria esse?

  67. Jaz uma companhia, TAM! O ”The Red Magic Carpet”, a ”Paixão por voar e servir”, o ”Fale com o presidente” já não existem mais, se foram desde a fusão com isso aí, que os chilenos chamam de empresa aérea. Já muitas empresas brasileiras se renderam aos conglomerados americanos, europeus… mas chilenos? Estamos realmente em maus lençóis. Logo mais teremos lhamas viajando nos assentos ao lado do nosso.
    Ah, engraçado que quando pesquisamos ”companhias aéreas” no Google, a LATAM aparece nos últimos resultados, atrás de Azul, Avianca e Gol, respectivamente.
    Outra coisa interessante são as discussões e as rinchas frequentes entre brasileiros e chilenos no Instagram da LATAM, pois bem, parece que realmente eles estão levando a melhor.

  68. Uma decepção! Isto é o que sinto a cada vôo da LATAM, depois que foi incorporado à LAN. Uma lástima, já que não somente os vôos estão ruins mas o atendimento virou uma porcaria! Se é para somente atender com aviões novos para os chilenos, deveriam desfazer está sociedade, porque não é justo os valores destes bilhetes estar no alto com este atendimento e horários de vôos ruins!!

  69. Tranquilo, Laerton!! A gente realmente tem opiniões diferentes!! Você acha a Latam muito ruim e eu acho ela no mesmo nível da concorrentes. Mas eu andei pensando, e na verdade tudo isso é bem relativo. Afinal como nem todo voo é igual, a gente pode ter tido experiências distintas. Com relação à exigência dos brasileiros eu mantenho, mas acho que realmente essa não é a questão aqui.

    Quanto ao comentário do Mauro, eu não sou funcionário da Latam não rs (Mas se eles quiserem me dar um bônus ai aceito rs… apesar da minha opinião ser essa de graça msm)!! Meu dinheiro, assim como o seu, também ganho trabalhando. E pra mim isso não devia nem ser motivo de orgulho, porque é uma obrigação (como deve ser pra grande maioria aqui)!! Talvez nós tenhamos níveis de exigência distintos, sou exigente, mas procuro equilibrar um pouco as coisas. Depois que comecei a notar o custo das empresas de modo geral, passei a ser um pouco menos crítico. Talvez funcione pra você tb.
    Com relação a tumultuar o debate, eu acho que só coloquei um ponto de vista diferente. Nada mais normal, neh? Até porque não existe debate se todo mundo tiver a mesmo opinião.

    Avatar fake? Melhor ler isso do que não saber ler neh kkkkkkkkkk

    Abs, senhores!

  70. Marcos, registro que não sou o único a discordar de você. Todos os outros internautas, também.

    E discordo da tentativa de relativizar. Os vôos da Latam são ruins estruturalmente. Ou a Classe Econômica para vôos internacionais ou de duração superior a quatro horas tem fileiras de duas pessoas?

    E sobre o atendimento, você deve ter lido os internautas, há uma reclamação geral.

    Pior ainda é você manter a tentativa de rotular os brasileiros de exigentes. Os consumidores de países desenvolvidos são exigentes.

    Segundo, os brasileiros formam grande parte dos consumidores da Latam. Você acha que a Latam deve satisfazer quem?

    Mas, pelas suas postagens, os consumidores devem satisfazer a Latam – porque o mundo é assim, a concorrência é assim, o preço não é muito, não se pode ser exigente, um vôo é diferente do outro, o brasileiro é problemático, etc.

    Do jeito que você escreve parece que a Latam deve ser suportada – do jeito que é. Como um cunhado que se comporta mal. Afinal, apesar de tudo, ele agora é um parente.

    Em tempo

    O resultado do balanço 2017 vai agradar os acionistas e cegar os diretores da empresa. Mas, o caminho está equivocado e vai cobrar seu preço.

    Negócios são como arte: forma e conteúdo são igualmente importantes. O conteúdo é o resultado financeiro. A forma, bom, a forma você leu os depoimentos aqui.

  71. Parece que a LATAM desistiu do mercado brasileiro. Vai manter em banho-maria, com algumas rotas vacas leiteiras para as quais a qualidade do equipamento não importa tanto. Na parte internacional, é nítido o desinteresse em abrir mercados, apesar de algumas poucas rotas abertas. Ou seja, acabou a grande empresa aérea internacional brasileira. Como a Gol e a Avianca também pensam pequeno, temos a Azul como a unica empresa aérea arrojada.

  72. Vamos lá.

    A LAN se tornou uma grande empresa multinacional, atuando em 6 países antes de comprar (sim) a TAM.

    Nos hoje românticos anos 1970, as melhores companhias aéreas (conforto e serviço de bordo) eram as europeias, principalmente a (finada) Swissair e a Airfrance. A Varig não fazia feio, e estava entre as melhores.

    Por uma série de motivos, hoje as melhores companhias – com raríssimas exceções – estão sediadas em países relativamente pequenos fora da Europa, como Emirates e Etihad (ambas dos Emirados Árabes Unidos), Qatar, Singapore Airlines, EVA (Taiwan) e Cathay Pacific (Hong Kong).

    Mesmo companhias de países pouco desenvolvidos, como a Garuda (Indonésia) e a Turkish (Turquia) estão entre as melhores.

    Nem mesmo a South African (África do Sul) e a Ethiopian (Etiópia – !!) ficam mal na fita.

    A Ethiopian foi por muito tempo a única cia. companhia a voar para GRU com o B 787 Dreamliner.

    No Ocidente, restou isolada a Lufthansa, e olhe lá.

    Desde a decadência da PanAm no começo dos anos 1970, os EUA nunca mais tiveram uma boa companhia. As três grandes estadunidenses (AA, United e Delta) são gigantes em todos os sentidos, mas oferecem serviços sofríveis e aeronaves em geral velhas. Não são inseguras, mas desconfortáveis. Uma frota de Fuscas, confiáveis, mas só isso.

    Lembrando que as gigantes PanAm e TWA foram pro saco.

    A decadência das empresas ocidentais também pegou Airfrance, KLM, Alitalia e até a top Swissair, que faliu. Iberia e British se uniram, assim como Airfrance – KLM. A TAP foi comprada pelo quase brasileiro David ‘Azul’ Neeleman.

    Na América Latina não foi diferente. As duas tradicionais grandes companhias da região – Varig e Aerolíneas Argentinas – sumiram. A decana Avianca quase foi.

    Nesse quadro fez sentido a ascensão da LAN Chile, dado que o Chile tem esse perfil de país pequeno e organizado, um “emirado” iberoamericano. A LAN Chile seria a “Emirates” da Iberoamérica.

    Daí a comprar a nossa TAM e nos tratar como filial vai uma grande diferença…

  73. Triste ver a nossa Tam se acabando desse jeito !!!. Tenho pena do comandante Rolim que deu suor pela empresa e hj acabando ao poucos , perdendo o espirito de empresa Brasileira com aviões novos . Hj a Latam Brasil faz lembrar a AA , com aquela grande quantidade de aviões e muitos já extremamente antigos. Sinceramente a GOL não passa a Latam BRASIL pq sua frota é composta de 737, pois a GOL compra-se 787 e avião de maior alcance que seria 777 , mantendo o padrão de qualidade que esta tendo hj nos 737 e seus voos nacionais a GOL passaria a Latam BRASIL fácil…. fácil … .

  74. As queixas na LATAM vão além, o espaço entre as poltronas, ainda tem várias que não reclinam ou não voltam a posição correta para pousos e decolagens. E mais, o problema se estende aos banheiros onde normalmente não há sabonetes e as vezes papel toalha. E quando o viajante necessita fazer uma pequena refeição a bordo, nem sempre tem lanche suficiente para todos os passageiros que optam pelo “mercado LATAM”.
    Realmente a TAM ficou para trás de GOL, AVIANCA e AZUL.

Comments are closed.

Previous Post
O Super Tucano é a principal aeronave de ataque empregada na Operação Ostium (FAB)

FAB detecta avião com drogas no Pará

Next Post
(Airbus)

Nova versão do A350 faz manobra de emergência automaticamente

Related Posts