Europa concede a primeira certificação do mundo para um avião elétrico

Destinado a voos de treinamento, Pipistrel Velis Electro recebeu o certificado de tipo da EASA
Pipistrel Velis Electro
Avião elétrico Velis Electro da Pipistrel (Pipistrel Aircraft)

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) concedeu nesta quarta-feira, 10 de junho, o primeiro certificado de tipo do mundo para um avião elétrico, o modelo de dois lugares Velis Electro da fabricante eslovena Pipistrel Aircraft.

“Este é o primeiro avião elétrico certificado pela EASA, mas certamente não será o último”, disse Patrick Ky, executivo-chefe da EASA. Com o certificado aprovado, o avião elétrico da Pipistrel está liberado para ser entregue aos clientes e ser utilizado em atividades comerciais. O principal propósito da aeronave é servir no treinamento de pilotos.

“A certificação de tipo do Pipistrel Velis Electro é o primeiro passo para o uso comercial de aeronaves elétricas, necessário para viabilizar a aviação livre de emissões. É consideravelmente mais silencioso do que outros aviões e não produz gases de combustão”, afirmou Ivo Boscarol, fundador e CEO da Pipistrel Aircraft. “Confirma e fornece otimismo, para outros projetistas de aeronaves elétricas, que o Certificado de Tipo de motores e aviões elétricos é possível.”

O Velis Electro é resultado de uma intensa pesquisa e grande experiência da Pipistrel na aviação elétrica. A empresa da Eslovênia desenvolve aeronaves elétricas experimentais desde 2007.

Segundo dados do fabricante do leste europeu, o Velis Electro é impulsionado por um motor elétrico de 57,6 kW (equivalente a 77 HP) e voa a velocidade de cruzeiro de 166 km/h e máxima de 181 km/h. O avião com apenas 600 kg ainda alcança o teto máximo de 3.660 metros (12.000 pés) e tem autonomia de voo de até 50 minutos.

A empresa eslovena ainda destaca que o número reduzido de peças móveis no sistema de motorização “diminui drasticamente” os custos de manutenção da aeronave e o risco de mau funcionamento.

“O resultado geral de todas essas inovações revolucionárias é uma redução drástica nos custos operacionais, contribuindo significativamente para a acessibilidade do treinamento de pilotos”, frisa o comunicado da fabricante. “Este foi um projeto verdadeiramente inovador que rendeu muitos aprendizados para a futura certificação de motores e aeronaves elétricas, sem dúvida uma área de crescimento nos próximos anos, alinhada aos objetivos de proteção ambiental.”

A Pipistrel entregará os primeiro 31 exemplares do Velis Electro a clientes em sete países até o final de 2020. Outras aeronaves elétricos oferecidas pela fabricante são os modelos experimentais Alpha Electro e Alpha Electro LC e o planador motorizado Taurus Electro.

Veja mais: Embraer realiza primeiro teste estático com avião elétrico

Total
66
Shares
Previous Post

Boeing almeja realizar voo de certificação do 737 Max ainda em junho

Next Post

Pela primeira vez, Força Aérea dos EUA será comandada por um afro-americano

Related Posts