FAB planeja avião hipersônico não-tripulado para 2020

Demonstrador tecnológico 14-X testará tecnologia de motor scramjet, considerada uma das mais promissoras nos voos espaciais
O modelo 14-X em escala reduzida usado para testes em túneis de vento (FAB)
O modelo 14-X em escala reduzida usado para testes em túneis de vento (FAB)
O tenente Norton Assis e Israel Rêgo, gerente do IEAV, com a maquete do avião hipersônico: tecnologia dominada por poucos países (Sgt. Manfrim/FAB)

Discretamente, a Força Aérea Brasileira (FAB) está desenvolvendo uma tecnologia hoje só testada por países como os Estados Unidos e Austrália. Trata-se da propulsão scramjet, um tipo de motor capaz de tornar possível aeronaves hipersônicas e que voam em grandes altitudes. E é com um protótipo não-tripulado que a Aeronáutica pretende testar na prática o conceito em 2020.

O projeto Prohiper, como é chamado internamente, está sob responsabilidade do IEAV (Instituto de Estudos Avançados), localizado em São José dos Campos (SP), e é restrito hoje ao laboratório onde é avaliado no maior túnel de vento da América Latina. “Queremos hoje sair do nível laboratorial e dar o grande salto que é para o nível de qualificação em voo dessas tecnologias”, disse Israel Rêgo, gerente do Laboratório de Aerotermodinâmica e Hipersônica do IEAV.

Batizado de 14-X, o protótipo que demonstrará a tecnologia existe por enquanto apenas num modelo em escada com formato em asa delta de enflechamento bastante agudo. O motor scramjet é instalado na parte inferior da asa em delta e utiliza um princípio curioso: em vez de necessitar do combustível e do oxidante (oxigênio) como nos motores-foguete tradicionais, ele aproveita o próprio ar para queimar o combustível.

Graças a essa capacidade, ele pode em tese levar um avião a velocidades de cerca de 12 mil km por hora (algo como atravessar toda a Avenida Paulista em apenas um segundo). Para efeito de comparação, o supersônico Concorde voava a pouco menos de 2,2 mil km/h.

O modelo 14-X usado nos testes no túnel de vento: velocidades hipersônicas (Sgt. Manfrim/FAB)

Em alta velocidade, o ar dispensa fans e compressores para acelerá-lo e aquecê-lo como nos turbofans, o que simplifica sua estrutura, mas exige materiais nobres para suportar o calor extremo. A grande vantagem, segundo explica o engenheiro aeroespacial Ten. Norton Assis é a maior carga útil permitida. Graças à ausência dos tanques de oxigênio é possível transportar até 15% de carga útil em relação ao seu peso – nos foguetes convencionais esse valor é de apenas 5%. “Como não leva o oxidante no interior, o veículo torna-se mais seguro e essa redução de peso agrega mais eficiência”, acrescenta.

A FAB apresentou o projeto durante a LAAD, maior feira de defesa da América Latina em busca de apoio para desenvolvê-lo. Ou seja, agora a fase é de divulgação e não mais de discrição.

O laboratório do IEAV, onde está o mais avançado túnel de vento da América Latina (Sgt. Manfrim/FAB)Veja mais: Avião que reergueu a Embraer, ERJ-145 completa 20 anos

Total
4
Shares
0 0 votes
Article Rating
48 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Anderson
Anderson
5 anos atrás

É uma excelente tecnologia. Será que seremos capazes de sairmos da fase de projetos e maquetes e realmente desenvolver essa tecnologia?

vitor hugo
vitor hugo
5 anos atrás

Piada…

MAURICIO MEDEIROS MARDIROUS
MAURICIO MEDEIROS MARDIROUS
5 anos atrás

Piada, não. Esta tecnologia é a solução para sairmos de vez da necessidade de utilizar grandes e pesados propulsores (foguetes) para entrarmos em órbita.

Ricardo lu
Ricardo lu
5 anos atrás

Meu Deus, reforcem a segurança urgente…senão gringos podem explodir….como aconteceu em nossa base de Alcantara.

rafael
rafael
5 anos atrás

Legal.

A previsão de gastos é de 14 trilhões, depois de alguns aditivos passará a custar 93 trilhões.

+- assim, a esperança é ficar tudo na mão dos militares.

Ai custa alguns bilhões.

Marcos
Marcos
5 anos atrás

Agora, estranhamente ocorrerá uma explosão no Laboratório da IEAV, matando todos os principais engenheiros responsáveis pelo projeto.

Duda
Duda
5 anos atrás

O HIFiRE da Austrália e dos EUA planeja usar a tecnologia pra viagens intercontinentais em pouco mais de meia hora, a Boeing está envolvida no financiamento… O projeto da FAB é só militar ou a Embraer herdará a tecnologia?

robson Cunha
robson Cunha
5 anos atrás

Estranhas essas formas aerodinâmicas, principalmente nas partes acima das asas. Será que isso faz parte da forma final?

Sté
Sté
5 anos atrás

Uma verdade ficou evidente:

Se alguém tem de financiar seu maravilhoso invento com dinheiro extraído da gente à força pela tributação, vai resultar em algo ninguém quer.

Se fosse realmente algo valioso, o inventor o levaria para investidores e se tornaria rico oferecendo-o a quem ia querer comprar. …O fato que ele não faz já me diz todo o que preciso saber a respeito.

Marcos
Marcos
5 anos atrás

Kkkkk

Roberto
Roberto
5 anos atrás

Na verdade o scramjet (supersonic ramjet) é o elo entre o motor a jato e o de foguete, Ele sozinho não pode tirar uma aeronave do chão pois precisa atingir uma velocidade de pelo menos Mach 7 ou 8 para que o atrito do ar eleve a temperatura a um ponto que possa causar ignição do combustível dentro da câmera de combustão, ou mesmo coloca-la em orbita pois na funciona fora da atmosfera, Porem um veiculo com esses três sistemas devidamente integrado poderá decolar de uma pista comum como um avião entrar em orbita e retornar pousando também como um avião. Quem assistiu 2001 Uma Odisseia no Espaço deve se lembrar do Pan Am clipper das cenas iniciais, ali esta um bom exemplo dos três sistema funcionando em conjunto.

Theo Gatos
Theo Gatos
5 anos atrás

Em 2019 receberemos o primeiro Gripen e estamos pensando em uma aeronave hipersônica?

Não que eu duvide da capacidade de cientistas brasileiros, mas isso foge completamente das nossas capacidades em termos de investimento e tecnologia atual… (minha humilde opinião)

Geralda Soares
Geralda Soares
5 anos atrás

Em três anos não conseguiriam projetar nem um ferro de passar…

Cristiano
5 anos atrás

Piada como o país inteiro, com certeza o dinheiro necessário para o objetivo será gasto ou até mais. Já o objetivo em si!!!

Anderson_SP
Anderson_SP
5 anos atrás

Será ? se for igual aqueles foguetes que tentaram lançar e falharam não sei não…….infelizmente nosso país não investe nada nesse setor tecnológico, é uma pena, já ouvi matérias que estavam desenvolvendo por aqui tantas coisas e depois somem ou caem no ostracismo.

Ernesto
Ernesto
5 anos atrás

Piada é o que fizeram com o povo Brasileiro e fazem até hoje, ou seja; sempre ridicularizarem, mantendo os na ignorância e principalmente pessimistas como escreveu nosso amigo comentarista ai, chamando o projeto de “piada” tenho pena porque é mais uma vitima do contexto histórico do qual foi implantado desde o século 20 na mente dos cidadãos que só tem olhos para a nossa tv podre e ainda suas mentes não conseguem atingir grandes sonhos, assim se contentam com o mínimo. Parabéns ao projeto, amo a terra Brasil e torço por nossa capacidade.

joe luis pinheiro
joe luis pinheiro
5 anos atrás

2020 do calendário chinês, não?

Jorge
Jorge
5 anos atrás

O dia em que nossos “governos” investirem pesado em tecnologia, não faltarão brasileiros brilhantes que, dia a dia, surpreenderão o mundo.

mandix
mandix
5 anos atrás

Propulsão a laser.

Roberto Maia
Roberto Maia
5 anos atrás

Excelente, é o Brasil mostrando do que é capa\, em um mundo, que será dominado pela mais pura inteligência e tecnologia, através de muitas pesquisas.

JOSÉ NOTEUREGO
JOSÉ NOTEUREGO
5 anos atrás

SUCATA VOADORA PARA CAIR NA TERRA MATANDO ALGUEM OU CAUSANDO PREJUÍZO FINANCEIRO A ALGUM HABITANTE…..

Carlos Carvalho
Carlos Carvalho
5 anos atrás

Primeiro vem a marinha com esse “submarino nuclear”agora vem a fab com esse “scramjet”… Só falta o exército…Por que ao invés de ficarem torrando dinheiro dos contribuintes nesses elefantes brancos não investem nessa saúde falida, educação falida, segurança pública falida. A marinha jogou no ralo mais de U$ 90 milhões de dinheiro público nessa palhaçada do são paulo. Depois vem esse (des)governo ferrar o trabalhador com essa “reforma” da previdência porque “não tem dinheiro”. Tá aí o motivo. Esse Brasil é uma comédia…

Silvio
5 anos atrás

Impressão minha ou o cockpit do piloto é no formato de um caixão?

Sidnei
5 anos atrás

Apoio ao Ernesto!

Celso Teodoro
Celso Teodoro
5 anos atrás

Não é novidade. Esse “scramjet” foi utilizado pelos alemães na segunda mundial nas bombas “V1”,que bombardearam Londres.

Marcelo Afonso
Marcelo Afonso
5 anos atrás

Impressão minha ou você não leu a matéria corretamente. Trata-se de um protótipo não tripulado…

Diego
Diego
5 anos atrás

A tecnologia é top, a piada é ser no Brasil. Aqui não dão conta de fazer Angra 3!!! Tecnologia centenária mas quando se põe mais dinheiro no bolso do que na obra, as coisas não andam. Não percam tempo com essas reportagens.

SERGIO
SERGIO
5 anos atrás

Prezados, primeiro demitam todo Centro Técnico Aeroespacial que serve apenas de cabide de emprego para ficarem no ZAPZAP, e contratem Chineses e Russos que ai o Avião sai em 2020, caso contrario não farão nem um DRONE COM FIO

Marco
Marco
5 anos atrás

Poderiam fazer o protótipo pilotado e colocar o lula piloto.

Johan
Johan
5 anos atrás

A saúde, educação segurança pública “falidos” não por falta de dinheiro, mas sim por má gestão. Ao invés de reclamar do 90 milhões gastos no A12 porque não reclamar da reforma faraônica do Maracanã que custou mais de um BILHÃO? Simples, povo sem visão e conhecimento do que é uma nação dá nisso.

Maria Aparecida
Maria Aparecida
5 anos atrás

Para quê? Para guerrear com o Paraguai, para combater tráfico de drogas e contrabando de cigarros? Um dronezinho de plástico não serve? Ou porque não têm o que fazer frente a tantos outros problemas do país, muito mais imediatos? O pessoal do ITA precisa mesmo fazer trabalho escolar!

Douglas
Douglas
5 anos atrás

Piada é a alienação que você vive nela! O Brasil possui as centrifugas nucleares mais eficientes do mundo (Tecnologia 100% nacional) por levitação magnética, e aposto que nunca soube disso. Claro, querem que o povo brasileiro fique ignorante e deixem o nacionalismo de lado. O Brasil tem um potencial enorme, mas querem que fiquemos com o complexo de vira-latas e enxerguemos como piada qualquer passo à tecnologia. Sobre os 90 milhões: Projetos de tecnologia militar são muito mais caros do que isto, mas é de lá que sai a tecnologia do seu iphone, seu GPS, suas viagens de avião.

Tetsuo Shimura
5 anos atrás

Será como esperar de crianças do maternal desenvolverem um veículo Tesla. Sonhar não é pecado, mas muito melhor sonhar com os pés no chão. Esta aeronave precisará de 150% de todo material importado já que no Brasil sequer fabricamos rebites para uso aeronáutico.

Rodrigo
Rodrigo
5 anos atrás

Se for mesmo pra valer lembrem-se do que aconteceu com o projeto espacial brasileiro, virou cinzas, junto com nossos melhores engenheiros da área. Muitos dizem que foi sabotagem dos EUA, não sou de esquerda ou fã de teorias da conspiração, mas não duvido nada disso. Precaução e canja de galinha não fazem mau a ninguém. Ainda mais com eles e a russia fuçando tudo quanto é computador no mundo

Célio Jorge Lasmar
Célio Jorge Lasmar
5 anos atrás

Até que enfim alguma noticia boa em relação do País, espero que não fique na conversa fiada como inúmeras outras no passado. Parabéns ao pessoal envolvido no projeto.

José
José
5 anos atrás

Dinheiro jogado fora enquanto a saúde e educação estão se deteriorando.

R Camboim
5 anos atrás

Carlos Carvalho, acho que tem que criticar a falta de visão estratégica de um governo que chega no meio de uma crise política (não vou aqui apontar algozes nem vítimas, cada um já tem sua opinião política formada), congela os investimentos indiscriminadamente por 20 anos, e deixa cair no ostracismo projetos tecnológicos de ponta como o submarino nuclear e agora este da FAB. Tem que criticar todo esse contexto, mas não o investimento em pesquisa propriamente dito. Caso contrário, no futuro seremos apenas exportadores de soja e carne. Não é isso que o Brasil merece.

Fabio
Fabio
5 anos atrás

Que bacana. Precisamos dessa tecnologia pois nosso país é muito grande e há necessidade de grandes deslocamentos em caso de necessidade de intervenção da FAB. Quanto mais rápido se chega, melhor o resultado.

Grande Irmao
Grande Irmao
5 anos atrás

Marco, coloque o seu presidente querido, o Temer.

Impressionante como tem gente que não tem nada útil para falar, provavelmente nem leu a matéria, mas faz questão de deixar a marca medíocre (abaixo disso, na verdade).

Luiz Moraes
5 anos atrás

Srs e Sras…comentários tbém contribuem para enriquecer o entendimento dos assuntos tratados, sejam eles díspares entre si ou não. É bom lembrar que a melhor solução se encontra no ‘ponto de equilíbrio’. ‘Todas’ as coisas caminham ‘juntas’ numa progressão contínua e permanente. Que se pesquise, avalie e realize muito em cada área do conhecimento seja das ciências humanas/sociais, biológicas ou exatas, entre outras tantas.

Hermógenes
Hermógenes
5 anos atrás

Há pessoas que parecem receber para serem do contra, quando se fala do desenvolvimento do Brasil. Por que você não para de usar o computador e a Internet e investe esse dinheiro em saúde pública? Por que você não dá um tempo com suas manifestações semianalfabetas, a fim de poder estudar um pouco mais do Português? Que tal boicotar o desenvolvimento da indústria automobilística, usando apenas carros muito velhos, para canalizar o dinheiro das pesquisas para as áreas da saúde e da segurança pública?
Se vocês entendem o que digo, talvez saibam o que significa ironia.

Alan
Alan
5 anos atrás

Aos haters vão morar em outro pais, pois o meu não é bom pra vocês. Vocês são uma vergonha pro país.
Parabéns a FAB…eu acredito no Brasil.

MARCIO LIRA
MARCIO LIRA
5 anos atrás

Acho engraçado malandro vir falar que um projeto que envolve tecnologia (para o país) é uma piada.
Também é engraçado virem falar que desenvolver tecnologias é jogar dinheiro fora.
País que não investe em ciência e tecnologia fica pra trás. Simples assim.
Deve-se investir em hospital, escola e etc, mas tb em alta tecnologia, em ciência, em pesquisa.
Uma coisa não anula a outra.

Roberto
Roberto
5 anos atrás

Piada . Só Brasil eua e Austrália. Kkkkkkk. Qual empreiteira esta desenvolvendo isso.

Lucas
Lucas
5 anos atrás

Incrível! espero que realmente esteja pronto nessa data.

claudemir mocelin
claudemir mocelin
5 anos atrás

eu me orgulho quando o brasil coloca sua inteligencia e sua capacidade e tecnologia e transparencia pra algum progeto militar nao sei se e o caso desse aviao mas gostaria que fosse porque o brasil tem que mostra pra esses paises de primeiro mundo que tem capacidade de ter um arsenal de guerra poderoso

claudemir mocelin
claudemir mocelin
5 anos atrás

Esta tecnologia da fab e di mais e isso mesmo o brasil esta precisando uma renovasao urgente emtermos di tecnologia em armamento di guerra porque o nosso pais e rico em tudo so e mal adiministrado

Maria Aparecida de Oliveira

Creio que já existam essas aeronaves. Há tempos passou um OVNI com o mesmo formato sobre a rua de minha casa, completamente silencioso e numa velocidade impressionante, um piscar de olho. O vi por baixo e por trás. Era completamente negro e tinha 2 luzes alaranjadas na parte posterior. Estavam acesas mas não emitiam focos de luz. Eram 19 horas, começava escurecer e voava não muito alto. Veio dos lados de Pirassununga e foi para os lados de Minas Gerais. Fiquei bastante impressionada e publiquei no facebook a respeito. Acho que deveríamos ser informados, pois um brinquedinho desses pode cair sobre nossas cabeças, e nem sabemos da existência deles.

Previous Post

Jato de passageiros mais popular no mundo, Boeing 737 completa 50 anos

Next Post
A e-volo quer revolucionar o transporte aéreo urbano com o Volocopter (Divulgação)

Fabricante alemã apresenta o primeiro multicóptero

Related Posts
Total
4
Share