Gulfstream entrega último jato executivo G550

Sucessora do Gulfstream V, aeronave entrou em serviço em 2003 e teve mais de 600 unidades produzidas
Gulfstream G550 (Divulgação)

A Gulfstream anunciou a entrega do G550 final no dia 30 de junho. O jato executivo de longo alcance fez enorme sucesso em 18 anos de carreira, com mais de 600 unidades fabricadas, segundo a empresa dos EUA.

Baseado no antecessor Gulfstream V, o G550 estreou a cabine de comando PlaneView além de ser certificado para usar Enhanced Vision System (atualmente chamado de Enhanced Flight Vision System) como um recurso padrão.

Por quase duas décadas, o G550 tem superado as expectativas dos clientes”, disse Mark Burns, CEO da Gulfstream. “O G550 estabeleceu um novo padrão de desempenho e confiabilidade e continua a superar e impressionar com seus recursos abrangentes. Dada a nossa vasta frota de G550 em serviço, esperamos continuar a dar suporte a todos os clientes do G550 em todo o mundo com a ampla rede de Suporte ao Cliente da Gulfstream”.

Interior do G550 (Gulfstream)

Chamado originalmente de GV-SP, o G550 foi certificado pela FAA em 2003, equipado com turbofans Rolls-Royce BR710 aprimorados. Doze anos depois, o 500º avião foi entregue pela Gulfstream.

Capaz de voar 12.501 km a Mach 0.8, o G550 trouxe refinamentos aerodinâmicos que ampliaram seu alcance. Embora exiba poucas diferenças claras em relaçao ao antecessor, o jato executivo possui sete janelas ovais em vez de seis e sua porta principal foi deslocada para frente para oferecer uma cabine mais espaçosa.

A Gulfstream lança em 2004 o G500, uma variante com potencial de combustível um pouco inferior. Em 2019, a empresa lançou o G600, que oferece um alcance menor, mas é mais veloz, econômico e avançado tecnicamente.

O G550, no alto, comparado, o GV (Wo st 01/John Davies/CC)

Total
26
Shares
Previous Post
A Sukhoi é famosa pelos caças que produz, como o Su-35 (Sukhoi)

Rússia dá sequência a processo de criação de gigante aeroespacial

Next Post
A Air Astana é o segundo cliente a receber o novo Embraer E190-E2 (Air Astana)

Air Astana processa Embraer por supostas falhas no E190-E2

Related Posts