Despedida do Hercules no Reino Unido: última missão será no dia 17 de junho

Aposentadoria dos C-130 da RAF foi programada no ano passado; funções do Hercules no Reino Unido serão incorporadas pelo Airbus A400M Atlas
Hercules usados da RAF e retirados de serviço podem ser “pedra no sapato” do KC-390 na Europa (RAF)

A longa carreira do Lockheed Martin C-130 Hercules no Reino Unido está próxima de terminar. Força aérea real britânica, a Royal Air Force (RAF) marcou para o dia 17 de junho a última missão do antigo quadrimotor turboélice no país.

A tarefa derradeira dos Hercules da RAF será um sobrevoo com três aeronaves por Londres, durante as comemorações do Aniversário do Rei (feriado no Reino Unido e não o aniversário do Rei Charles III). A retirada total das aeronaves no país está programada para o dia 30 de junho.

A aposentadoria do C-130 no Reino Unido é programada desde 2021 como uma medida para conter custos. Portanto, são aeronaves que por ora não terão um substituto direto. Em vez disso, as funções do Hercules serão incorporadas pelo Airbus A400M Atlas, dos quais os britânicos dispõem atualmente de 21 unidades – de 22 aeronaves encomendadas.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

O tipo operado pela RAF é o modelo C-130J Super Hercules, a versão mais recente da aeronave militar multimissão. Ao todo, a frota do país conta com 15 aeronaves, dos quais apenas seis unidades permanecem em serviço, segundo o Flight Global. Os aparelhos já retirados estão armazenados em Cambridge, onde são preparados para serem vendidos a outras força aéreas.

Hercules de segunda mão do Reino Unido ainda podem continuar em operação em outros países (RAF)

O Reino Unido foi um dos primeiros operadores estrangeiro do C-130 Hercules, aeronave que estreou com a força aérea dos Estados Unidos em 1956. A RAF recebeu os primeiros cargueiros da Lockheed em 1966, enquanto os últimos modelos da série J foram incorporados em 1999.

Fora o A400M, outras aeronaves da RAF com capacidade de transporte pesado que seguem ativas são o Boeing C-17 Globemaster e o Airbus A330 Voyager, que também tem capacidade para prover reabastecimento aéreo.

Total
0
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Vídeo sugere que caças Sukhoi teriam chegado ao Irã

Next Post

Airbus apresenta primeiro C295 destinado à força aérea da Índia

Related Posts
Total
0
Share