Volocopter

O eVTOL da Volocopter já fez demonstrações de voo em quatro países (Divulgação)

A Japan Airlines (JAL) e a Volocopter, empresa alemã que desenvolve aeronaves eVTOL, anunciaram recentemente uma parceria estratégica para desenvolver um novo serviço de mobilidade urbana no Japão.

Em fevereiro deste ano, a Japan Airlines Innovation Found apresentou para o mercado um investimento significativo na empresa alemã Volocopter GmbH. O objetivo desse acordo é a exploração em conjunto das inovações relacionadas ao serviço de mobilidade aérea, especialmente no desenvolvimento da tecnologia eVTOL, pequenas aeronaves elétricas que executam decolagens e pousos na posição vertical.

Agora com a nova aliança, as empresas almejam alavancar o modelo de negócios com “táxis voadores” para passageiros e cargas no Japão. Além de parcerias locais, pretende-se atingir um conjunto de cidades para que o serviço seja expandido no país, atendendo, inclusive, localidades remotas.

A aeronave

O VoloCity, eVTOL desenvolvido pela Volocopter, conta com 18 rotores e pode percorrer uma distância de até 35 km, com velocidade máxima de 110 km/h. De acordo com o fabricante, a aeronave tem espaço para dois ocupantes.

A empresa tem como foco a criação de meios de transporte movidos a energia elétrica, já tendo executado testes com suas aeronaves em Cingapura, Emirados Árabes Unidos, Finlândia e Alemanha. Atualmente, o aparelho projetado pela Volocopter segue o processo de certificação comercial de equipamentos aéreos da EASA, a agência de aviação civil da Europa.

No mês de setembro, a Volocopter divulgou a primeira venda pública mundial de reservas de voos em táxis voadores durante o Festival de Greentech, em Berlim. A experiência será de 15 minutos dentro do VoloCity e, de acordo com Christian Bauer, diretor comercial da empresa alemã, o início das operações se dará em dois ou três anos.

Parceria

Fundada em 1951, a JAL tornou-se a primeira companhia internacional do Japão. Além de atender 405 aeroportos em 66 países, é reconhecida internacionalmente pela sua pontualidade e excelência no serviço prestado ao cliente. O profundo conhecimento acumulado através de anos de experiência em operações altamente seguras de aeronaves faz com que a empresa receba um destaque ainda maior. Do outro lado, a Volocopter, apesar de ainda jovem no mercado (foi fundada em 2011), apresenta uma sólida rede de parcerias e investimentos, o que possibilita a realização de projetos inovadores e arrojados.

A aliança entre as duas ocasionou um levante positivo do mercado, resultando em grande confiabilidade no serviço que será fornecido. De acordo com a JAL, “a colaboração de uma operadora de linha aérea, seguradora e parceiros de desenvolvimento de negócios, bem como de uma pioneira em mobilidade aérea urbana, torna essa abordagem sustentável e promissora”.

Fundada em 1951, a JAL é uma das companhias aéreas mais prestigiadas do mundo (Airbus)

Outros investidores

Além da Japan Airlines, outras empresas estão apostando no sucesso da tecnologia eVTOL. A Bestmile SA da Suíça (desenvolvedora de software para otimização de alocação de veículos) e a Fetch Robotics Inc. dos Estados Unidos (empresa com especialidade em robótica de transporte) também firmaram contratos com a Volocopter. A Mitsui Sumitomo Insurance e a MS&AD InterRisk Research & Consulting, além de investidoras, anunciaram uma colaboração para garantir a aceleração de entrada dos táxis voadores no mercado japonês.

Veja mais: Sem dinheiro, Boeing suspende projeto de “táxi voador”