KC-390 da FAB parte para sua primeira missão internacional rumo ao Líbano

Aeronave com 5,5 toneladas de itens de ajuda humanitária fará uma viagem de 30 horas até Beirute
Os primeiros KC-390 serão entregues à FAB a partir de 2019 (FAB)
Os primeiros KC-390 serão entregues à FAB a partir de 2019 (FAB)
A viagem do KC-390 até o Líbano inclui paradas em Fortaleza, Cabo Verde e Espanha (FAB)

Uma aeronave multimissão Embraer KC-390 da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou hoje de manhã do aeroporto internacional de Guarulhos/São Paulo rumo ao Líbano transportando 5,5 toneladas de ajuda humanitária às vítimas da forte explosão no porto de Beirute, ocorrida na última terça-feira, 4.

A carga da aeronave inclui medicamentos, alimentos e equipamentos hospitalares, doados pelo Ministério da Saúde e pela comunidade libanesa radicada no Brasil. A missão foi anunciada no último domingo, 9, pelo presidente Jair Bolsonaro em videoconferência com chefes de estado para tratar das ações internacionais de apoio ao Líbano.

O modelo empregado na missão humanitária é o FAB 2855. A chegada da aeronave em Beirute está prevista para quinta-feira, 13. O roteiro da viagem que deve durar cerca de 30 horas inclui paradas de reabastecimento em Fortaleza (CE), Ilha do Sal (Cabo Verde) e Valência (Espanha).

Está é a primeira vez que o KC-390 participa de uma missão internacional. A aeronave é acompanhada por um jato Embraer E190 VC-2 da FAB, que transporta a delegação da operação no Líbano, chefiada pelo ex-presidente Michel Temer.

A forte explosão em Beirute foi causada após um incêndio que atingiu um armazém no porto da cidade contendo 2.750 toneladas de nitrato de amônio. O acidente devastou bairros inteiros da capital libanesa e deixou mais de 150 mortos e 3 mil feridos, além de 300 mil pessoas desabrigadas.

Veja mais: Peru coloca à venda helicópteros superpesados Mi-26 sucateados

Total
217
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Frederico F Almeida
Frederico F Almeida
1 ano atrás

É importante que os nossos políticos saibam que não existe soberania sem uma defesa armada competente, com equipamentos de última geração para enfrentar qualquer desafio. Pois se perdermos nossa soberania pra países como a Venezuela, que detém um força aérea melhor do a nossa, vai acabar a mamata deles, lembrem disso no próximo orçamento da união.

Previous Post

Robinson celebra entrega do milésimo helicóptero R66 Turbine

Next Post
Enquanto o MAX 10 não chega, o novo 737 MAX 9 é o maior 737 já produzido pela Boeing (Divulgação)

Boeing já perdeu quase 400 pedidos pelo 737 MAX em 2020

Related Posts
Total
217
Share