MiG desenvolverá novo jato de treinamento militar ‘barato’ para a Força Aérea da Rússia

Aeronave chamada de MiG-UTS será baseada em protótipo apresentado nos anos 90 e que foi cancelado
O protótipo MiG-AT servirá de base para o novo treinador a jato (Pavel Adzhigildaev)

A Rostec Corporation, estatal que comanda a UAC, holding das principais fabricantes de aviões da Rússia, revelou na quinta-feira, 28, que a MiG desenvolverá um novo treinador a jato para equipar a força aérea do país.

A aeronave, designada provisoriamente como MiG-UTS, será um monomotor baseado no protótipo MiG-AT, que voou em 1996, mas cujo desenvolvimento foi cancelado na época.

Segundo a Rostec, o novo treinador substituirá os jatos L-39 Albatros que estão em serviço desde os anos 70.

“Temos grandes dúvidas em apoiar a operação da aeronave onde hoje é realizado o principal treinamento de pilotos. Portanto, é necessária uma nova ferramenta de treinamento que nos permita treinar efetivamente o pessoal técnico e de voo”, disse Sergei Korotkov, Diretor Geral Adjunto UAC.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

O principal objetivo do projeto é produzir uma aeronave de baixo custo, explicou a empresa.

Projeção do novo treinador russo MiG-AT (UAC)

“Estamos criando a aeronave monomotor mais barata e mais fácil de operar – tanto para pilotar quanto para manter – que atende plenamente aos requisitos para o estágio de treinamento básico”, disse o designer-chefe da MiG, Andrei Nedosekin.

O motor escolhido para equipar o novo jato é o AI-222-25, também usado pelo treinador bimotor Yak-130 e que é produzido pela empresa Salyut, da United Engine Corporation.

A Rostec não estimou um prazo para que o MiG-UTS entre em serviço. Segundo o World Air Forces 2024, a Força Aérea da Rússia tem 182 jatos L-39 e 118 Yak-130 em serviço.

Total
1
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Frota de turboélices Cessna 408 SkyCourier chega a 24 aeronaves

Next Post

Airbus lidera entregas de jatos comerciais em 2023, mas Boeing pode ter crescido mais

Related Posts
Total
1
Share