Norse Atlantic deve ocupar lacuna deixada pela Norwegian Air

Nova companhia aérea low-cost norueguesa, que estreará voos internacionais em 2022, deverá estabelecer seu hub no Aeroporto de Gatwick, aproveitando mão de obra da Norwegian
Montagem mostrando a pintura da Norse em um Boeing 787 (NAA)

A Norse Atlantic Airways, a nova companhia aérea low-cost fundada por ex-sócios da Norwegian Air, deverá estabelecer seu hub internacional no Aeroporto de Gatwick, afirmou o Unite, sindicato britânico do setor de aviação.

Trata-se de mais um passo em direção à assumiu espaço deixado pela outrora ousada empresa de baixo custo, que voava a partir do terminal ao sul de Londres para várias partes do mundo, incluindo o Brasil – graças aos voos para o Rio de Janeiro.

Após enfrentar uma crise financeira bastante grave, a Norwegian Air foi abatida pela crise do coronavírus e no início do ano decidiu abandonar os voos de longo alcance. Como se sabe, a Norwegian encerrou essas operações e devolveu toda a frota de Boeing 787 Dreamliner.

Ao se basear em Gatwick, um aeroporto distante da capital britânica, a Norse poderá usufruir de uma oferta bastante grande de mão de obra. É o que espera o Unite, que tem expectativa de que a Norse possa contratar antigos funcionários da Norwegian Air.

O Boeing 787-9 da Norwegian decola de Gatwick (NAS)

“A Norse Atlantic Airways pretende iniciar as operações no próximo ano e esta será uma oportunidade vital para os ex-funcionários da Norwegian Air, muitos deles membros da Unite, que foram despedidos em janeiro”, disse uma representante do sindicato.

A chegada da Norse ao Gatwick, o segundo aeroporto mais movimentado do Reino Unido, também ajudará a compensar as enormes perdas ocasionadas pela pandemia.

O terminal aéreo está ameaçado de perder os voos da British Airways, que estaria cogitando concentrar sua malha aérea apenas no Heathrow.

A Norse Atlantic planejava iniciar seus primeiros voos para a América do Norte em dezembro, mas já reviu os planos para o início de 2022 com uma frota de 15 Boeing 787 arrendados.

Total
14
Shares
Previous Post

C-17 que levou refugiados do Afeganistão transportou recorde de 823 pessoas

Next Post
Airbus A330-800 - voo inaugural

Airbus cria versão ‘peso leve’ do A330-800

Related Posts