‘Pantera’ modernizado no Brasil voa pela primeira vez

Helicóptero do Exército Brasileiro foi atualizado nas instalações da Helibras, em Itajuba (MG)
O Pantera modernizado ainda vai passar pela sessão de pintura e depois será entregue ao Exército (Helibras)
O Pantera modernizado ainda vai passar pela sessão de pintura e depois será entregue ao Exército (Helibras)
O Pantera modernizado ainda vai passar pela sessão de pintura e depois será entregue ao Exército (Helibras)
O novo Pantera ainda vai passar pela etapa de pintura e depois será entregue ao Exército (Helibras)

Um dos helicópteros mais admirados das forças armadas brasileiras, o Pantera K2 do Exército, passou por um completo processo de modernização na fábrica da Helibras, em Itajuba (MG) e já voou! A aeronave atualizada completou nessa terça-feira (13) seu primeiro voo de teste.

Esse foi o terceiro Pantera que passou pela intervenção, mas o primeiro cuja estrutura original foi totalmente modernizada, uma vez que os dois primeiros helicópteros recebidos pela Exército em 2014 já foram construídos a partir de novas células. Esses primeiros aparelhos, inclusive, já completaram 1.000 horas de voo neste mês.

Para realizar a modernização nos helicópteros, técnicos e mecânicos de manutenção da Helibras foram enviados a França e receberam instruções na Airbus Helicopters, fabricante original da aeronave, chamada “Dauphin”. O processo de atualização em Itajuba também foi acompanhado por mecânicos de aeronaves do Exército.

Agora, o helicóptero com os novos componentes vai para a etapa de pintura e finalizações antes de ser entregue ao Exército, o que deverá ocorrer nos próximos meses, como informou a Helibras.

O Pantera é um dos principais helicópteros de apoio e transporte do Exército ao lado do H-34 Super Puma e o AH-60 Black Hawk.

Pantera modernizado

O programa de modernização contratado pelo Exército prevê a modificação dos 34 helicópteros Pantera da Aviação do Exército Brasileiro, adquiridos em 1988. Com as intervenções, os aparelhos terão mais 25 anos de vida útil. Segundo a Helibras, o serviço tem um custo 35% menos do que o valor de um helicóptero novo e elevou a performance do aparelho.

O Pantera entrou em serviço no Exército Brasileiro em 1988 (Thiago Vinholes)
O Pantera entrou em serviço no Exército Brasileiro em 1988 (Thiago Vinholes)

De acordo com a Helibras, o novo Pantera pode carregar mais 400 kg em relação a versão anterior, e também ficou mais rápido (260 km/h contra 220 km/h) e pode voar por distâncias maiores (650 km ante 550 km).

A principal alteração no Pantera modernizado é o novo motor, uma turbina “Arriel 2C2CG”, com 40% a mais de potência comparada a utilizada anteriormente, e o painel “hi-tech”, com instrumentos digitais e piloto automático, o que facilita o trabalho dos pilotos.

Confira no vídeo o primeiro voo do Pantera modernizado:

Primeiro voo do Pantera modernizado no Brasil

Veja mais: Exército dos EUA revoluciona pouso de helicóptero com nova tecnologia

Total
0
Shares
Previous Post
O novo metal criado pela Boeing pode ajudar na construção de aviões mais leve (Boeing)

Boeing afirma ter criado o metal mais leve do mundo

Next Post
O controle aéreo digital vai reduzir drasticamente o trabalho dos controladores em terra (FAA)

Controle de tráfego aéreo dos EUA entra na era digital

Related Posts