Para conter avanço do coronavírus, LATAM suspende voos entre São Paulo e Milão

Medida para conter a propagação do Covid-19 no Brasil entra em vigor hoje e segue até 16 de abril
Boeing 767-300 da LATAM (Latam)
A LATAM opera sete frequências semanais entre São Paulo e Milão (Latam)

A LATAM Airlines Brasil informou que suspenderá temporariamente as suas operações entre São Paulo e Milão. A medida entra em vigor nesta segunda-feira (2/3) e segue até 16 de abril, como consequência da propagação do novo coronavírus (COVID-19) e da baixa demanda de passageiros para a Itália. Atualmente, a companhia opera sete frequências semanais para este destino.

A suspensão do voo Guarulhos-Milão será realizada hoje, enquanto o retorno Milão-Guarulhos será suspenso a partir de amanhã, terça-feira (03), informou a empresa.

“Estamos observando o cenário desta contingência de saúde pública mundial e a decisão da companhia é baseada, em primeiro lugar, na propagação do vírus na Itália, assim como na queda atual na demanda da rota. A companhia é consciente do problema e espera que a situação se normalize o mais brevemente possível pelo bem-estar e saúde de todos os seus passageiros e tripulantes” explica Jerome Cadier, CEO da LATAM Airlines Brasil.

O executivo enfatiza ainda que “a LATAM se compromete com os clientes afetados por esta restrição, ajudando-os com a remarcação sem multa e as opções de reembolso completo”.

Os clientes com passagens emitidas de/para Milão poderão optar por uma das seguintes alternativas sem cobrança de taxas, dentro da validade do bilhete: remarcação da data do voo (sem multa ou diferença tarifária), reembolso completo (sem multa) e remarcação de origem/destino (sem multa e sujeito a diferença tarifária).

Para escolher qualquer uma dessas alternativas, os passageiros devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao cliente da LATAM.

Com relação aos passageiros que estão em Milão com passagem de retorno ao Brasil, a companhia se comprometeu a garantir o seu regresso ao país por meio de voos da LATAM ou de companhias aéreas parceiras que operam esta rota.

Outra companhia que opera voos entre Brasil e Itália é a Alitalia, com trechos diários de Roma para São Paulo e Rio de Janeiro.

Ao contrário de Milão, no norte do Itália e onde estão concentrados a maioria do casos de Covid-19 no país, a capital italiana, no centro da nação, por enquanto é considerada uma região de baixo risco de infecção pelo novo coronavírus.

Veja mais: Anvisa informa procedimentos em aviões para possíveis casos de coronavírus no Brasil

 

 

Total
17
Shares
Previous Post

Airbus testa nova versão do A330neo com peso máximo de 251 toneladas

Next Post
O ACJ320neo transporta até 25 passageiros, enquanto a versão comercial pode receber quase 200 ocupantes (Airbus)

Primeiro A320neo executivo é concluído na Europa

Related Posts