Polônia confirma compra de 32 caças F-35 por US$ 4,6 bilhões

Aeronaves serão entregues ao país a partir de 2024 para substituir antigos caças fabricados na Rússia
O F-35 é um caça "stealth", capaz de voar sem ser detectado por radares (Divulgação)
O F-35 é um caça “stealth”, capaz de voar sem ser detectado por radares (Divulgação)
O F-35 é um caça "stealth", capaz de voar sem ser detectado por radares (Divulgação)
O F-35 é um caça “stealth”, capaz de voar sem ser detectado por radares (Divulgação)

O ministro da defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak, assinou nesta sexta-feira (31) um contrato no valor de US$ 4,6 bilhões para a compra de 32 caças Lockheed Martin F-35A Lightning II fabricados nos EUA.

Falando durante a cerimônia oficial sobre a aquisição das aeronaves em Deblin, onde a força aérea polonesa mantém uma base de treinamento, Blaszczak disse que a chegada dos novos caças será um salto tecnológico para os militares do país na Europa Central.

“Hoje, através da assinatura do acordo de compra do F-35, a força aérea está entrando em uma nova fase de seu desenvolvimento”, afirmou o ministro.

O acordo firmado entre os EUA e a Polônia não inclui nenhum tipo de compensação industrial ou transferência de tecnologia. O governo polonês ressaltou que essa decisão ajudou o país a reduzir o preço final dos caças. Em setembro do ano passado, o Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda das aeronaves por um preço máximo de US$ 6,5 bilhões.

“O acordo prevê a entrega de 32 aeronaves multifuncionais junto com um pacote de treinamento e logística”, afirmou o ministério polonês em comunicado. A entrega das aeronaves está prevista para começar em 2024.

A Polônia vinha negociando com os EUA a compra dos F-35 desde maio de 2019. O objetivo do país com a aquisição é substituir seus antigos caças MiG-29 e Su-22 de fabricação russa. A força aérea polonesa também opera caças Lockheed Martin F-16 Fighting Falcon.

Influência russa com os dias contados: a Polônia vai trocar os caças MiG-29 pelo novo F-35 (Julian Herzog)

A Polônia tem aumentado constantemente seus gastos com defesa nos últimos anos, em parte devido às preocupações após a incursão militar da Rússia na região da Crimeia, que até 2014 fazia parte do território da Ucrânia.

Com este novo anúncio, a Polônia agora é a 12° nação que confirma a compra do F-35. Outros países que já adquiriram o caça de quinta geração são EUA, Austrália, Israel, Itália, Japão, Holanda, Noruega, Coreia do Sul e Reino Unido. Bélgica e Dinamarca têm planos de comprar o jato, enquanto Cingapura está em fase inicial de negociação. O Canadá também participa do desenvolvimento da aeronave, mas ainda não tem intenção de comprá-lo. Já a Turquia foi expulsa do programa em 2019.

Mais barato que os Gripen do Brasil, porém…

O valor que a Polônia vai pagar na compra de 32 F-35A é mais baixo que o montante que o Brasil vai gastar para adquirir 36 Gripen E da Saab, caça sueco de quarta geração (enquanto o modelo norte-americano está uma geração à frente).

Segundo os termos do acordo selado em 2014 entre o governo brasileiro e a fabricante sueca, os 36 caças Gripen vão custar US$ 5,6 bilhões aos cofres do Brasil, US$ 1 bilhão a menos do que a negociação da Polônia com os EUA.

A FAB espera receber os primeiros caças Gripen E a partir de 2021 (SAAB)

Diferentemente da Polônia, que apenas vai comprar novas aeronaves, o contrato de compra dos Gripen para a Força Aérea Brasileira (FAB) também inclui um amplo programa de transferência de tecnologia para a indústria nacional, que mais adiante terá o conhecimento e capacidade de produzir a aeronave no Brasil. Já os poloneses serão dependentes da importação.

A força aérea polonesa também precisa se preparar para os altos custos operacionais do F-35A, estimados em cerca de US$ 44.000 (cerca de R$ 188 mil) por hora de voo. A FAB, por outro lado, vai gastar apenas uma fração disso com os Gripen E, que tem um custo por hora em torno de US$ 4.700 (R$ 20.140).

Veja mais: SkyWest anuncia compra de mais 20 jatos E175 da Embraer

Total
29
Shares
Previous Post

Força Aérea dos EUA publica novos renders do B-21 Raider

Next Post
(Divulgação)

Bombardeiro russo Tu-160M modernizado completa primeiro voo de teste

Related Posts
Total
29
Share