Quase dois meses depois de recebê-lo, Azul estreará seu primeiro Airbus A321neo (Azul)

Após expandir sua frota de forma significativa em 2019, a Azul inicia o ano com uma novidade em sua malha aérea, a estreia do primeiro jato A321neo nesta quinta-feira, 02. O avião da Airbus assumirá o voo AD 2576 entre Viracopos e Salvador que decola às 16h55 do aeroporto de Campinas e retornará no voo AD 2577 às 20 horas.

Com 214 assentos em classe única, o A321neo é agora o maior jato de corredor único da companhia aérea brasileira, um incremento de capacidade notável para uma empresa que até há pouco tempo tinha no E195, com apenas 118 lugares, a sua maior aeronave. Curiosamente, a Azul optou por um layout mais espaçoso comparado à capacidade nominal do avião da Airbus, de até 240 passageiros.

O avião matriculado como PR-YJA chegou ao Brasil em 12 de novembro e passou pelo processo de nacionalização junto à ANAC além de ter sido usado para familiarização de tripulantes que irão operá-lo. No entanto, a Azul acabou colocando a aeronave em serviço antes do que havia anunciado: a previsão original era que o A321neo passasse a voar apenas em fevereiro ou março.

A meta da companhia aérea é utilizar o jato em suas “rotas domésticas de alta densidade”, afirmou em nota em novembro. Entre os aeroportos que devem receber o aparelho estão Recife, Manaus e Guarulhos.

A Azul possui um pedido de 13 A321neo convertidos de uma encomenda original de A320neo. Ela é a primeira companhia aérea no Brasil a operar a maior variante da nova família NEO, da Airbus. A LATAM também opera o A321, porém, da versão CEO, mais antiga.

A expectativa é que o A321neo passe a oferecer serviço de Wi-fi a bordo, um recurso que a Azul demorou a disponibilizar enquanto Gol e LATAM já possuem em quase todos os seus aviões.

O A321neo da Azul é configurado com 214 assentos (Azul)

Veja também: Airbus assume liderança do mercado em 2019 com 863 aviões entregues