Primeiro caça Gripen NG entra na fase final de produção

Caça-bombardeiro encomendado pela Força Aérea Brasileira está programado para voar em 2016
O primeiro Gripen NG está quase pronto. Só falta juntar as peças (SAAB)
O primeiro Gripen NG está quase pronto. Só falta juntar as peças (SAAB)
O primeiro Gripen NG está quase pronto. Só falta juntar as peças (SAAB)
O primeiro Gripen NG está quase pronto. Só falta juntar as peças (SAAB)

O primeiro Gripen NG, o futuro caça da Força Aérea Brasileira (FAB), está quase pronto, informou a Saab nesta terça-feira (10), durante o Dubai Airshow. Em entrevista ao site FlightGlobal, Ulf Nilsson, gerente da área de negócios de aeronáutica da fabricante sueca, revelou que as três seções principais da aeronave necessitam apenas de um pequenos ajustes antes de serem unidas.

Como informou Nilsson, o primeiro protótipo da nova geração do Gripen está dentro do cronograma para entrar na fase de testes, a partir de 2016. O gerente da Saab, entretanto, ainda não informou uma data especifica para o primeiro voo do caça, que por enquanto tem 36 unidades encomendadas pela FAB (com opção futura para até 108) e outras 60 da Suécia.

O executivo da Saab também destacou a participação brasileira no projeto, por meio de engenheiros da Embraer e outras empresas nacionais que participam do desenvolvimento. “Eles (os brasileiros) chama o Gripen NG de uma aeronave brasileira. Eles estão comprometidos com o programa”, contou a reportagem.

Gripen no Oriente Médio

A Saab é uma das tantas fabricantes aeronáuticas presentes no Dubai Airshow, que vem se destacando nos últimos anos como um dos maiores eventos sobre aviação no mundo. O Gripen é o principal produto, sobretudo na nova versão NG, que recentemente despertou o interesse de nações como Bélgica, Finlândia e Croácia.

No Oriente Médio, a empresa sueca busca uma aproximação com países da região, onde ainda tem pouca atuação. Nações como Arábia Saudita, Kuwait e Emirados Árabes Unidos são alguns dos maiores compradores de armamentos tecnológicos no mercado mundial.

Veja mais: FAB pode reduzir encomenda de caças Gripen NG

Total
0
Shares
31 comments
  1. Deter paises vizinhos pelo ar, quais? A sul americana da nem precisa e os EUA é piada. Portanto, é gasto inútil, movido a lobies e muita, muita propina.

  2. Um País falido como o nosso, que não tem hospitais, escolas, estradas, etc…, comprando aviao de guerra…Só na cabeça de Dilma.

  3. A FAB ficou mais de trinta anos sem saber o que é receber um caça novo supersônico. Vamos torcer para em breve ver os Gripens’s voando nos céus brasileiros.

  4. Ja tive o prazer de pilotar algumas aeronaves igual essa , só sei dizer que sâo bem macias e confortáveis, é uma mistura de UNO VIvace com avião.

  5. Boa noite,

    Foi comentado pelo politico Paulinho da Força recentemente
    que a empresa Saab fabricante de caças vinha abrir fabrica aqui no Brasil a partir do proximo ano,isso é verdade e aonde será esta planta.

    Att…

  6. Para quem quer estocar vento, mais uma ideia dessa era de se esperar. Gastos estes que o povo devera arcar.

  7. A FAB precisa de novos avioes sim , os que tem estao sucateados para defender o pais e proteger suas fronteiras .Oxala tanto o Exercito como a Aeronautica e a Marinha estivessem aparelhados para todas as necessidades possiveis, inclusive proteger o pais dessa quantidade monstruosa de governantes incompetentes e corruptos.

  8. É impressionante a ignorância de alguns!!! Precisamos de caça de última geração sim!!!! Por uma simples questão: soberania nacional!! Somos um país continental e precisamos defender nossas fronteiras, para que vc continue com sua liberdade falando asneiras que quiser. Vc que não tem mentalidade nenhuma de guerra lhe dou um conselho: reze para que continuemos assim por toda sua vida, um país pacífico , caso comtrário o próximo a ser subjugado será vc!

  9. Tem alguns imbecís que só sabem criticar, ah não tem hospital não tem escola etc etc… esse imbecil que esta criticando deve ter estudado aonde. Um ignorante se é pra falar merda fica com a boca fechada.

  10. Vamos ser brasileiros esperançosos vamos adquirir um caça quarta geração com aprimoramentos fly by wired ,em tempos que existem caças de quinta e estão avançando sobre caças da sexta geração que podem operar com e sem piloto e decolar em qualquer situação tendo ou não pista para pouso e decolagem!.Estamos esperançosos em 2019 que venham os 36 Grippen podendo chama-los carinhosamente de 14 bis em homenagem ao santos dumont que foi um brasileiro que não esperou inventou e deu certo seu experimento.Até lá e aguardar e esperar nenhum país vizinhos fazer graça e invadir o espaço aereo do BRASIL!

  11. Governo ficou anos enrolando para fazer mutreta com os franceses, como iria dar bandeira, pegaram os suecos que mundo todo sabia que é o melhor negócio custo x benefício.

  12. Eu me irrito com algumas pessoas que não tem consciência que um país serio investe alto com devesa. Vem de conversinhas que falta hospital e bla bla bla. A falta de hospital não é culpa de investir na forças armadas, que por sinal sofre corte de tudo quanto é lado e esta totalmente obsoleta. Se o país anda mal e não tem hospital, a culpa é do POVO que aceita o cenário caótico. e dos políticos corruptos. Acordem e pensem antes de falarem asneira, o Brasil merece muito mais investimento do que esta tendo em defesa.

  13. A imcompetencia do terceiro mundo e asustadora, a unica coisa que sabem e enganar o proximo e roubar de todos. Pais mediocre com anseios de primeiro mundo, nao funcionam, se investissem mais em escolas e em como respeitar o proximo e como trabalhar em conjunto, esta pocilga poderia um dia se tornar algo de bom, quem sabe, antes do plkaneta ser abandonado e irem povoar marte ou outro lugar que valha a pena. K K K e’ como dar uma arma carregada a uma crianca, nao se sabe o resultado desta barbarie.

  14. Para os críticos em relação à aeronave: recomendo que leiam as matérias especializadas. A forma de combate do Gripen é muito diferente de qq outra aeronave…
    Para os críticos quanto a aquisição com o país deficitário, pense o seguinte… Esse dinheiro iria parar aonde se não fosse empregado?
    Quanto a comprar da Embraer, gostaria de saber qual produto q ela tem q se encaixa na categoria do Gripen E/F
    Por fim, os governantes da Polônia na década de 1930 pensavam sobre defesa o mesmo q alguns iluminados q vejo no Brasil e li aqui. Vejam o q deu.
    “Quando um não quer, dois não brigam: um apanha” sabedoria popular

  15. O governo brasileiro não tem interesse nem competência para escolher, adquirir, fazer funcionar e desenvolver uma máquina ou projeto de qualquer tipo. Não se trata de capacitação técnica. Estou falando de seriedade nos projetos. Onde está aquele novo porta-aviões adquirido pela marinha?
    Se alguém diz que estou errado ou sou pessimista, pense. Existe alguma iniciativa desse país que seja direcionada ao povo e que seja eficiente e efetiva?
    Se sua resposta for sim…. pense: Você usa os serviços públicos de saúde?
    Você usa com satisfação os serviços de transporte público?
    Você se sente seguro com a segurança pública?
    Você acredita que uma criança educada pelo sistema de ensino público é competitiva?
    Em relação a aviação de caça…. quantas aeronaves serão adquiridas para substituir os modernos F 5?
    Não sou pessimista…. só gostaria de ter nascido num país que não me envergonhasse, a cada noticiário exibido.

  16. Perfeito o comentário do Roberto Medeiros…muito pequeno esse conceito de que a saúde e a educação vão mal então não se pode investir em segurança nacional, por exemplo…o ralo não está aí, e é necessário este gasto, não só para garantir fronteiras contra nações beligerantes, mas também contrabando, etc.
    Desde o início achei que a melhor relação custo x benefício era a escolha do Gripen NG, é uma vergonha ainda dependermos de um caça mais que ultrapassado, não obstante tenha passado por atualizações.

  17. Penso que precisamos investir sim em defesa!
    Escolas, hospitais e demais assuntos também são extremamente necessários, porém um erro não justifica o outro, se deixarmos de investir em defesa poderemos se tornar uma espécie de Iraque da américa do sul, estava tudo bem quando de repente surgiram os terroristas e acabaram com tudo. Precisamos investir nas forças armadas e na infra-estrutura do Brasil, e tudo começa no voto.

Comments are closed.

Previous Post
O AMX e o F-5 são as principais aeronaves de defesa e ataque do Brasil (FAB)

O Brasil pode deter os países vizinhos pelo ar?

Next Post
Japão volta a voar! O MRJ realizou um voo de 90 minutos pela costa japonesa (Mitsubishi)

Mitsubishi MRJ completa primeiro voo

Related Posts