Primeiros jatos MC-21 serão entregues à Rossiya Airlines

Companhia aérea, que é parte da Aeroflot, receberá seis aeronaves em 2022, revelou a UAC
Um dos protótipos do MC-21-300 (UAC)

A estreia do novo jato comercial russo MC-21 em 2022 ocorrerá com a Rossiya Airlines, afirmou Kirill Budaev, vice-presidente de vendas e marketing da UAC, holding que controla a Irkut, fabricante da aeronave.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 10, durante uma conferência na Rússia, segundo o jornal Izvestia. A Rossiya é atualmente uma subsidiária da Aeroflot, após a fusão com outras companhias aéreas em 2016. A empresa tem um papel importante na Rússia, sendo considerada a segunda maior carrier do país.

Budaev afirmou que os testes em voos estão progredindo rapidamente e que a Irkut trabalha em parceria com a Rossiya a fim de preparar a estreia da aeronave.

“Temos quatro aviões voando. Como parte da certificação, uma avaliação completa de desempenho de vôo já foi realizada e uma avaliação de desempenho de decolagem e pouso está sendo concluída. O avião também já foi testado em pista coberta de água e neve”, disse Budaev.

A Irkut já iniciou a montagem de dois aviões de série, tendo recebido o primeiro conjunto de asas em material composto semanas atrás. Outros três MC-21 estão em diferentes estágios de montagem atualmente.

Jato A319 da Rossiya Airlines (Marvin Mutz)

Os seis primeiros MC-21 devem estrear com motores Pratt & Whitney PW1431G, a princípio. A UAC recebeu algumas unidades antes de embargos do Ocidente proibirem o envio do turbofan.

A Rússia está desenvolvendo em paralelo o motor PD-14, que voou em dezembro no avião de teste MC-21-310, mas parece pouco provável que o turbofan indígena esteja num patamar confiável até a entrega das aeronaves no ano que vem.

O MC-21-300 é a primeira variante da aeronave, com capacidade entre 150 e 211 assentos. O modelo realizou o primeiro voo em 2017, mas o programa atrasou após o boicote de fornecedores ocidentais.

Para superar as restrições, a UAC está substituindo cerca de 40% dos componentes por itens fabricados na Rússia.

Total
15
Shares
Previous Post
Caça chinês FC-31

Caça stealth FC-31 deverá operar no novo porta-aviões chinês

Next Post
eVTOL da Embraer

Corrida pelos táxis voadores tem Embraer em posição privilegiada

Related Posts