Com motores russos PD-14, jato comercial MC-21-310 voa pela primeira vez

Aeronave desenvolvida pela Irkut tem capacidade para até 211 passageiros e deve entrar em serviço no final de 2021, inicialmente com motores Pratt & Whitney
O MC-21-310 em seu primeiro (UAC)

A Rússia realizou um feito longamente esperado nesta terça-feira (15), o primeiro voo do jato comercial MC-21-310 equipado com turbofans PD-14 produzidos no país. A decolagem ocorre mais de três anos e meio após o voo inaugural do primeiro protótipo, que utiliza os motores PW1428G, da Pratt & Whitney. E aí reside a importância do evento de hoje, o fato de o país conseguir substituir um componente crucial para evitar a dependência do Ocidente.

“Hoje vemos o resultado de uma política de estado consistente no desenvolvimento de indústrias de alta tecnologia”, afirmou Denis Manturov, ministro da Indústria e Comércio da Rússia. Já o diretor geral da Rostec, estatal que controla a indústria de tecnologia russa, previu “o retorno do nosso país ao topo da indústria de aviação global”.

O voo foi realizado nas instalações da Irkut no sul da Rússia e durou 1 hora e 25 minutos. A tripulação, composta por dois pilotos de teste e um engenheiro, realizou verificações iniciais do motor, assim como testes de estabilidade da aeronave.

O turbofan PD-14, da faricante Aviadvigatel, começou a ser desenvolvido há uma década como substituto do motor PS-90, que é usado em jatos como o Il-96 e o Tu-204. Para isso a meta era gerar uma economia de 15% em relação a ele, graças à razão de derivação superior, de 8.5:1, ao diâmetro de 1,9 m e ao empuxo, de 30.800 lbs. No entanto, o PD-14 é inferior nesse aspecto aos motores ocidentais como o CFM Leap e o próprio PW1000G que equipa a variante MC-21-300.

Os voos de teste tiveram início apenas em 2015 com um cargueiro Il-76 adaptado para recebê-lo. O motor acabou sendo certificado pelas autoridades russas em 2018, mas a Irkut levou mais dois anos para finalizar um protótipo dedicado ao PD-14.

Entregas em 2021

A Rússia está numa corrida contra a China para colocar em serviço o primeiro jato de um corredor da categoria onde hoje o Boeing 737 e o Airbus A320 disputam o mercado. Os chineses também estão na reta final de desenvolvimento do C919 e ambos esperam certificá-los em seus respectivos países até o final de 2021.

A UAC, que controla a Irkut, pretende entregar os primeiros MC-21-300 para a Aeroflot dentro de um ano – não há um prazo ainda para a versão com turbofan russo. A empresa afirma ter 175 pedidos firmes pelo jato, todos de empresas russas ou de países vizinhos. A intenção dos russos é criar uma família de aeronaves com a versão menor, MC-21-200, e uma de maior capacidade, o MC-21-400.

Ilyushin Il-76
Motor PD-14 instalado na asa de um Ilyushin Il-76 (Alex Snow)

Veja também: Rússia está projetando novo caça monomotor de 5ª geração

Total
19
Shares
Previous Post
Piloto usando uma máscara de proteção contra o coronavírus

Pilotos de linha aérea têm prioridade na campanha de vacinação dos EUA

Next Post
Cabine de comando - Boeing 787

Boeing usa calor para higienizar cabines: “estamos cozinhando o vírus”

Related Posts