Protótipos do bombardeiro stealth PAK DA estão em montagem, diz ministro russo

Projeto da aeronave da Tupolev foi concluído e está sendo repassado ao fabricante, afirmou Dennis Manturov em entrevista
PAK DA: primeiro bombardeiro stealth russo deve decolar em meados de 2023

O PAK DA, primeiro bombardeiro furtivo russo, já está em processo de produção dos protótipos, revelou o Ministro da Indústria e Comércio, Dennis Manturov.

“A montagem agregada de protótipos está em andamento no próprio local de produção”, afirmou ele ao site Interfax em entrevista.

Cogitado como uma asa voadora, a aeronave é desenvolvida pela Tupolev e deve realizar o voo inaugural entre 2025 e 2026. A entrada em serviço é prevista para o final desta década. No começo do ano, surgiram relatos que a produção já havia sido iniciada, mas sem confirmação oficial do governo.

Após ser perguntado se o PAK DA seria superior ao Northrop-Grumman B-21 Raider, que está sendo desenvolvido pela Força Aérea dos EUA, Manturov afirmou que “obviamente, definimos a tarefa de criar aviões com capacidades superiores às de outros países.”

O ministro do governo Putin disse que no momento o programa está na fase de transição entre a conclusão do projeto e o envio da documentação para a fábrica.

O bombardeiro stealth é um dos principais projetos da Rússia e será o substituto dos antigos Tu-95, Tu-22M3 e Tu-160. Embora seja subsônico, o PAK DA terá uma capacidade de armamentos maior do que a do supersônico ‘Blackjack’, diz a imprensa do país.

O Tu-160M (UAC)

Tu-160 modernizado

Manturov também fez comentários sobre o programa do Tu-160M, uma variante modernizada do bombardeiro surgido ainda na Guerra Fria. Equipado com novos motores NK-32 e aviônicos mais modernos, a aeronave da Tupolev está em testes de voo com um modelo adaptado.

O primeiro Tu-160M de produção em série, no entanto, deve ser concluído em 2022, afirmou o ministro.

Total
1
Shares
Previous Post

Primeiro C-130J Hercules com as cores da Luftwaffe é apresentado

Next Post

Helvetic Airways é a maior operadora dos jatos E2 da Embraer

Related Posts