Qual é a base aérea dos aviões mais avançados da FAB

Anápolis, em Goiás, reunirá em breve os dois aviões mais modernos da Força Aérea Brasileira, o KC-390, da Embraer, e o novo caça F-39 Gripen
Base Aérea de Anápolis, em Goiás: endereço dos dois aviões mais avançados da FAB

Entre as pouco mais de 20 bases aéreas da Força Aérea Brasileira (FAB) uma é atualmente a mais afortunada, Anápolis, em Goiás.

Conhecida pela sigla BAAN, a base foi inaugurada há quase 50 anos, em 23 de agosto de 1972, e já naquela época se diferenciava de outros aérodromos da FAB. Isso porque ela foi a primeira a ser concebida para operar uma aeronave específica, no caso os então novos caças Dassault Mirage IIIE/D, que receberam a designação F-103.

Os jatos supersônicos foram encomendados para compor a principal ala de defesa aérea do Brasil (1ª ALADA), mais tarde rebatizada como 1º GDA, e mantê-los em Anápolis fazia sentido já que a base aérea fica a cerca de 127 km de Brasília, a capital federal.

Desde então, a BAAN tem o privilégio de contar com algumas aeronaves raras no Brasil como ocorreu em 2006 quando a FAB adquiriu 12 caças Mirage 2000 de segunda mão para substituir os velhos F-103.

Nessa época, Anápolis também passou a abrigar o esquadrão responsável por operar os jatos E-99 e R-99, versões de alerta aéreo antecipado e sensoriamento remotor do Embraer ERJ-145.

O Gripen E (FAB)

Visita do “futuro hóspede”

Em 2019, a base aérea voltou a ser destaque ao ser escolhida como sede do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) – Esquadrão Zeus, parte da Ala 2 da FAB.

O esquadrão é o responsável por operar os novíssimos jatos multimissão KC-390, desenvolvido pela Embraer para substituir os famosos C-130 Hercules. Hoje quatro desses aviões estão sediados na base goiana e outras unidades deverão se juntar a eles nos próximos anos.

Mais veloz e capaz que o turboélice quadrimotor, o Millennium, como também é chamado, já participa de várias missões importantes da Força Aérea, como no transporte de suprimentos médicos na pandemia, suporte às atividades da FAB fora do país e até missões humanitárias no Líbano e no Haiti.

Anápolis é a sede do Esquadrão Zeus. que opera os KC-390 (FAB)

Mas Anápolis ainda está prestes a receber a sua maior estrela, o caça Saab Gripen E/F, aeronave de combate mais moderna da América do Sul.

O jato supersônico, designado F-39E, será operado pelo esquadrão Jaguar, como é chamado o 1º GDA, e que hoje utiliza provisoriamente caças F-5M modernizados em sua tarefa de defesa aérea.

Os primeiros quatro Gripens produzidos em série estão sendo finalizados na Suécia e serão embarcados para o Brasil entre o final deste ano e o começo de 2022. Mas nesta quarta-feira, 20, o F-39 FAB 4100, aeronave que está realizando todo o processo de testes no país, fez uma visita à sua futura base.

O caça que exibe a bandeira brasileira no estabilizador vertical pousou em Anápolis, onde permanecerá até a sexta-feira, 22, a fim de participar das comemorações do Dia do Aviador, em Brasília. Uma antevisão de como será a base aérea dentro de alguns anos.

A FAB possui cinco E-99 na frota e outros três R-99
Os aviões E-99 e R-99 também ficam baseados em Goiás (FAB)

Total
736
Shares
4.6 10 votes
Article Rating
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Edio Fernandes
Edio Fernandes
1 mês atrás

Parabéns a nossa Aeronáutica por seus relevantes serviços prestados ao Brasil
Gostaria de saber quantas aeronaves de ataque o Brasil possui

Fábio neri
Fábio neri
1 mês atrás

Hamm…por isso q hoje aqui em.brasilia tavam passando vários aviões desses rápidos. Um maior no meio..E três caças na escokta

Carlos Roberto Dutra de Oliveira
Carlos Roberto Dutra de Oliveira
1 mês atrás

PARABÉNS!! A FORÇA AEREA BRASILEIRA. PROFISSÃO!!!! Nota 1000. SOU MILITAR GRAÇAS A DEUS.PMDF, EX BGP 1990

Previous Post
A Delta emprestou seus aviões para a Gol na rota para os EUA

Delta voltará a voar entre São Paulo e Nova York em dezembro

Next Post

Embraer entrega apenas nove jatos comerciais no terceiro trimestre de 2021

Related Posts