Raytheon investe no avião hipersônico da startup Hermeus

Empresa fará parte de rodada de investimentos de US$ 100 milhões que apoiará construção das aeronaves Quarterhorse e Darkhorse
A Hermeus acredita que os aviões hipersônicos podem trazer crescimento econômico trilionário (Hermeus)

A startup Hermeus, que desenvolve tecnologia de aeronaves hipersônicas, ganhou um nome de peso como apoiadora do projeto, a Raytheon. A gigante aeroespacial dos EUA decidiu participar de uma rodada de investimentos de US$ 100 milhões que apoiará os aviões Quarterhorse e Darkhorse.

A Raytheon não diz qual será sua participação no investimento, apenas que ele será feito pelo recém-criado grupo de capital de risco corporativo, RTX Ventures.

“As tecnologias hipersônicas são de importância crítica para a segurança nacional, e é por isso que fizemos nosso primeiro investimento em uma empresa com um plano e visão tão arrojados neste espaço”, disse Daniel Ateya, CEO da RTX Ventures.

A Hermeus foi fundada por Vinod Khosla, um bilionário que foi um dos criadores da Sun Microsystems. A empresa está desenvolvendo o Quarterhorse, um aeronave não-tripulada capaz de atingir Mach 5.

O primeiro protótipo foi apresentado pela Hermeus em novembro e teve o motor J85 acionado em um evento bastante midíatico – a aeronave no entanto não será usada em voos, apenas testes de solo.

Para atingir altas velocidades, o Quarterhorse usará uma tecnologia chamada de TBCC (Turbine-Based Combined Cycle), que significa combinar um motor turbojato comum com um Ramjet ou Scramjet. Vale lembrar que o J85, é o motor da caça F-5 Tiger II, que a FAB usa há décadas.

Além da Raytheon e outros investidores, a Hermeus também recebeu um aporte de US$ 60 milhões da Força Aérea dos EUA (USAF), que tem interesse em conceitos desse tipo.

O primeiro protótipo do Quarterhorse teve o motor acionado em evento para convidados no ano passado (Hermeus)

 

Total
14
Shares
Previous Post

Jato executivo mais vendido do mundo está em turnê no Brasil

Next Post

Quase 7 horas a bordo de um 737 MAX: voo da Gol para Flórida está de volta

Related Posts
Total
14
Share