Reparo com fita adesiva é procedimento comum, afirma ABEAR

Assunto gerou polêmica após flagra de um mecânico de solo ser fotografado colando fita adesiva no motor de um avião da Easy Jet
Não entre em pânico! Reparos com fita adesiva especial são comuns na aviação (Foto - Reprodução)
Não entre em pânico! Reparos com fita adesiva especial são comuns na aviação (Foto – Reprodução)

 

Não entre em pânico! Reparos com fita adesiva especial são comuns na aviação (Foto - Reprodução)
Não entre em pânico! Reparos com fita adesiva especial são comuns na aviação (Foto – Reprodução)

Circulou na semana passada nas redes sociais uma imagem com um suposto flagra de uma irregularidade na manutenção de uma aeronave da companhia inglesa Easy Jet Airlines. Na imagem, o funcionário aparece colando fita adesiva no motor de um Airbus A320. O que muitos consideraram uma ação negligente da empresa, na verdade se trata de um procedimento comum e seguro na aviação, como explica a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).

“A Speed Tape é uma fita metálica usada em pequenos reparos em aeronaves e, também, em carros de corrida. Por vezes, ela é confundida com uma fita adesiva comum, no entanto, é capaz de se manter colada em fuselagens e asas de aviões em altas velocidades”, tranquiliza o consultor técnico da ABEAR, o comandante Paulo Roberto Alonso. “O adesivo é resistente à água, solventes e chamas, e é capaz de refletir calor e raios ultra-violeta”, complementa.

A aplicação desse tipo de fita está prevista em manuais de manutenção de aeronaves aprovados por autoridades aeronáuticas de aviação civil. Normalmente é aplicada em reparos de pequenas áreas para corrigir avarias sutis, ou até de maneira preventiva, em caso de suspeitas de fissuras.

Esse tipo de conserto é comum para restaurar o perfil aerodinâmico de uma superfície avariada, reduzindo o arrasto – que é a força de resistência gerada quando um objeto se move no ar ou na água. É uma intervenção provisória e muito utilizada para retirar o avião de locais onde não há estrutura suficiente, e também, para que a aeronave continue operando com total segurança até as paradas maiores programadas, para que seja feito o reparo definitivo.

Avião não era da Gol

Devido a pintura laranja no motor, o jato da Easy Jet foi confundido no Brasil como sendo uma aeronave da Gol Linhas Aéreas, que também tem os motores pintados na mesma cor. Além disso, a Gol opera somente com o Boeing 737, enquanto a Easy Jet utiliza aviões Airbus.

Veja mais: Alta temporada de balões em junho coloca em risco o tráfego aéreo

Total
16
Shares
0 0 votes
Article Rating
8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jailson Mendes
Jailson Mendes
7 anos atrás

Só macho conserta avião com fita cara

Michel Nostredame
Michel Nostredame
7 anos atrás

No Brasil, a TAM realiza este tipo de procedimento com goma de mascar.

Lago
Lago
7 anos atrás

capaz de se manter colada em fuselagens e asas de aviões em altas velocidades, é resistente à água, solventes e chamas, e é capaz de refletir calor e raios ultra-violeta.

Véi, vo fazer uma armação, e toda fuselagem com essa fita doida… hahahah

MARCONI
MARCONI
7 anos atrás

É fato,fiz muito na manutenção da TRANSBRASIL,isso há mais de 30 anos.

carlos
carlos
7 anos atrás

essa fita tem aqui no Brasil e é bastante utilizada também em aeronaves brasileiras. normal a utilização em pequenos reparos

Kaminsky
Kaminsky
7 anos atrás

Fita grande e gostosa, pai de família onde você menos espera.

kauan
kauan
6 anos atrás

rachando um parafuso, queimando uma rosquinha
ai que delicia

Reginaldo
5 anos atrás

Post muito legal! Parabéns

Previous Post
O Super Tucano é o único avião militar produzido atualmente no Brasil (Foto - FAB)

Iraque quer comprar aviões Embraer Super Tucano

Next Post
O primeiro protótipo do Cesna Caravan voou em 1982 (Fotos - Cesna Aircraft)

Cessna Caravan, o jipe dos ares

Related Posts
Total
16
Share