Saab prestes a iniciar entregas do Gripen E para Brasil e Suécia

Primeiros aviões de produção estão sendo finalizados e devem ser despachados em 2022. Cerca de 30 aeronaves das 106 encomendadas já estão na linha de montagem
O primeiro Gripen E de produção em série da FAB (Saab)

O programa do caça Gripen E terá um 2022 movimentado. A Saab se prepara para realizar as primeiras entregas de aeronaves de produção em série a seus dois clientes, a Suécia e o Brasil.

Segundo a empresa, existem atualmente nove jatos voando, total que será ampliado até o final deste ano. Quatro desses Gripens serão enviados à Força Aérea Brasileira (FAB) no começo de 2022, como parte da encomenda de 36 unidades fechada anos atrás.

A Força Aérea da Suécia também receberá os primeiros Gripen de nova geração no ano que vem. O país encomendou 60 caças ao todo e que equiparão três alas no futuro. Eles conviverão com cerca de 40 jatos Gripen A e D (biplace) que serão mantidos operacionais, dos 97 aviões da frota.

(Saab)
A Saab afirma ter 30 caças Gripen em produção atualmente (Saab)

A Saab revelou também que cerca de 30 caças já se encontram em algum estágio de montagem, o que representa um terço da carteira de pedidos. A variante Gripen F, de dois assentos, ainda está sendo desenvolvida e contará com uma linha de montagem no Brasil.

Agora, a empresa sueca tenta adicionar novos clientes ao seu caça. A principal aposta é a Finlândia, que deve decidir qual aeronave substituirá os F/A-18 Hornet que estão em serviço desde os anos 90.

A Saab concorre com Dassault, Eurofighter, Boeing e Lockheed Martin. Em seu pacote, a fabricante oferece 64 caças Gripen E/F e dois jatos GlobalEye, alerta aéreo antecipado (AEW&C). Além disso, existe a possibilidade de montagem final de componentes dos aviões na Finlândia.

A Suécia encomendou 60 caças Gripen E/F (Saab)

Total
353
Shares
Previous Post

China é o primeiro país a ter um caça stealth de dois lugares

Next Post

Jatos E195-E2 da Belavia são levados para o Cazaquistão

Related Posts