Saab Gripen D

O Gripen F é um evolução do Gripen D, versão do caça com cabine para dois pilotos (SAAB)

Em comunicado divulgado nesta terça-feira (6), a fabricante SAAB informou que o desenvolvimento do caça Gripen F está “progredindo bem”. A construção da primeira aeronave na versão F foi iniciada em março deste ano na sede da empresa em Linköping, na Suécia, onde foi realizado o primeiro “corte de metal”, etapa que marca o início da produção de um novo avião.

O Gripen F é a versão do caça sueco com cabine para dois pilotos. De acordo com a SAAB, o modelo F compartilha o mesmo design e recursos avançados do Gripen E para um piloto, mas com assento, telas e controles adicionais para um segundo tripulante. Até o momento, a Força Aérea Brasileira é o único cliente do caça nessa configuração.

A versão da aeronave para dois pilotos é destinada principalmente ao treinamento de novos pilotos, embora também possa ser configurado para diferentes operações militares, como missões de guerra eletrônica e bombardeio.

“Há uma gama de atividades e cooperação, desde a fabricação de detalhes, desenvolvimento de sistema e teste de voo a projetos de pesquisa que envolvem a academia de defesa brasileira. O desenvolvimento do Gripen F também faz parte dessa cooperação”, disse Eva Söderström, diretora da Saab Industrial Cooperation, durante uma conferência online com jornalistas indianos.

O programa de desenvolvimento do Gripen biposto é realizado pela SAAB em parceria com empresas brasileiras, como a Embraer, AEL Sistemas, Akaer e Atech. Cerca de 400 engenheiros atuam no projeto do modelo F baseados no GDDN (Rede de Design e Desenvolvimento do Gripen) na fábrica da Embraer Defesa e Segurança em Gavião Peixoto (SP), inaugurado em 2016.

Saab Gripen E

O primeiro Gripen E da FAB, ainda um modelo de testes, chegou ao Brasil em setembro (SAAB)

“Por meio do GDDN, o Programa Gripen Brasileiro proporcionará autonomia significativa à Força Aérea, incluindo suporte logístico e integração de armas e sistemas, e manutenção para os Gripen E e F, consolidando assim uma grande melhoria nas capacidades da FAB para o desenvolvimento de aeronaves”, acrescentou Eva.

A FAB encomendou um total de 36 caças Gripen, dos quais 28 unidades serão do modelo E e os oito restantes da versão F. No Brasil, o jato de combate sueco será designado como F-39E Gripen (e o modelo biposto, F-39F).

Segundo o cronograma da FAB, o primeiro voo do Gripen com dois assentos está programado para outubro de 2021 e será realizado na Suécia. Mais adiante, o caça biposto será produzido no Brasil, assim como a versão para um piloto, nas instalações da Embraer em Gavião Peixoto.

A SAAB informou que a entrega dos caças Gripen F para a FAB está prevista para começar a partir de 2023, enquanto os primeiros Gripen E operacionais chegarão ao Brasil até o final do próximo ano.

Veja mais: Projeto brasileiro, Desaer ATL-100 será produzido em Portugal