A Air Canada usará seus Boeing 787-9 na rota São Paulo-Montreal (Adam Moreira)

Durante os próximos 107 dias, os passageiros que transitam entre São Paulo e Montreal, no Canadá, contarão com um voo direto operado com os modernos jatos Boeing 787-9. A rota estreia nesta quarta-feira com a Air Canada, mas será sazonal, se estendendo apenas até 27 de março de 2020.

Maior cidade da província de Quebec, onde o francês é a língua principal, Montreal só tem população inferior a Toronto. Apesar disso, contava apenas com um voo direto para a América do Sul, com destino a Lima, no Peru, alternando dias com Toronto. Com a estreia do novo voo, a Air Canada passa a ligar as duas cidades três vezes por semana, decolando de São Paulo às segundas, quintas e sábados e partindo de Montreal às quartas, sextas e domingos.

Com 298 assentos, o 787-9 da Air Canada já é usado na rota entre Guarulhos e Toronto e possui três classes, a executiva Signature Class, com 30 lugares, a Premium Economy, com 21 poltronas e a econômica comum, que oferece 247 assentos. A companhia canadense afirma que o wi-fi a bordo é gratuito desde que esteja disponível.

Para a Air Canada, voo sazonal atrairá turistas brasileiros que buscam férias de inverno já que Montreal fica próxima de estações de esqui do país, mas também para executivos que precisam de um voo mais rápido até a província – a distância entre Toronto e Montreal é de 500 km em linha reta, ou seja, pouco mais do que São Paulo e Rio de Janeiro. Na outra direção, o novo voo pode atrair turistas canadenses que querem aproveitar o verão brasileiro e, de quebra, o stopover gratuito para quem quiser passar até cinco dias na capital paulista.

Toronto com o Boeing 777-300ER

Se vai perder o voo para Montreal no final de março, São Paulo passará a contar com uma aeronave mais capaz nessa mesma época. A Air Canada vai substituir o 787-9 pelo 777-300ER, seu maior jato e que conta com 400 lugares, mais de 100 assentos extras em relação ao atual avião. A justificativa, segundo a empresa, é a grande ocupação do voo que está acima de 85%.

A Air Canada está no Brasil desde o início dos anos 2000 quando assumiu sua então concorrente, a Canadian Airlines, que havia estreado em Guarulhos na década de 80. Até pouco tempo atrás, a companhia utilizava jatos 767-300 na rota, o que demonstra o elevado crescimento da demanda entre os dois países.

Com 400 assentos, o Boeing 777-300ER passará a realizar a rota São Paulo-Toronto em março de 2020 (Air Canada)

Veja também: LATAM lança serviço de stopover nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos