Turkish Aerospace vai apresentar helicóptero de ataque no Brasil

Fabricante turca tem interesse em estreitar relações com a Força Aérea Brasileira
O T129 ATAK foi desenvolvido a partir do Agusta A129 Mangusta (Turkish Aerospace)
O T129 ATAK foi desenvolvido a partir do Agusta A129 Mangusta (Turkish Aerospace)
O T129 ATAK foi desenvolvido a partir do Agusta A129 Mangusta (Turkish Aerospace)
O T129 ATAK foi desenvolvido a partir do Agusta A129 Mangusta (Turkish Aerospace)

Os céus brasileiros vão receber neste mês um interessante visitante, o helicóptero de ataque T129 ATAK da Turkish Aerospace, da Turquia. Segundo representantes da empresa no Brasil, a aeronave e executivos da companhia estarão no país a partir do dia 26 de março para demonstrações de voo da aeronave. As apresentações serão realizadas em Taubaté (SP), Brasília (DF) e Rio de Janeiro (RJ).

A fabricante turca declarou que o objetivo da visita ao Brasil é demonstrar o T129 ATAK, apresentar tecnologias desenvolvidas pela companhia e estreitar o relacionamento com a Força Aérea Brasileira (FAB).

O T129 ATAK foi desenvolvido pela Turkish Aerospace a partir do A129 Mangusta, projetado originalmente pela fabricante italiana Agusta (atual AgustaWestland) no início da década de 1980. A versão turca do helicóptero voou pela primeira vez em 2009 e entrou em operação com o exército da Turquia em 2014. O exército do Paquistão também é cliente da aeronave fabricada na Turquia.

De acordo com a Turkish Aerospace, o T129 pode ser utilizado em missões de ataque, vigilância armada, voos de escolta, suporte de tiro e atuar em cenários de guerra urbana. A lista de armamentos que o helicóptero pode transportar inclui um canhão de 20 mm, mísseis anti-tanque UMTAS, mísseis Stinger (na versão para combate ar-ar) e foguetes.

O T129 pode alcançar velocidade máxima de 281 km e tem alcance de 537 km ou 3 horas de voo (Turkish Aerospace)
O T129 pode alcançar velocidade máxima de 281 km/h e tem alcance de 537 km ou 3 horas de voo (Turkish Aerospace)

A FAB já conta com uma frota sw 12 helicópteros de ataque, no caso o Mi-35 (designado no Brasil como AH-2 Sabre) produzidos pela Mil Moscow Helicopter, da Rússia. Esse aparelho, no entanto, é bem diferente do T129, pois também tem capacidade para transportar tropas e não unicamente realizar missões de ataque.

O AH-2 Sabre é o nome da FAB para o temido helicóptero russo Mi-35 (FAB)
O Mi-35 tem capacidade de ataque e também pode transportar tropas (FAB)

Veja mais: Os helicópteros mais letais do mundo

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
hellan
3 anos atrás

qual seria o melhor ao pais? estes ou os super cobra usados dos eua?

Marcelo
Marcelo
3 anos atrás

alguém sabe o dia exato e horário da apresentação aqui no Cavex em Taubaté? Desde já obrigado.

Jefferson
Jefferson
3 anos atrás

Uma ótima oportunidade de adquirir helicópteros e vender tucanos.

Tetsuo Shimura
Tetsuo Shimura
3 anos atrás

Qualquer semelhança com COBRA seriam os licenciamentos???

Previous Post
O Charles de Gaulle operado pela Marinha da França é o único porta-aviões nuclear operado na Europa (Divulgação)

Alemanha sugere construir porta-aviões comum para a Europa

Next Post
O Super Tucano pode ser empregado em uma variedade de missões, como ataque ao solo e caça de interceptação (FAB)

Super Tucano pode entrar na parceria de defesa da Embraer com a Boeing

Related Posts