Uber vende divisão de táxis voadores para a startup Joby Aviation

Transferência da Uber Elevate para a Joby Aviation será concluída até o primeiro trimestre de 2021
A Joby Aviation é uma das empresas parceiras da Uber
O e-Vtol da Joby Aviation: investimento milionário da Toyota (JA)
A Joby Aviation é uma das empresas parceiras da Uber
A Joby Aviation é uma das empresas mais promissoras no ramo da mobilidade aérea urbana (Joby Aviation)

A Uber decidiu abrir mão de seu negócio de táxis voadores. Na terça-feira (9), a startup Joby Aviation, sediada na Califórnia, anunciou a compra da Uber Elevate, a divisão de mobilidade aérea urbana do grupo Uber Technologies que deve entrar em operação a partir de 2023.

De acordo com os termos do acordo, as duas empresas vão integrar seus respectivos serviços aos aplicativos uma da outra, permitindo a integração entre viagens terrestres e aéreas para futuros clientes.

A Uber Technologies concordou em investir US$ 75 milhões na Joby como parte de uma transação mais ampla envolvendo a transferência do controle da Uber Elevate para a startup californiana. A negociação deve ser concluída no primeiro trimestre de 2021, informaram as empresas.

“A mobilidade aérea avançada tem o potencial de ser exponencialmente positiva para o meio ambiente e as gerações futuras. Este negócio nos permite aprofundar nossa parceria com a Joby, a líder absoluta neste campo, para acelerar o caminho para o mercado dessas tecnologias”, afirmou Dara Khosrowshahi, CEO da Uber.

A Joby Aviation é um das diversas empresas que trabalham em parceria com a Uber para desenvolver o novo modelo de transporte aéreo urbano e os táxis voadores, também conhecido como eVTOL (sigla em inglês para veículo elétrico de decolagem e pouso vertical). Outro nomes que participam do projeto são Bell Helicopters, Hyundai e a Embraer (por meio da EmbraerX).

“Estamos orgulhosos da parceria com o Uber Elevate e estamos ainda mais orgulhosos de recebê-los na equipe da Joby hoje, ao mesmo tempo em que aprofundamos nossa cooperação com o Uber”, disse Joe Ben Bevirt, fundador e CEO da Joby Aviation.

EUA e Austrália serão os primeiros países a contar com os serviços da Uber Elevate (Uber)

A startup norte-americana garante que vai oferecer um serviço de transporte acessível, silencioso e limpo, “usando a revolucionária aeronave de decolagem e pouso vertical totalmente elétrica” que ela passou a última década desenvolvendo. O veículo proposto pela Joby tem alcance de 240 km e velocidade máxima de 320 km/h.

Fundada em 2009, a Joby Aviation vem testando versões em escala reduzida de aeronaves eVTOL desde 2014 e afirma ter conduzido “centenas” de voos de testes. A startup também tem uma parceria com a Toyota Motor e vem trabalhando desde o final de 2018 com a agência de aviação civil dos EUA (FAA) para alinhar os requisitos necessários para o programa de certificação de seu táxi voador.

Liquidação de divisões

O anúncio da venda da Uber Elevate aconteceu um dia após a Uber negociar sua unidade de carros autônomos, a Advanced Technologies Group, adquirida pela startup Aurora (desenvolvedora de carros e caminhões autônomos) por cerca de US$ 4 bilhões.

Veja mais: Tudo que você precisa saber antes de voar no Boeing 737 MAX

Total
23
Shares
Previous Post
D328eco - no mercado em 2025

Novo turboélice alemão D328eco chegará ao mercado em 2025

Next Post

Embraer admite vazamento de dados após sofrer ataque hacker

Related Posts