Ucrânia diz ter recebido peças de aviões e não caças de parceiros

Países que apoiam ucranianos contra a invasão russa teriam enviado partes de caças MiG-29, entre outros, para ampliar frota ativa
Caça MiG-29 da Ucrânia (MOD Ucrânia)

Nações que apoiam a Ucrânia em sua luta contra a invasão russa, iniciada há quase dois meses, tiveram sucesso em enviar ao país peças de reposição de aeronaves.

Sem mencionar quantidades ou tipos, o Secretário de Imprensa do Pentágono, John F. Kirby, confirmou na terça-feira que os ucranianos “agora têm à sua disposição mais caças de asa fixa do que há duas semanas”.

A declaração deu margem para que alguns veículos de imprensa entendessem que a Ucrânia recebeu de fato mais caças, mas a Força Aérea do país garantiu que “não recebeu novas aeronaves de parceiros”, em post no Twitter na quarta-feira.

“Com a ajuda do governo dos EUA, a Força Aérea da Ucrânia recebeu peças de reposição e componentes para a restauração e reparo da frota de aeronaves das Forças Armadas, o que permitirá colocar em serviço mais equipamentos,” afirmou a força.

De acordo com um oficial de defesa dos EUA, o envio possibilitou que a Ucrânia pudesse reativar cerca de 20 caças. A aeronave mais provável é o MiG-29, principal caça da força aérea.

MiG-29 da Polônia: peças de reposição podem ter sido enviadas pelo país (Julian Herzog)

Aeronaves perdidas

O anúncio ocorre semanas após tentativas de enviar caças usados de países como Polônia, Bulgária e Slováquia terem falhado por receio de retaliações russas a esses países.

Acredita-se que as mesmas nações tenham sido responsáveis por repassar parte de seus estoques de peças para ajudar a Ucrânia a recuperar aeronaves danificadas ou fora de serviço.

Ao menos 15 aeronaves ucranianas foram derrubadas pela Rússia desde o início do conflito, incluindo quatro MiG-29. A Ucrânia possuía cerca de 70 aeronaves do tipo, além de 32 Su-27, 17 -Su-25 e 12 Su-24, antes da invasão russa.

Total
56
Shares
Previous Post

Boeing só deverá retomar entregas do 787 no segundo semestre, dizem fontes

Next Post

Angola fecha pedido de três C295 junto à Airbus

Related Posts
Total
56
Share