A Virgin Atlantic estreará o voo Londres-Sao Paulo em 29 de março com jatos 787-9 (Mark Harkin)

Companhia aérea fundada pelo bilionário Richard Branson, a Virgin Atlantic recebeu nesta semana a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para lançar voos regulares internacionais no Brasil. A empresa, uma das maiores do Reino Unido, planeja iniciar suas operações no país a partir de 29 de março, na rota Londres-Guarulhos.

A autorização operacional é a última etapa para que uma empresa estrangeira inicie voos regulares no Brasil. A permissão de funcionamento no país foi concedida à Virgin pela ANAC em março de 2019.

As passagens da Virgin no voo entre Londres e São Paulo já estão à venda. O trecho terá frequência diária e será operado com jatos Boeing 787-9 para 264 passageiros – 31 na Upper Class, 35 na classe Premium e 198 na econômica.

Em entrevista ao jornal O Globo, em novembro do ano passado, Branson declarou que deseja quebrar o duopólio das companhias British Airways e LATAM na rota São Paulo-Londres e fazer os preços das passagens no trecho cair. Outra empresa que liga o Brasil ao Reino Unido é a low-cost Norwegian, que opera desde março de 2019 o voo entre o Rio de Janeiro e a capital britânica.

O novo voo para São Paulo é parte do plano de expansão internacional da Virgin. Em setembro do ano passado, a empresa revelou que pretende mais de 100 destinos no mundo todo a partir de Londres, incluindo destinos na América do Sul, como Buenos Aires, Santiago e Fortaleza (CE).

A Virgin também anunciou no ano passado um acordo de codeshare com a Gol, oferecendo aos seus passageiros a possibilidade de seguir viagem para 37 destinos no Brasil e vice-versa.

Veja mais: As diferentes versões do Airbus A380 que nunca saíram do papel