A Virgin Atlantic estreará o voo Londres-Sao Paulo em 29 de março com jatos 787-9 (Mark Harkin)

O primeiro voo da Virgin Atlantic para o Brasil, entre Londres e São Paulo, marcado para o dia 29 de março, foi adiado para 5 de outubro, informou a companhia nesta quinta-feira (4). A mudança de planos faz parte de uma série de ações tomadas pela empresa britânica devido ao avanço do coronavírus pela Europa.

“Temos monitorado com muita atenção a situação do Coronavírus (Covid-19) ao redor do mundo, e como a demanda por viagens aéreas têm mudado com esta situação. Em decorrência, decidimos tomar algumas medidas imediatas em relação às nossas rotas, a fim de manter a companhia e, nossos clientes, em uma posição segura nos próximos meses”, diz o comunicado da Virgin.

A empresa pede a todos os passageiros com reservas que entrem em contato com sua central de atendimento para discutir sobre remarcações de voos e reembolsos.

A companhia aérea fundada pelo bilionário Richard Branson recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para lançar voos regulares no Brasil no final de fevereiro. O trecho da Virgin entre Londres e São Paulo terá frequência diária e será operado com jatos Boeing 787-9 para 264 passageiros – 31 na Upper Class, 35 na classe Premium e 198 na econômica.

Além de adiar a estreia no Brasil, a Virgin ainda suspendeu seus voos de Londres para Xangai, na China, e reduziu a frequência de voos entre a capital britânica e Hong Kong. A empresa também está restringindo o embarque de passageiros que nos últimos 14 dias passaram pela China, Hong Kong, Singapura, Tailândia, Japão, Irã, Coreia do Sul, Macau e Itália.

Veja mais: LATAM suspende voos entre São Paulo e Milão devido ao coronavírus