A380 “restaurante” da Singapore Airlines terá refeições a partir de R$ 200

Companhia aérea fará experiência gastrônomica com um dos seus jatos nos dias 24 e 25 de outubro, mas sem que a aeronave saia do lugar
Airbus A380 da Singapore Airlines
Airbus A380 da Singapore Airlines

Estar a bordo do Airbus A380 tem se tornado uma experiência rara em tempos de pandemia, mas ao menos para quem mora em Singapura há uma boa chance de desfrutar as amenidades do maior jato de passageiros da história. Detalhe: sem sair do chão e pagando um valor a partir de 50 dólares de Singapura, algo como R$ 207.

A Singapore Airlines, uma das mais premiadas companhias aéreas do mundo, decidiu promover um evento gastronômico a bordo de um dos seus A380. A proposta é tranformar o gigante num restaurante, oferecendo aos clientes o serviço de bordo reconhecido internacionalmente.

A companhia divulgou nesta sexta-feira, 02, os preços dessa viagem gastronômica que, assim como num voo real, contará com diferenças de classes e serviços. Batizado de Restaurant A380 @Changi, o evento ocorrerá no Aeroporto de Changi nos dias 24 e 25 de outubro.

Restaurante A380 terá preços a partir de pouco mais de R$ 200

Primeira classe por R$ 2.500

Para quem quer apenas utilizar sua classe econômica, o ingresso de 50 dólares dá direito ao serviço de bordo e o consumo de duas bebidas alcoólicas. Por cerca de R$ 370 é possível usufruir da Econômica Premium e gastando R$ 1.240 migrar para a classe Executiva.

Como a Singapore ainda não revelou qual dos seus 19 A380 será usado, não se sabe ainda se a aeronave oferecerá seis ou 12 cabines da Primeira Classe onde o bilhete por quase R$ 2.500.

Em comum, os clientes poderão usufruir do sistema de entretenimento com mais de 1.000 opções de programas enquanto permanecem a bordo, além de terem a oportunidade de visitar áreas restritas da aeronave. As reservas para participar do evento serão abertas no dia 12 de outubro no site KrisShop.com.

Futuro ameaçado

Primeira companhia aérea a receber o A380 e a aposentar uma de suas aeronaves, a Singapore Airlines aterrou toda a sua frota enquanto espera pela retomada da demanda de passageiros em voos de longo alcance.

A decisão tem sido replicada por várias outras empresas como Lufthansa e British Airways enquanto a Air France preferiu aposentar a aeronave por conta dos seus altos custos de operação.

A iniciativa da Singapore pode ser uma saída para parte da frota do jato no futuro. Sem viabilidade comercial, o A380 tem atrativos suficientes para ser utilizado em eventos especiais, afinal qual mortal não gostaria de conhecê-lo de perto?

Suíte da Primeira Classe

Veja também: Último A380 tem fuselagem montada pela Airbus

Total
15
Shares
Previous Post
O Boeing 787-10 é avaliado em US$ 306 milhões, algo em torno de R$ 946 milhões (Boeing)

Boeing confirma que concentrará produção do 787 na Carolina do Sul em 2021

Next Post

ATR quer testar novas tecnologias de propulsão em seus aviões turboélices

Related Posts