Abear e FAB celebram contribuições no transporte de órgãos

Abear já realizou 2.553 viagens com órgãos, tecidos e equipes, enquanto a FAB soma 60 missões desde junho de 2016
Força Aérea Brasileira (FAB) já transportou 76 órgãos desde junho deste ano
Força Aérea Brasileira (FAB) já transportou 76 órgãos desde junho deste ano (Divulgação)
Força Aérea Brasileira (FAB) já transportou 76 órgãos desde junho deste ano
Força Aérea Brasileira (FAB) já transportou 76 órgãos desde junho deste ano (Divulgação)

O Dia Nacional da Doação de Órgãos (27 de setembro) foi comemorado com bons resultados pelas companhias aéreas associadas da Abear (Avianca, Azul, Gol e Latam) e pela Força Aérea Brasileira (FAB), com números consideráveis de voos para envios de órgãos para transplante.

No caso da Abear, de janeiro a agosto deste ano, as empresas embarcaram em suas aeronaves 4.530 itens para transplante, o que inclui órgãos, tecidos e equipes, totalizando 2.553 viagens realizadas. A modalidade aérea é responsável por 95% dos transportes entre doadores e receptores.

“É um trabalho que nos enche de orgulho, um exemplo de parceria entre o público e o privado que tem como único objetivo beneficiar toda a população”, diz o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz.

A FAB, por sua vez, celebrou a data contribuindo com as missões de transporte de órgãos. Na última terça-feira, aviões da força aérea realizaram duas missões, sendo uma que transportou um fígado de Fortaleza (CE) para São Luís (MA) e a segunda transportou um coração de Maringá (PR) para Curitiba (PR).

“O papel da FAB é fundamental em nosso trabalho. Quando temos órgãos com tempo de isquemia menor é sempre preocupante, pois precisamos agir rápido. Saber que podemos contar com a FAB disponibilizando em solo suas aeronaves nos traz ainda mais certeza que podemos salvar mais vidas”, ressalta a Coordenadora-Geral do Sistema Nacional de Transplante (SNT), Rosana Reis.

Desde junho, mês que foi assinado o decreto presidencial que regulamentou a disposição de uma aeronave da FAB para transporte de órgãos, já foram realizadas 60 missões com esse objetivo, totalizando 76 órgãos (28 corações, 33 fígados, 5 pâncreas, 7 rins e três pulmões). A região centro-sul do país concentra o maior número de missões de transporte de órgãos realizadas pela FAB nos últimos três meses, com cerca de 70% da movimentação.

Veja mais: FAB recebe novo avião para “calibrar” aeroportos

Total
0
Shares
Previous Post
O fabricante afirma que os winglets podem reduzir o consumo de combutível do Hercules em 10% (Divulgação)

“Sessentão”, C-130 Hércules pode ganhar asas com winglets

Next Post

Delta troca Boeing 767-400 por Airbus A330 no voo para Detroit

Related Posts