Airbus ACJ TwoTwenty

Airbus ACJ TwoTwenty

Como era esperado, a Airbus lançou no mercado uma variante executiva do A220, jato comercial desenvolvido pela Bombardier e assumido pela fabricante europeia. Batizado como ACJ TwoTwenty (ACJ220), a nova aeronave é baseada na versão A220-100, a menor da família.

O ACJ TwoTwenty terá um alcance ampliado que permitirá que o jato possa voar distâncias de até 10.500 km (5.650 milhas náuticas), ou mais de 12 horas de voo. Com essa performance, a aeronave poderá voar sem escalas entre Londres e Los Angeles ou Tóquio e Dubai, explicou a empresa.

“Estamos orgulhosos de estender a família de produtos ACJ com o lançamento do ACJ TwoTwenty. A aeronave combina alcance intercontinental, espaço interno incomparável e conforto para todos os passageiros. Esta plataforma de tecnologia mais recente oferece economia imbatível e confiabilidade incomparável”, disse Benoit Defforge, presidente ACJ.

Segundo a Airbus, a divisão norte-americana da empresa suíça Comlux será responsável por configurar o interior do novo jato, que possui 73 m² de área de cabine e pode receber até seis áreas de convivência.

O novo avião poderá acomodar até 18 passageiros e operar em qualquer aeroporto que seus concorrentes menores e projetados originalmente como jatos executivos, caso do Gulfstream 7000 ou do Global 8000, da própria Bombardier.

Interior do ACJ TwoTwenty (Airbus)

A Airbus informou que já recebeu seis encomendas pelo ACJ220: duas da Comlux e outras quatro de clientes ainda não revelados.

E a Embraer?

O lançamento do ACJ TwoTwenty ocorre num momento em que a Embraer deixou de oferecer o Lineage 1000 em seu portfólio de jatos executivos. A aeronave, baseada na primeira geração dos E-Jets, não possui um desempenho comparável ao A220-100 executivo, o que caberia ao E190-E2 ou o E195-E2, por exemplo.

Mas até agora, a fabricante brasileira não revelou se pretende lançar uma versão executiva da nova família E2. Talvez a chegada do rival da Airbus seja um bom motivo.

Até o momento, a Embraer ainda não propôs uma variante executiva da nova família E2

Veja também: Embraer E190-E2 é flagrado na fábrica da Airbus