Korean Air retoma voos regulares com o Airbus A380

Empresa sul-coreana aterrou seus 10 jatos A380 em março devido a pandemia do novo coronavírus
Airbus A380 - Korean Air
A Korean Air possui dez jatos A380 em sua frota (Airbus)
Airbus A380 - Korean Air
A Korean Air é uma das raras empresas aéreas que operam o A380 e o Boeing 747-8, os maiores aviões de passageiros do mundo (Airbus)

A companhia sul-coreana Korean Air reativou na semana passada um de seus 10 jatos Airbus A380 que estava aterrado desde março devido a baixa demanda de passageiros causada pela pandemia do novo coronavírus. A aeronave com matrícula HL7614 realizou um voo de Seul, capital da Coreia do Sul, para Guangzhou, na China, e retornou, no dia 30 de setembro.

Antes de retomar as operações regulares com passageiros, a aeronave da Korean realizou no dia 28 de setembro um voo de teste de uma hora e 46 minutos. O jato em questão, uma aeronave com quase 10 anos de serviço, foi um dos primeiros A380 recebidos pela empresa coreana.

O retorno do A380 à frota ativa da Korean ainda é comedido. Segundo o Routes Online, a aeronave configurada com 407 assentos será empregada no trecho entre Seul e Guangzhou somente uma vez por semana, sempre às quarta-feiras. Nos últimos meses, o voo era realizado pela companhia em bimotores Boeing 777-300 para 338 passageiros.

O aeroporto de Guangzhou é atualmente o único do mundo atendido por três companhias aéreas com o A380: além da Korean, o terminal também tem recebido modelos das empresas China Southern e Emirates Airline.

Avião no “grupo de risco”

O A380 é o principal avião comercial no “grupo de risco” na crise do setor aéreo causada pela pandemia.

Com a queda brusca na demanda por transporte aéreo nos últimos meses e medidas de restrições de voos, as companhias aéreas ficaram sem passageiros para ocupar os mais de 400 ou 500 assentos disponíveis na aeronave de dois andares fabricada pela Airbus.

Airbus A380 - China Southern Airlines
A China Southern é a única empresa do mundo que não parou seus A380 durante a pandemia (Airbus)

Durante o pico da pandemia, foram os raros os A380 que se arriscaram a voar e alguns deles nunca mais devem decolar. Em meio a crise, a Air France anunciou a aposentadoria imediata de todos os seus aparelhos e a Lufthansa estuda seguir o mesmo caminho. Outras companhias armazenaram seus aparelhos e devem mantê-los parados por um ano ou mais.

A única companhia aérea que ainda tem pedidos pelo A380 é a Emirates, com mais nove exemplares encomendados. A produção da aeronave está programada para terminar em 2021.

Veja mais: Famosa rede de restaurantes Hooter já teve sua própria companhia aérea

 

 

 

Total
44
Shares
Previous Post
O Viraat foi o segundo porta-aviões da Índia (Indian Navy)

Porta-aviões indiano INS Viraat chega a Alang para ser sucateado

Next Post

ACJ TwoTwenty é a versão executiva do Airbus A220

Related Posts