Airbus revela novo A380plus

Versão aprimorada do A380 consome menos combustível e pode decolar com mais carga
Os novos winglets nas asas do A380plus ajudam a reduzir o consumo de combustível em 4% (Airbus)
Os novos winglets nas asas do A380plus ajudam a reduzir o consumo de combustível em 4% (Airbus)
Os novos winglets nas asas do A380plus ajudam a reduzir o consumo de combustível em 4% (Airbus)
Os novos winglets nas asas do A380plus ajudam a reduzir o consumo de combustível em 4% (Airbus)

Faltando apenas um dia para a abertura do Paris Air Show, a Airbus anunciou sua maior novidade para o evento, considerado o mais importante no mundo da aviação. A fabricante europeia vai apresentar na feira o A380plus, versão aprimorada do maior avião de passageiros mundo. A aeronave atualizada já havia sido flagrada na semana passada.

De acordo com a fabricante, o A380plus apresenta um custo operacional 13% mais baixo por assento comparado ao modelo atual. A empresa também modificou o design das asas e introduziu novos winglets, alterações que reduzem o consumo de combustível da aeronave em até 4%.

Os novos winglets do A380, com formato semelhante aos “sharklets” do Boeing 737 MAX, medem 4,7 metros de altura – são os maiores winglets já projetados na aviação. O componente é um dispositivo instalado nas pontas das asas que ajuda a reduzir o arrasto aerodinâmico e, consequentemente, diminui o consumo de combustível e aumenta o alcance da aeronave.

Segundo a Airbus, o A380plus pode percorrer mais 555 km – o modelo atual tem autonomia de 15.200 km. Outra alteração importante é o peso máximo de decolagem ampliado para 578 toneladas, três toneladas a mais que o A380 atual.

O novo winglet do A380plus tem 4,7 metros de altura (Airbus)
O novo winglet do A380plus tem 4,7 metros de altura (Airbus)

A Airbus também propõe para o novo modelo do A380 alterações na cabine que permitem acrescentar mais 80 assentos, mesmo na configuração de quatro classes. A empresa também afirma que o A380plus exige menos manutenção, o que diminuiu o período de inatividade da aeronave durante os processos de revisão.

“O A380plus é uma maneira eficiente de oferecer economia e ao mesmo tempo melhorar seu desempenho operacional. É um novo passo para a nossa icônica aeronave servir melhor ao tráfego aéreo mundial de rápido crescimento e as necessidades em evolução de nossos clientes”, afirmou John Leahy, diretor comercial da Airbus.

O A380 com a nova configuração será apresentado no Paris Air Show (Airbus)
O A380 com a nova configuração será apresentado no Paris Air Show (Airbus)

10 anos de A380

O Airbus A380 vai completar em outubro 10 anos de operações de operações comerciais. O primeiro cliente do maior jato de passageiros do mundo foi a companhia aérea Singapore Airlines. A aeronave avaliada em mais de US$ 430 milhões e capacidade para mais de 500 ocupantes hoje é utilizada por 13 empresas. O maior operador do jato é a Emirates Airlines, com uma frota de 95 aparelhos.

Veja mais: Com 797, Boeing pode desbravar novos mercados de jatos comerciais

Total
0
Shares
2 comments
  1. Lendo essa notícia, pensando também nos winglets da geração MAX do 737, chegamos a uma conclusão curiosa: o McDonnell Douglas MD-11 estava 30 anos à frente do seu tempo. Olhem imagens dos winglets do MD-11 para entender…

Comments are closed.

Previous Post

Com 797, Boeing pode desbravar novo mercado de jatos comerciais

Next Post
O 737 MAX 10 será o maior 737 da história, com 43,8 metros de comprimento (Boeing)

Boeing confirma lançamento do 737 MAX 10

Related Posts