Airbus teria decidido não entregar os 19 A350 pendentes da Qatar

Companhia aérea do Oriente Médio está em disputa judicial com a fabricante de aviões europeia por conta de problemas na pintura de parte de seus jatos
A350-1000 da Qatar

A Airbus teria cancelado a entrega de 19 aeronaves A350-1000 ainda pendentes da Qatar Airways, afirmaram fontes da agência Reuters.

A companhia aérea do Oriente Médio possui um pedido de 38 unidades do jato de longa distância, dos quais havia recebido a metade. No entanto, parte das aeronaves que está pronta não foi aceita pela Qatar por conta dos problemas que afetam a superfície de mais de 20 desses aviões.

Os desentendimentos entre a Airbus e a Qatar foram parar na Justiça após a companhia aérea abrir um processo em que pede indenização de cerca de US$ 1,4 bilhão pelos prejuízos sofridos com a paralisação das aeronaves – segundo a autoridade de aviação civil do Qatar, elas estão proibidas de serem utilizadas.

A Airbus, no entanto, garante que os A350 com pinturas descascando são seguros e que poderiam continuar a voar.

ACOMPANHE O AIRWAY NAS REDES SOCIAIS

Cliente lançadora

A Qatar Airways foi a cliente lançadora do A350, uma aeronave widebody que incorpora vários avanços tecnológicos além de oferecer uma grande economia de combustível. O jato avançado foi uma resposta ao Boeing 787 Dreamliner, embora este seja um pouco menor.

Mesmo com o cancelamento, a Qatar continua como a maior operadora do A350, com 53 aeronaves em sua frota. Segundo o Planespotters, 26 delas estavam ativas no início de agosto.

A Airbus já havia rescindido contrato com a Qatar sobre uma encomenda de 50 A321neo em janeiro. Sem os jatos europeus, a empresa aérea acabou fechando um pedido semelhante pelo rival 737 MAX 10, acordo assinado com a Boeing em julho.

Superfície da pintura do A350 descascando (QA)

Total
30
Shares
Previous Post

Etihad confirma pedido de sete cargueiros A350F

Next Post

Força Aérea Brasileira já perdeu ao menos 40% de seus caças AMX

Related Posts
Total
30
Share