Airbus troca peças de metal por similares de plástico

Polímero termoplástico mantém a segurança reduzindo em até 40% o peso e custos de novas aeronaves
Peças de plástico reduzem em até 40% o peso e custos de novos componentes (Airbus)
Peças de plástico reduzem em até 40% o peso e custos de novos componentes (Airbus)

Peças de plástico reduzem em até 40% o peso e custos de novos componentes (Airbus)

Peças de plástico reduzem em até 40% o peso e custos de novos componentes (Airbus)

O plástico pode parecer um material frágil para ser utilizado na construção de aviões, mas é justamente isso que a Airbus está fazendo. A fabricante instalou no novo jato A350-900 XWB suportes de portas de polímero termoplástico (PEEK) reforçados com fibra de carbono. Em projetos anteriores esse componente era feito de alumínio.

Segundo a Airbus, a peça de plástico reforçado reduz em até 40% o peso e o custo do componente, sem comprometer a segurança da aeronave. Além disso, o material, diferentemente do alumínio, é mais resistente à umidade que se acumula nas portas, diminuindo drasticamente o risco de corrosão da peça.

O fabricante do novo material utilizado pela Airbus, a britânica Victrex, ainda salienta que componente de plástico, chamado “90HMF40”, não exige revestimento de superfície especial para evitar deteriorações e também permite perfurações mais precisas, facilitando a montagem final da aeronave.

“Em termos de carga padrão, ou seja, da pressão da cabine interna, este tipo de fixação do suporte reduz a deformação na superfície exterior da porta, mantendo assim a qualidade aerodinâmica do avião”, revela Christian Wolf, chefe de pesquisa e tecnologia de portas de aeronaves da Airbus.

Para Uwe Marburger, gerente de Desenvolvimento de Negócios Aeroespaciais da Victrex, a experiência adquirida com a utilização de PEEK reforçado com fibra de carbono pode ser transferida para outros componentes e áreas de aplicação em breve: “O 90HMF40 é um termoplástico especial de alta performance que também é adequado para componentes estruturais de suporte de carga, como o utilizado no A350-900 XWB. Essa primeira aplicação será rapidamente seguida por outras”.

A primeira peça de plástico usada pela Airbus é um suporte de portas (Victrex)
A primeira peça de plástico usada pela Airbus é um suporte de portas (Victrex)

De acordo com a Victrex, o novo material plástico é até 100 vezes mais resistente à fadiga e 20% mais rígido que o “alumínio 7075-T6”, especial para a aviação, nas mesmas condições.

Veja mais: Boeing afirma ter criado o metal mais leve do mundo

Total
0
Shares
Previous Post
O controle aéreo digital vai reduzir drasticamente o trabalho dos controladores em terra (FAA)

Controle de tráfego aéreo dos EUA entra na era digital

Next Post
O primeiro evento sobre drones no Brasil contará com as principais empresas do setor (Divulgação)

São Paulo recebe feira de drones neste mês

Related Posts