Alemanha deve ser nova cliente do Boeing P-8A Poseidon

Departamento de Estado dos EUA autorizou venda cinco unidades da aeronave de patrulhamento marítimo em acordo que deve atingir US$ 1,77 bilhão
P-8 da Marinha dos EUA lançando um torpedo de busca submarina (US Navy)
P-8 da Marinha dos EUA lançando um torpedo de busca submarina (US Navy)

Agência de Cooperação para a Segurança da Defesa dos EUA confirmou na sexta-feira, 12, que o Departamento de Estado aprovou a venda de cinco jatos de patrulhamento marítimo P-8A Poseidon para a Alemanha.

Por envolver questões de segurança nacional, a aquisição das aeronaves da Boeing precisa ser chancelada pelo governo dos EUA. Segundo a agência, o fornecimento do P-8A é justicado por “melhorar a segurança de um aliado da OTAN que é uma força importante para a estabilidade política e econômica na Europa”.

Atualmente, a Alemanha opera oito turboélices Lockheed P-3C Orion bastante antigos, comprados da Holanda. O governo chegou a contratar um projeto de atualização das aeronaves, mas o programa foi cancelado após ficar claro que as melhorias seriam apenas marginais.

O potencial acordo deve atingir US$ 1,77 bilhão (quase R$ 10 bilhões) e inclui vários outros sistemas como o MIDS JTRS 5 (comunicação), LN-251 (posicionamento global), radar APY-10 e dispensadores de contramedidas eletrônicas AN/ALE-47, entre outros.

P-3C Orion da Marinha da Alemanha (Marine)

Caso a compra seja confirmada em breve, a Alemanha se tornará o terceiro país europeu a utilizar o P-8A Poseidon, após o Reino Unido e Noruega. A Boeing também foi contratada para fornecer a aeronave para a Índia, Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, além da Marinha dos EUA, sua maior cliente.

O P-8A é uma plataforma de patrulhamento marítimo e reconhecimento baseado no jato comercial 737-800. A aeronave pode voar por mais de 10 horas e 4.000 milhas náuticas sem reabastecimento e transportar 9 toneladas de carga paga. Entre os itens levados pelo Poseidon estão quatro mísseis anti-navios Harpoon, cinco torpedos e 129 sonobóias.

Total
15
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post
O A350 tem alcance de 15.300 km (Airbus)

Rumor sobre versão cargueira do Airbus A350 ganha força na pandemia

Next Post

British Airways ainda mantém o Airbus A380 em seus planos

Related Posts