A320neo da Azul: companhia deve ampliar frota dos jatos da Airbus após a pandemia (Alexandro Dias)

Embora ainda esteja em meio a uma longa e difícil recuperação diante da queda na demanda do transporte de passageiros, a Azul já estaria planejando sua futura frota de aeronaves assim que o mercado retomar o patamar de antes de pandemia.

Um indício desse movimento surgiu na mais recente edição da planilha de encomendas e entregas da Airbus, divulgada no início de setembro. Nela consta que a Azul Finance, braço de leasing do grupo, passou a ter em agosto encomendas pendentes de 13 A320neo e cinco A321neo.

Tratam-se de posições na fila de montagem que pertenciam à companhia de leasing BOC Aviation. A empresa tinha até julho 55 A320neo e 22 A321neo pendentes de entrega e no mês passado viu esses números caírem para 41 e 17 unidades, respectivamente. A informação da origem dos aviões foi confirmada por agências no exterior.

Desde que começou a operar os jatos A320neo em 2016, a Azul trata os aviões como o ponto de inflexão em sua estratégia de expansão. Até então, a companhia aérea dependia dos E190 e E195 de primeira geração, que têm um custo por assento mais alto e uma capacidade de passageiros mais limitada. Com o A320neo, a Azul pode reforçar sua oferta de lugares em rotas de maior demanda e alimentar seus hubs pelo país. E com uma economia significativa de combustível.

No final do ano passado, a empresa recebeu seu primeiro A321neo, maior jato de corredor único já recebido por ela. No entanto, a pandemia e a consequente crise na aviação fizeram os planos da Azul serem modificados.

Segundo dados da Airbus, hoje a companhia aérea possui 42 A320neo e dois A321neo em sua frota, além de outras unidades que estão finalizadas na Europa à espera de uma futura entrega. Pelo jeito, a nova geração dos jatos continua a favorita da empresa.

Consultada, a Azul preparava um posicionamento sobre o assunto até a publicação desta nota.

A Azul utilizar hoje dois jatos A321neo, mas deve ampliar sua frota no futuro (Azul)

Veja também: Airbus A330neo da Azul ganha fileira de assentos que vira cama