Azul, Gol ou LATAM: quem recebeu mais aviões no 1º semestre de 2024?

Maiores companhias aéreas brasileiras seguiram com renovação e expansão de suas frotas mas com focos diferentes
Airbus A320neo de matrícula PR-YSR da Azul
Airbus A320neo PR-YSRAirbus A320neo de matrícula PR-YSR da Azul (BH Airport)

Em meio à recuperação da demanda de passageiros na aviação comercial brasileira, as principais companhias do país avançaram em seus planos de renovação e expanção da frota de aeronaves.

No 1º semestre houve a chegada de duas dezenas de aviões, alguns novos, outros usados, mas que certamente contribuem para adequar à oferta pretendida.

Siga o AIRWAY nas redes: WhatsApp | Telegram | Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Mas afinal quem trouxe mais aviões? Gol, LATAM ou Azul? Veja quais aeronaves desembarcaram no Brasil entre janeiro e junho:

Gol Linhas Aéreas

A despeito de passar por um momento delicado desde janeiro, quando entrou em recuperação judicial nos EUA, a Gol continuou a receber novos jatos 737 MAX, da Boeing.

Foram incorporadas três aeronaves 737-8 até aqui, a primeira em janeiro (PS-GPR), a segunda em março (PS-GPP) e a mais recente em 26 de junho, o PS-GRE.

Com isso a frota da versão mais eficiente do 737 subiu para 47 aeronaves contra 76 737-800, seu avião mais numeroso. Nesse período dois desses jatos foram devolvidos.

Um dos 737 MAX 8 da Gol
Um dos 737 MAX 8 da Gol (Edu Viana/Gol)

LATAM Brasil Airlines

A LATAM reforçou sua frota com nada menos que sete Airbus A321neo, que chegaram ao país entre março e junho.

Dois deles foram entregues entre 27 e 29 do mês passado, ampliando consideravelmente a oferta de assentos já que são configurados com 224 lugares.

A frota de A321neo saltou para 14 aeronaves, a maior na América do Sul. Como a LATAM não devolveu nenhum avião, sua capacidade foi bastante ampliada no semestre.

A LATAM recebeu sete A321neo no primeiro semestre de 2024
A LATAM recebeu sete A321neo no primeiro semestre de 2024 (Airbus)

Azul Linhas Aéreas

A Azul, diferentemente da Gol e LATAM, mexeu bastante na sua frota. Além de operar vários tipos de aeronaves, a companhia fez mudanças importantes como a devolução dos dois A350-900.

Em relação a aviões novos foram recebidos dois Airbus A320neo (PR-YSQ e PR-YSR), um Embraer E195-E2 (PS-AEU) e um ATR 72 (PR-YXD), totalizando quatro unidades.

Também entraram em serviço dois A330-900neo, mas de segunda mão e que voaram anteriormente na Air Asia. Essas aeronaves, com um layout de cabine focado em baixo custo, acabaram frustrando passageiros e serão reformadas.

O E195-E2 da Azul batizado por Lula
O E195-E2 entregue à Azul no primeiro semestre (Azul)

A Azul retomou ainda um antigo E195 que voava com a Breeze Airways, companhia aérea irmã dos EUA. Portanto, em tese foram adicionados sete aviões, sem contar um E195-E2 (PS-AEV) que foi entregue em 1º de julho.

Em termos de devolução, apenas um dos A350 foi retirado da frota neste ano, já que o outro oficialmente foi baixado no final de 2023.

Mais de 460 aviões

Somadas, as aeronaves das três maiores companhias aéreas brasileiras passam de 460 unidades.

A Azul mantém uma frota de 175 aeronaves, a LATAM atingiu 150 jatos (ela não voa turboélices) e a Gol tem a terceira maior frota, com 137 Boeing 737, segundo o Planespotters.

Total
0
Shares
2 comments
  1. Não entendi… Por que a Gol, com 173 aeronaves, tem a TERCEIRA maior frota se a Latam tem apenas 150 aeronaves?

  2. Oi Ricardo, foi falha de digitação deste jornalista. São 137 jatos e não 173, desculpe.

Comments are closed.

Previous Post
Air India de olho no mercado regional

Embraer e ATR de olho? Air India quer lançar companhia regional

Next Post
Caça leve KAI FA-50

Força Aérea do Peru perto de comprar caças FA-50, da Coreia do Sul

Related Posts
Total
0
Share