Belavia confirma pedido de três jatos Embraer E195-E2

Empresa aérea da Bielorrússia assinou um contrato com a AerCap para arrendar três aeronaves
(AerCap)
A Belavia vai usar os novos E195-E2 para substituir os modelos Boeing 737 mais antigos em sua frota (AerCap)

A companhia bielorrussa Belavia assinou um contrato com a AerCap para arrendar três jatos regionais Embraer E195-E2. O primeiro avião está programado para ser entregue em dezembro deste ano e os outros dois aparelhos em março e abril de 2021, informou o arrendador.

“Com a introdução das aeronaves mais avançadas da Embraer, a Belavia desfrutará de custos operacionais e versatilidade aprimorados. Esperamos ansiosamente trabalhar com as equipes da Belavia e da Embraer enquanto essas aeronaves são entregues”, disse Philip Scruggs, presidente e diretor comercial da AerCap.

A empresa de leasing AerCap é um dos maiores clientes da nova série de jatos E2 com 50 unidades encomendadas. Seis desses aviões, da variante E195-E2, foram arrendados pela Azul.

A companhia aérea da Bielorrússia é cliente da Embraer desde 2018 e atualmente opera quatro E175 e sete E195 de primeira geração – além disso, possui três CRJ-200 e 19 Boeing 737 (nas versões 300, 500 e 800).

Esperando o 737 Max

Em março, a Belavia receberá outro E175 que, como os outros jatos de sua frota, será arrendado. A companhia aérea também pretende contar com o 737 Max, do qual possui um pedido de sete aeronaves e aguarda o fim do aterramento do jato da Boeing.

A opção pelo E195-E2 havia sido admitida pela Belavia em setembro do ano passado, no entanto, com apenas duas aeronaves. A intenção da empresa bielorrussa é substituir os 737 mais antigo da frota, das versões 300 e 500.

Veja mais: Dassault Mercure, um rasante em direção ao fracasso

Total
70
Shares
Previous Post

Azul prepara a aeronave mais colorida do Brasil

Next Post
A produção do A380 será encerrada em 2022 (Airbus)

As diferentes versões do Airbus A380 que nunca saíram do papel

Related Posts