O Kowsar é basicamente uma cópia do antigo caça F-5 Tiger II, como os operados pela FAB (Tasnimnews)

A Força Aérea da República Islâmica do Irã (IRIAF) recebeu nesta quarta-feira, 25 de junho, três jatos Kowsar destinados à sua nova equipe de demonstração aérea. A cerimônia de entrega dos aviões contou com a presença do alto escalão militar iraniano, entre eles o comandante-geral do Exército, general Abdolrahim Mousavi, o ministro da Defesa, brigadeiro-general Amir Hatami.

Esta é uma notícia que chama atenção por dois motivos: os Kowsar, aeronaves fabricadas no Irã, são basicamente uma cópia do antigo caça F-5F Tiger II da Northrop. A outra parte é a pintura azul e amarela que elas ostentam, uma imitação descarada do esquema de cores dos aviões do Blue Angels, o esquadrão acrobático da Marinha dos EUA, o inimigo mortal do Irã.

“Estamos planejando realizar manobras acrobáticas com três jatos Kowsar durante os desfiles do Dia do Exército (em 17 de abril)”, disse o ministro da Defesa do Irã, citado pela agência iraniana FARS News. “Com três jatos, podemos ter uma equipe acrobática a jato”, acrescentou. O novo esquadrão de acrobacias da IRIAF ainda não tem um nome definido.

No passado, a força aérea iraniana teve um grupo de demonstração aérea, o Tāj-e Talāyi (“Coroa de Ouro”, em persa), que se apresentava com caças F-5 (originais), adquiridos nos tempos em que o Irã ainda mantinha uma relação cordial com os EUA. Além disso, as aeronaves tinha um esquema de pintura, digamos, mais patriótico, repetindo as cores da bandeira do país, verde, branco e vermelho.

Jatos F-5 do antigo esquadrão de acrobacias do Irã; grupo operou de 1958 até 1979 (Domínio Público)

Para uma nação que nutre uma intensa abominação aos norte-americanos, copiar um dos maiores símbolos militares dos EUA é uma tremenda hipocrisia. Como não poderia ser diferente, a entrega dos “novos” jatos no Irã foi tratada como chacota na terra do Tio Sam, que também poupa comentários negativos sobre o Kowsar e outros projetos aeronáuticos do país.

Enquanto isso no Brasil…

Carro forte da Blue Angels, empresa brasileira de transporte de valores (Sindifort)

Veja mais: Primeiro caça Gripen deve chegar ao Brasil em outubro